sexta-feira, 14 de junho de 2019

Igreja Evangélica, eu conto ou você conta? - PARTE 1




Trilha do hoje : 

Parallel Jalebi - Four Tet 




FONTE: TUMBLR 







Parafuso e fluido em lugar de articulação
Até achava que aqui batia um coração
Nada é orgânico, é tudo programado
E eu achando que tinha me libertado
                                                (Pitty - Admirável Chip Novo)





Cansei. 
Cansei de te ver ferindo muita gente.
Cansei de te ver agindo feito um vendedor de quiosque no meio do shopping. 
Cansei de te ver não educando as pessoas no caminho da verdade. 
Cansei de te ver se tornar mais um clube do que uma comunidade. 
Cansei também do que os homens(e mulheres) fizeram de você. 
Cansei de te ver tacando o pau na fé alheia enquanto "teus filhos" são uma coisa na tua casa e outra fora dela. 

Eu cansei do que a igreja evangélica se tornou, embora frequente uma.

 Aqui não falo do que a igreja é para ser( um organismo vivo, que toca a vida das pessoas, levando amor e os ensinamentos de Cristo pela prática daquilo que se prega, se importando com as pessoas quer elas queiram Jesus OU NÃO), e sim dessa coisa institucionalizada, comercializada ou a cara do sindicato. 


FONTE: TUMBLR 

Cansei da falta de tato. 
Do estrelismo. 
Politicagens eclesiásticas.
Do "feudalismo espiritual". 

Enquanto muitos morrem emocionalmente e psicoligamente sem resposta para as suas perguntas, os cristãos pacificam com a seguinte frase: "Mas também, você não vai à igreja! Tem que ir buscar ao Senhor"! 


FONTE:TUMBLR



Buscar a Deus agora tem outra conotação. Não é mais inspirar e desafiar as pessoas a lerem o Livro da Vida( Bíblia), a orarem de maneira sincera, com suas própria palavras, a praticar a gratidão pela vida e pelo Seu Doador e contagiar outras pessoas a entrarem nessa jornada, caso queiram. 

Buscar a Deus já não tem mais essa coisa de deixar Deus te mostrar onde você precisa melhorar e onde você está crescendo( Porque ELE REALMENTE TE MOSTRA SE VOCÊ PEDIR E MANDA CONFIRMAÇÃO, SE VC O FIZER DE CORAÇÃO ABERTO). 

Buscar à Deus hoje ( não sempre, mais em muitas instâncias) tem a ver com um órgão regulador, que te diz que você não precisa pensar por si só. 

"Nós já cuidamos dessa parte, então venha e receba " sua comidinha" dominical". Feito pinto, dependente da galinha mãe ou galo pai. 


A igreja se tornou o Senhor
A igreja se tornou Deus.

A igreja evangélica se tornou a idolatria velada dos crentes, sim! 

A igreja se tornou órgão regulador de moral e ética. E não a Bíblia e o Senhor Jesus. 

A igreja de hoje parece mais uma "sociedade secreta". De verdade. 

Você só pode andar com gente da igreja, ter amizade com gente da igreja, se associar com pessoas que vão à igreja. 

"Você precisa servir à Deus, não pode ficar esquentando banco de igreja."

"Servir aos outros" é vinculado ao serviço que é feito dentro das paredes do templo. Ou seja, voluntariar a usar meus dons para ajudar gente da mesma fé que a minha. 


Logo....

Servir à igreja e servir na igreja = servir à Deus. 

Ao invés do que o Mestre disse Mateus 25:35-40 ....

35 Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
36 Estava nu, e vestistes-me; aadoeci, e bvisitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.
37 Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
38 E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
39 E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
40 E respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que, quando o afizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
(Mateus 25:35-40)

O problema não é servir na igreja. O problema é quando só o que se faz na igreja,pela igreja ou em nome da igreja conta como "servir ao Senhor".

Por isso existem tantos cristãos  maravilhosos, que estão brilhando a luz de Deus onde vão, mas vivem em angústia espiritual, já que não encontram na igreja um "nicho" de serviço, embora sirvam muitas pessoas, em várias capacidades, de Segunda à Sábado. 



A igreja diz que se seus amigos caçoam da sua fé, eles não te respeitam. Tá na cara que eles não lhe dão valor. O que eu concordo. Porém,  o contrário é verdadeiro. Se você, como evangélico, caçoa da fé alheia do seu amigo ou até da falta de identificação com qualquer tipo de fé, o que te faz diferente?

"Se você quer saber se eles são realmente seus amigos, fale de Jesus pra eles e vejam como eles reagem." 

Mas ninguém pergunta a Jesus se isso é o que ele fez. Se isso é o que ele realmente quer. Eu acredito que quando você está COMPROMETIDO COM MUDANÇAS EM QUALQUER ÁREA DE SUA VIDA, suas decisões deixam isso às claras. Você não precisa ficar falando toda hora.

Explico. O que tem mais peso? Eu viver falando do meu marido e ser casada é bom( e que todos deveriam fazer o mesmo)ou as pessoas verem que eu sou DE FATO casada e feliz e ME PERGUNTAREM o que elas precisam fazer para obter uma união estável com uma pessoa bacana?

O que eu vejo no Novo Testamento é que AS PESSOAS TINHAM INTERESSE NOS CRISTÃOS E NO QUE ELES ESTAVAM FAZENDO NAQUELE TEMPO. Porque eles eram de fazer e não de falar. 

Porque tinha algo diferente. Tinha amor( aquele de você prezar pelo bem estar do outro,e querer bem à ele, mesmo que pense e viva diferente de você).

Primeiro à Deus. À fé que se professa. À seu semelhante. 
Hoje é diferente. Primeiro, amor e devoção à instituição. 

Mesmo que minha família desmorone.
Mesmo que eu deixe de falar com meus familiares porque eles têm outra fé ou nenhuma. 
Mesmo que minha vida não esteja em alinhamento com o Manual de Fé e Prática que eu digo que sigo( Bíblia). 

A igreja hoje brinca de ciranda cirandinha, e não tem mais graça. 

As pessoas cheiram religiosidade de longe. Ela é "uma das amantes" que mais de dilacera famílias, comunidades, amizades, credibilidade. 

Se a igreja vai mudar? Não sei. 
Embora tenha   o poder de escolha. 

Deixarei de ir? Não. 
Embora não  advogo mais a sua causa. 

Eu advogo a causa do livro. 
Hoje eu escolho o Mestre do Mestres. 

Eu escolho Jesus, e peço perdão à todos que foram feridos pela igreja de uma maneira ou de outra.

Aos evangélicos, desafio a parar de olhar para a igreja como ser supremo, solucionador de problemas. 

Comece a olhar para Cristo. 
A igreja não é o Cristianismo. 
Jesus sim.
Ele é O VERDADEIRO E VIVO CAMINHO. 

20 comentários:

  1. Compartilho do mesmo pensamento. Só não deixo de ir à igreja porque Deus nos ordena a congregar. Somos todos pecadores mesmo e a igreja nunca será perfeita, mas hoje enfrentamos uma realidade circense. É uma palhaçada, um mercadejamento do evangelho, vende-se cura, vende-se satisfação pessoal, mas não se apresenta o Cristo crucificado e ressurreto ,poderosop salvar almas. A esperança do homem hoje em Cristo , para muitos,reduz-se às coisas dessa vida e Paulo afirma que se assim for não passaremos de miseráveis. Essa semana eu li uma matéria de um pastor criticando o "mercado" da música gospel. Ele falou que a música é produzida apenas para mexer com a emoção das pessoas, uma espécie de autoajuda barata e que isso dista enormemente do propósito do louvor, que é glorificar e exaltar a Deus. Cristo deve vir em breve porque Deus deve estar a ponto de vomitar esse mundo. Amei esse POST mil vezes. Abraço grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniele Leite, perfeição realmente não pode ser encontrada em lugar algum e na igreja não é diferente, o que nós sabemos. Creio que as pessoas que não são da igreja adorariam ver essa imperfeição mais vezes, ao invés dessa santidade fabricada, a la r$1,99 que estão expondo por aí.

      O problema é que nossa comunidade está doente. Gostei muito dos sintomas que você dividiu no seu comentário. Excelentes e pertinentes! :) .

      Nosso povo está exigindo do não cristão o que nem os crentes tem para si mesmos, e achando que tudo vai melhorar contanto que todos falem o crentês, o evangeliquez, sem que haja uma mudança de dentro para fora.


      Jesus está sendo apresentado cada vez menos, e o ego dos homens cada vez mais. Quando nosso Mestre é apresentado, ele é o Papai Noel que vai dar tudo aos outros ou ele é esse Deus Tirano, que parece ter problemas de auto estima e por isso precisa fazer todo mundo sofrer para poder abençoar. Em ambos os casos, temos dois extremos: igrejas que "tudo pode" e igrejas que "nada pode".

      Ambas estão produzindo cristãos que não estão sabendo lidar com as pessoas e as demandas do dia a dia. Hoje, grandes aspirações do cristãos não se difere muito de uma pessoa que não tem a mesma fé. O mercado cristão realmente virou um pão e circo, e até mesmo certos shows viraram coisa de celebridade.

      Lembro-me de ir à um show de cantor evangélico, onde ele enxugou o suor na toalha e jogou pro público pegar. Parecia coisa de pop star. E as pessoas, ali estavam, se matando por uma toalha de uma pessoa que tem o mesmo poder que eles têm em Deus.

      A igreja tem seu papel social, porém acho que ela tem perdido sua essência com o passar do tempo. Oremos e obrigado por sua participação por aqui, bonitona das tapiocas :)



      Excluir
  2. Nesse momento de caos e trevas que as igrejas vêm passando, a gente que entende essa realidade e que conhecemos a Verdade expressa na Palavra de Deus acabamos brilhando "como astros" no meio do povo de Deus (ao invés de "no mundo", como em Fp 2.15)..!
    E não digo isso no sentido farisaico "óóó ninguém é como eu"; não se trata disso. Já passamos do leite espiritual de Hb 5.13.
    A dimensão que eu coloco é a de que: como você bem salientou, a mensagem pregada algumas vezes dista da mensagem de Deus, revelada na sua Palavra. Logo, muitos crentes e descrentes, ao perceberem essa diferença (os que percebem; tem uns que nem conhecem a Bíblia, como sabemos...), buscam por referenciais, por pessoas em quem eles vejam Jesus brilhar nelas — e é aí que está nosso papel, de cristãos maduros, de brilhar desprovidos de preciosismo ou religiosidade barata, porque o bom exemplo acarreta pessoas. Como diria John Maxwell, liderança é influência. A gente pode, sim, influenciar a parcela que ainda se deixa ser influenciada, que tem o coração de carne e, não, de pedra, e precisamos estar em oração pela nossa comunidade de fé. Até porque.... Como você disse bem no comentário acima, é uma questão de equilíbrio. Tem gente também que não quer mais saber de igreja nem se "pintada de ouro" e que vive metendo o malho como se também não estivesse se privando de estar debaixo da autoridade espiritual de um pastor — que daí aproveitam para dar mal exemplo mesmo e dane-se e por aí vai.
    Esse tema é muito pertinente. Ótimo post..!

    https://www.rapeizedinamica.biz Um blog de entretenimentos digitais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lincoln,

      Na maioria das vezes me sinto assim, como quem está a limpar a sujeira que foi deixada por outro "evangélico", quer seja por mal testemunho ou pelo tristemunho de dá a entender que aquela coisa fanática é normal e encorajada.

      Sim, há aqueles que saíram de mala e cuia para nunca mais voltar, talvez revoltados. Já outros foram bem dizer expulsos dela porque a fragilidade alheia era demais para eles. Qualquer que seja a situação, as pessoas precisam ver mais Jesus e menos a instituição. Obrigada pelo seu feedback. Vc vai brilhando daí e eu daqui. Deus abençoe!

      Excluir
  3. Eu sou católica e confesso que tenho certo preconceito contra a igreja evangélica, assim como a grande maioria dos evangélicos também tem de nós.
    Enfim, não sei muito o que comentar aqui.
    O importante é ser uma boa pessoa, fazer o bem e procurar sua fé e Deus.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço à sua sinceridade e exposição por aqui. Sim, o preconceito é muito presente de ambos os lados.

      Espero que um dia ambas comunidades possam escolher Jesus e sua Palavra acima das diferenças. O resto é detalhe.

      A pessoa que anda na Luz de Cristo e segue seus mandamentos jamais deveria estar preocupada com rótulos. Isso foi coisa que o homem inventou. Rótulos trazem divisões e enaltecem o ego de cada um. Uma fé verdadeira e bem trabalhada, brotando de amor e desejo pelo bem do próximo aproxima todos de Deus.

      Grande abraço.

      Excluir
  4. Uau, que texto incrível, tão necessário. Já fui à algumas igrejas e confesso que me afastei justamente por esse comércio que ela se tornou, por tantas proibições banais, que não nos afastam nem os aproximam de Deus, porque elas tão vagas. Inclusive, acredito que é por isso que muitas pessoas não vão a casa do Senhor. Uma pena, porque nosso mundo anda tão cruel, justamente pelo afastamento das pessoas de Deus!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kaila,

      Infelizmente, outro grande problema perpetuado dentro da igreja: As pessoas são encorajadas a virem para Deus e entregar suas vidas à Jesus, para que possam ser livres e terem uma vida em abundância. Pouco sabem elas que essa liberdade vai passar por um crivo de normas e regras da igreja e abundância, um poço de sofrimento e angústia: tudo o que Jesus e a Palavra não ensinou.

      Hoje vemos homens de fé querendo regular santidade alheia. Coisa que nem eles podem fazer por si mesmos. Só o Espírito Santo pode mostrar isso à uma pessoa.

      Sinto falta dos dias quando Deus falava ao coração de uma pessoa, e ela por si só, direcionada pelo Espírito Santo, se posicionou a deixar algo que atrasava sua caminhada espiritual, por amor.

      Beijos!

      Excluir
  5. Falou tudo. As pessoas vão atrás de uma igreja ou uma religião e por isso se iludem. A instituição e as pessoas são falhas. Com certeza, se elas seguissem Jesus não teriam problemas.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a instituição é falha. O problema é que a instituição se mostra como infalível, inquestionável e dona da verdade, como se não houvesse problemas. Aí as pessoas se desiludem mesmo. A instituição está querendo tomar o lugar de Jesus. E isso está causando muita confusão espiritual e sofrimento desnecessário. Obrigada pela sua participação por aqui Emerson.

      Até mais!

      Excluir
  6. Deus que me livre de igreja, me fez mais mal do que bem, me condicionou a um milhão de preconceitos, a ansiedade (e não fé) de esperar sempre "O Melhor de Deus", sem falar da "cura" gay, que nunca veio e Graças a Deus nunca vai vir pra mim.
    Passo longe, quero distância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Allan, assim como você conheço várias pessoas que tiveram experiências similares à sua, outros com outros tipos de experiência, mas ambos descobriram à grosso modo que o amor só se faz presente se as mesmas idéias são compradas, compartilhadas, reproduzidas. Sinto muito por essa terrível experiência que você teve.

      O amor de Jesus vai além de fé, cor, credo, orientação sexual, peso, altura. Jesus nos ama o suficiente para nos dar o livre arbítrio.

      Nunca vi ele forçando ninguém a nada. A igreja precisa a amar no acolher e no deixar ir também, ao invés de demonizar.

      Grande abraço.

      Excluir
  7. Concordo com o que disse, sempre tive o pensamento que devemos ir a igreja para ter um contato com Deus, e ir por ele até porquê a salvação é individual.
    Beijos boa semana
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A igreja pode ser um bom lugar, se a pessoa está procurando aprender, para poder chegar em casa, estudar, desenvolver seu crescimento e aplicar aquilo que foi ensinado.

      Ir à igreja deveria ser a consumação do tipo de cristão e adorador que a pessoa foi a semana inteira, mas o que vemos hoje é o contrário: o indivíduo vem todo desregulado e acha comparecer a uma reunião de 2hrs, 1x por semana vai desenvolver a fé dele. E julga ser melhor do que aquele que não se identifica com fé nenhuma.

      Excluir
  8. Eu penso exatamente igual. Faz alguns anos que eu abandonei a igreja e me dediquei a me conectar com Deus sozinha. Eu odeio a hipocrisia e falso moralismo que a igreja prega e em como ela dá valor ao material
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tayane, houve um tempo que precisei fazer o mesmo. Eu e marido ficamos congregando em casa. Muitos Domingos íamos visitar outras igrejas e às vezes saíamos mais sedentos do que quando chegamos. É uma luta achar um lugar para congregar que pregue a palavra sem adulterações. Obrigada pela sua participação aqui e meu desejo é que possas encontrar uma comunidade real, onde amor, fé, paz e esperança sejam presentes.

      Beijos!

      Excluir
  9. Gi, é realmente muito triste ver o que a igreja de Cristo tem se tornado. A Babilônia adentrou as igrejas de tantos modos e em tantos aspetos que acho muito difícil confiar. Mas a Palavra nos mostra isso a todo momento. Acho lindo ver como mesmo em meio à situações terríveis como a do exílio, Deus sempre preservava um remanescente. Acho que essa é a palavra. Somos, ou devemos buscar ser, o remanescente de Deus na terra. O sal e a luz do mundo. Olhar para Cristo e somente para Ele.
    Oro para que possamos permanecer sempre à disposição do Espírito Santo.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula, o segredo é esse aí !!! Está em nós ser esse remanescente. Eu só gostaria que a igreja ensinasse mais isso ao invés de se tornar um bomb shelter do mundo. Se maior é aquele que está em nós, do que o que está do mundo, porque a igreja demoniza tanto o mundo ao invés de educar teologicamente os fiéis como viverem e navegarem por essas águas, entende?

      Eu gosto muito do Ravi Zacharias. Ele é bem essa coisa do remanescente. Ele é bem credenciado e muito respeitado entre pessoas de outra fé e orientação sexual. Ele é sal e luz mesmo.

      Beijos!

      Excluir
  10. Eu não posso dizer muito a respeito. Por várias vezes fui convidada para frequentar algumas igrejas. Ingenuidade a minha achar que uma igreja seria o lugar de pessoas corretas e quase santas. Foi onde vi muita discriminação e julgamentos. Claro, a igreja é feita de pessoas e pessoas não são perfeitas, mas como falavam em nome de Deus e diziam-se seguidoras de Jesus...enfim, hoje não frequento igreja. A igreja deveria ser um lugar para relembrarmos os mandamentos de Deus e buscar ensinamentos para a nossa vida diária. Infelizmente, não é assim. Somos medidos da cabeça aos pés quando entramos em uma. É um lugar de egos e disputas. Um clube de final de semana para desfilarmos nosso modelito mais novo. Dizer o quanto somos bem sucedidos e acumulamos bens. Uma vez escutei ou li que a Igreja está em nós, cada indíviduo é uma igreja quando, do fundo do nosso coração, nos entregamos aos ensinamentos de nosso Senhor Jesus Cristo.E desisti de igrejas, principalmente algumas que se julgam acima de tudo e de todos!
    O que vale é o que está em nosso coração. Quando estendemos uma mão ao nosso próximo sem julgamentos, é quando temos palavras certas para orientar um irmão em Cristo. Quando ponderamos e analisamos a nós mesmos, prestando atenção em nossas próprias ações, erros e pensamentos. De que adianta ir a uma igreja quando esta não atende aos propósitos verdadeiros da fé cristã? Eu prefiro ter fé e não ir a igreja alguma do que ir a uma igreja idólatra (se assim posso dizer). É a minha percepção, que até percebi no seu texto Gisley. Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliana, aplaudi seu comentário de pé !!!!

      Quando tudo é mais interessante do que Cristo, a igreja esquece porque foi redimida.

      Cristo e Sua Palavra deveria ser a razão pela qual qualquer igreja decida abrir as portas para ter uma reunião ou encontro.

      Qualquer outro propósito pode ser realizado em qualquer lugar( as lutas de ego, disputas, panelinhas, clube, selfies do bem que se faz ao próximo, selfies para mostrar que se atende às reuniões, etc), e a igreja, nesse aspecto, se faz desnecessária.

      Grata pela sua participação e sinceridade!!! :D

      Excluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...