domingo, 13 de agosto de 2017

Linda, leve e lovely (parte 1)

FONTE:GIPHY


Em janeiro do ano passado eu contei um pouco da minha luta com o meu peso aqui. Em janeiro desse ano, eu abri o coração  com uma reavaliação nesse post aqui

Hoje quero compartilhar algumas vitórias com vocês! Vitórias que vem acontecendo desde o final de Maio! Bom, eliminei 5 quilos \0/ !!! Não cortei a cabeça de ninguém no processo e não fiquei irritadiça. Para muitos 5 quilos não é muito. Para mim, uma montanha conquistada. Sei que ás vezes é fácil a gente focar em tudo que a gente faz de errado ao invés de focar em todos os acertos e nas inúmeras possibilidades de alcançar nossos objetivos. Como comentei no post de janeiro, eu passei a buscar saúde para todas as áreas da minha vida. Ao fazer isso, passei por um processo intenso mental e emocional de avaliação e descobertas. Esses 5 quilos eliminados são resultados de coisas simples que coloquei em prática num intervalo de 2 meses. Divido abaixo o que funcionou para mim: 

- Parei de focar no que eu não devia comer e passei a comer somente o que gostava, SEM restrições.  Acredite se quiser! Algo mágico aconteceu comigo: quando eu me permiti comer tudo que queria, a vontade de comer tudo que queria desapareceu.  Quando tinha a mentalidade de que não podia comer quase nada, até o que eu não gostava muito , eu queria comer! (biscoito, bolo, sorvete). Eu era aquela pessoa que comia sobremesa todo dia. TODO SANTO DIA!!! Aí decidi que comeria só a metade. Depois comeria metade da metade. Hoje minha sobremesa(todo dia) resulta em um café (decafeinado) com leite e 3 gotinhas de chocolate da Hersheys( cujo os carboidratos são irrisórios na frente do que eu costumava a comer).  

E no que isso me ajudou? Ir para um restaurante ou sair para comer com os amigos deixou de ser um martírio. Gente, vocês não tem noção! Eu sofria toda vez que meu marido dizia que a gente ia  almoçar ou jantar fora. Eu já ficava tensa, eu não me divertia. Eu ficava estressada em relação ao que eu ia comer. Essa condenação só me ajudava a comer errado e colocar o pé na jaca. Eu era aquela pessoa que só saía do restaurante depois de pedir sobremesa e café. Hoje eu sou a pessoa que não grila mais com isso, e qdo peço sobremesa, divido com o marido ou guardo metade pra ele comer mais tarde. Pronto! Fiquei satisfeita! 

Parei de ir a sociais com fome. Sim! Porque nunca houve uma obrigação da minha parte ter que chegar nos cantos super faminta, e dar descarga em todo o meu esforço só porque eu estava em uma festa ou evento. Convite não é intimação. Eu não precisava comer feito uma bárbara para me socializar.
E era isso que eu não entendia! Eu passava o dia com fome( me "guardando"), achando que era algo nobre, aí chegava na festa, comia até a decoração se deixasse. Veja a falta de equilíbrio da pessoa!!! Quando eu tinha um lanchinho antes de sair de casa, isso me fez mais seletiva no que comer nos eventos, e só comia o que de fato queria comer, ao invés de fazer do meu prato um carnaval. 

Encontrei outros meios de me recompensar que não estivessem associados à comida. 

Esse aqui foi mais uma mudança mental. Quando eu estava bem, eu celebrava com comida. Quando estava mal, me "drogava" com ela. No dia que não colocava o pé na jaca, celebrava por não ter cedido( com comida!). A comida deixou de ter um valor nutricional e passou a ter uma cadeia de valor que não lhe pertencia. Hoje as recompensas são baseadas em crescimentos pessoais e emocionais associadas a coisas que me trazem vida, bem estar ao invés de simplesmente prazer. Parei de enricar restaurante e passei a me dar pequenos mimos. 

Fiquem ligados! Essa semana você vai conferir a parte 2! Se você está de bem com você e já não briga com a balança, divide comigo as suas conquistas mentais e emocionais nos comentários!


sábado, 12 de agosto de 2017

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Prioridades de leitura - "Organizando a casa"

FONTE:TUMBLR


««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««

Trilha do post de hoje, você confere AQUI.

««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««


 Sabe aquele blog que você vai uma vez, gostou, aí tem medo de perder atualizaçãoe começa a seguir?Pois é,  só que depois de fazer isso muitas vezes, com vários outros blogs, começa a criar aquela bagunça. Vi que isso se tornou uma armadilha para mim.

Bom, no começo do ano eu estava "seguindo" 220 blogs e desde janeiro a lista já caiu consideravelmente.  Ao revisitar alguns blogs, uns pareciam cópias do outro, tratando dos mesmos temas, aparentando mais ser uma revista eletrônica do que uma casinha virtual pessoal. 

Outra coisa que tem me cansado é receber comentários murchos, parece que a pessoa não investiu tempo para ler, só colocou aquilo ali " para dar o parecer" na esperança de que você retribua o favor. 

Vejo na internet muitos blogs que as pessoas falam de tudo, menos delas mesmas.  Sinto muita saudade da blogosfera antiga.

Se você tiver algum blog diarinho que você segue ou curte, por favor coloca nos comentários! Quero conhecê-los!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...