segunda-feira, 30 de abril de 2012

Frase da semana

Recebi da minha querida mãe por e-mail. Obg, querida :)!!!
 
 
"Ame sua família, a vida e os amigos:
 
 
 
A familia pq ela é única...
 
FONTE/SOURCE: WEHEARTIT.COM


 
 
 A vida pq ela é curta...
 
FONTE/SOURCE: WEHEARTIT.COM
 
 
 
E os amigos pq são raros."
 

FONTE/SOURCE:GOOGLE
 

sábado, 28 de abril de 2012

Top Top - Coisas que irritam as pessoas em um blog

Esse post é baseado na pesquisa que eu fiz do lado direito da página.Notei que geralmente faço enquetes mas nunca comento os resultados[rs!].Isso precisa mudar já. Bom, aqui vai a lista das 5 coisas mais irritantes nos blogs segundo a audiência:


Me irrita no último #1 -Com 27 votos: Confirmação de palavras nos comentários.

FONTE: GOOGLE

Por quê? Porque às vezes o treco não dá certo.Às vezes a caixa de colocar/confirmar as palavras é cortada devido a uma desconfiguração no layout[caso vc use template].Já aconteceu comigo de eu ter que digitar a confirmação de palavras 3 ou mais vezes porque as letras não são claras como essa do exemplo.

Solução:Coloque a moderação de comentários e tire a confirmação de palavras.

Nos comandos do blogger vá em CONFIGURAÇÕES

Clique em POSTAGENS E COMENTÁRIOS.

Na parte de comentários , clique em SEMPRE para a moderação do mesmo e NÃO para mostrar verificação de palavras.

Depois é só ir no topo da página do lado direito e salvar as configurações [botão laranja].

É, eu sei, sou uma mãe mesmo :)! 


Me irrita no último #2 -Com 26 votos:  Música/Playlist no blog 

FONTE/SOURCE: GOOGLE

  Por quê? Porque dependendo da conexão de internet do blogueiro, uma playlist faz com que a demora para abrir a página seja maior. E outra, toda vez que uma pessoa clica em um novo post, a música começa de novo. 

Às vezes fica até difícil achar a playlist e parar.Já tive casos de blogs que visitei e a playlist estava no fim da página.Talvez essas coisas que estou mencionando sejam besteirinhas gente, mas não é. Vocês podem até pensar: pôxa o quê que custa a pessoa ir lá e apertar o stop? E a nós mesmos eu perguntaria: o quê que custa facilitar a velocidade com a qual a sua página abre? 

Se considerarmos quantos blogs as pessoas têm pra ler, veremos que esses pequenos detalhes consomem tempo sim.

Solução: Coloque uma música/vídeo em um post. Assim aquela música ganha mais sentido para os seus comentaristas tb. Eles entenderão que aquela música está entrelaçada à uma idéia, à um texto, etc. Isso também dar a liberdade ao comentarista de clicar na música/vídeo ou não.

Eu geralmente uso as canções do recurso mp3skull. É discreto, é pequeno e não demora a carregar e a música só toca se a pessoa quiser escutar. Perfeito! Caso queira uma amostra de como o skull foi usado nesse blog antes, clique aqui.


Me irrita no último # 3 - Com 21 votos:  Muito palavrão nos posts

Confesso que fiquei supresa com essa aqui.Esperava outro fator para compor os 3 mais. Parece que posts com palavrões irritam mesmo as pessoas que os lêem.

Por quê? Porque dá a impressão que a pessoa não sabe se comunicar, organizar suas idéias num post sem eles. 

Eu sei que há situações em que a pessoa relata um acontecimento que realmente é de deixar qualquer sujeito indignado, mas creio que aqui é o constante, desmedido e sem fundamento uso do linguajar de baixo escalão.

Solução: Evite palavrões e crie expressões de raiva que tem a ver com o que vc quer expressar. Uma das que geralmente utilizo para dizer que estou com raiva é dragão do avatar- mode : on!

Believe me, o humor mais engraçado é aquele que é criativo e limpo :) 


Me irrita no último # 4 -Com 20 votos:  Poluição visual do lado direito da página

Por quê? Porque é difícil focar em um post quando existem 1001 coisas naquele blog competindo pela sua atenção. O lado direito de toda página tem maior peso[seja no livro ou na internet] para quem lê. É uma questão de como o olho lê aquilo. Quando se trata de uma fotografia, o olho começa a sua "leitura" pela esquerda e finaliza no topo do lado direito.Essa é a razão porque nos outdoors os textos são geralmente colocados do lado direito. Porque quando as pessoas estão no trânsito, cogita-se que elas  tem de 5 à 10 segundos pra ler o que está sendo vendido.

Solução: Mantenha o lado direito do seu blog o mais clean possível, apenas com informações que são extremamente relevantes para você e para os seus seguidores.

 

Me irrita no último # 5 - Com 18 votos: Quando o blogueiro não expõe suas idéias

Por quê?  Porque a gente não sabe o que a pessoa realmente acredita.

Não estamos falando daqueles blogs que caem na categoria de maquiagem, de viagens, de citações, mas aqueles que parece ser pessoal mas a pessoa não fala dos conceitos, dos valores que tem. Acaba parecendo um blog sem indentidade, entende? 

Solução: Você não precisa expor toda a sua vida no blog, mas precisa ser mais pessoal e deixar as pessoas te conhecerem. As pessoa vão na sua página para ver um pouco mais de você e não de outra pessoa, por isso deixe seu legado na net. Não feche seu blog por causa dos trolls. Isso fará com que muitas boas pessoas percam a oportunidade de conhecer seu espaço. Se você fecha seu espaço, os haters vencem. 

Bom galera, é isso. Se a audiência quiser colocar outros pontos que tb os irritam, fiquem à vontade.


É isso aí! 

Bloguemos :)

FONTE/SOURCE: WEHEARTIT.COM

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Eu sou do tempo....

Que filho[a] respeitava pai e mãe. 

Que filhos apanhavam de chinela e de cinturão sempre que necessário.
Que meu pai só tinha que olhar pra mim. Às vezes antes dele nos bater, eu e meu irmão já estávamos mijados de tanto medo[true story!]. 

Eu sou do tempo que as crianças da minha idade se reuniam e se gabavam o quanto os nossos pais tinham moral com a gente, mesmo que a gente aprontasse.

Eu e meu irmão não temos nenhum trauma porque meus pais usaram da disciplina física quando foi necessário.E não, eles nunca abusaram disso e souberam nos educar tb.

Eu e ele crescemos sadios, aprendendo a respeitar não só à pai e mãe,mas tb outras pessoas e pessoas em cargo de liderança. Aprendi a lidar com não e tb aprendi que o que eu escolho na vida tem consequências, que o plantio é opcional[o que eu escohi semear] mas a colheita é obrigatória. 

Infelismente não é isso que se vê hoje em dia com frequência. 

O que se vê é um bando de adulto mimado, irresponsável,que não quer crescer, que professa ser independente mas quer mandar nos pais e quer que os pais custeiem tudo pra eles.O que se vê uma geração que vive alienada da realidade que a cerca e acha que está fazendo um favor ao mundo por existir e por isso tudo deve ser lhe dado de mão beijada, sim, narcisistas.São reis e rainhas na Terra da Bolha de Sabão.


Parece que a cada dia se confirma mais o que há muito tempo foi escrito pelo apóstolo Paulo em 2 Timóteo 3: 1-4[Bíblia Sagrada]:


1Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos;
    2pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios,
    3sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem,
    4traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus.

No Brasil, embora tenhamos as maçãs podres, creio que a gente ainda tem respeito por pai e mãe porque família é mais importante do que uma agenda ou independência.A gente cresce com essa idéia de que antes de sermos um, somos parte de um todo.

Eu concordo demais com a posição que este pai do vídeo abaixo tomou embora muitos brasileiros acham que foi um absurdo o que ele fez. 

Coisas a considerar: 

- Não foi a primeira vez que essa menina desobedeceu. 

- Ela foi no facebook e bloqueou os pais para que eles não vissem o que ela escreveu. Ela meteu o pau nos pais e os amiguinhos ainda aplaudiram.Mas cacife pra falar na cara dos pais ela não teve.

- Segundo,uma pessoa que faz o que ela fez não está pensando na família, só está pensando em si e em ter atenção.Quer a lei do menor esforço: tudo por menos.

- A palavra usada ass que no vídeo foi traduzida de bunda, é na verdade onde os brasileiros mandam os outros irem tomar quando eles estão com raiva.

- Ela reclama que tem louça pra lavar todos os dias( haha!).  A maioria das casas nos EUA já vem com uma lavadora de  louça. Ela está reclamando de ter que colocar as louças no lava louça, jogar um tablete dentro e virar o botão...Tem lá quem acredite?

- O porte de armas é legal nos EUA contanto que vc tenha uma autorização.Pessoas que tem permit não vão sair por aí atirando nos outros porque podem ser presos e isso traz outras complicações pra eles tb. Ao fazer o que ele fez, isso é perfeitamente ok por aqui.Se chegou nesse ponto é pq a menina é realmente uma sem noção.

- Embora a maneira como ele lidou com a situação tenha sido extrema, ele sabe a filha que tem, e não eu. Sabe que talvez no caso dela, ele teria que ter tomado essa atitude.Eu simplemente teria vendido o laptop dessa menina e outros luxinhos delas. Eu no lugar desses pais me sentiria super humilhada e choraria muito. Acho que o pior castigo dele foi destruir o que ela mais gostava ao invés de dar uma surra nela[o que eu provavelmente teria feito,rs!].

Com vocês, Tommy Jordan!Nem todo macho é homem, mas esse aí é macho e homem com H MAIÚSCULO! Já entrou para os meus favoritos no youtube :)!

 Esse é dos meus.





terça-feira, 24 de abril de 2012

A vida e seus ciclos

FONTE/SOURCE: GOOGLE

Existem pessoas que marcam as nossas vidas.Seja pela maneira como falam, como nos desafiam ou como se comportam. Às vezes vemos algo extraordinário nelas, mas com o tempo nos acostumamos e nos acomodamos a ver aquilo como normal, como um must have ao invés de uma bênção.

Daí algo acontece. Você não escolheu e talvez essa pessoa também não. E o  ciclo se fechou. E a gente se pergunta porquê...Tenta entender,mesmo sabendo que nunca vai fazer sentido, que não há resposta que nos satisfaça. Você já se sentiu assim? Talvez seja um amor, uma amizade, uma oportunidade, um sonho que há muito tempo esperava, um filho, um projeto,um ente querido, um casamento ou uma família.

Em Tão Forte Tão Perto você será confrontado a usar as suas perguntas para buscar respostas em lugares que nunca planejou ir , em pessoas que nunca teve a intenção de conhecer. Descobrirá que alguns ciclos fechados são na verdade uma ponte para novos ciclos que jamais pensou que existissem. Será encorajado a enfrentar seus medos de frente e a usá-los à seu favor para crescer, aprender, amadurecer e descobrir a força que existe dentro de você mesmo. 

Descobrirá que limitação é algo que a gente coloca na nossa cabeça e que muitas vezes nós mesmos somos os próprios sabotadores do nosso potencial.

Descobrirá que é fácil a gente ver o trauma dos outros como algo simples e que deve ser superado,mas que a gente não vê os nossos da mesma maneira.

Confesso que o começo do filme foi meio deprê.Aluguei pra ver com uma família e quase me arrependi, mas à medida que o filme desenrola e toma forma, tomei gosto pela coisa e não consegui tirar os olhos da tela. Não é um filme comum. Não é um filme açucarado.É um filme dosado de bastante sensibilidade. Ele é intenso e é lindo ao mesmo tempo. Depressivo e inspirador.É bittersweet mas é carefree. Não dá pra categorizá-lo. Só assistindo pra ver. Talvez seja porque retrata um pouco de como a mente de uma pessoa com síndrome de Asperger funciona.

Quando entendemos que os ciclos tem um começo e um fim, passamos a vê-los como uma lição e não como uma tragédia.Levamos um pouco daquele aprendizado conosco e mesmo que no final não encontremos as respostas, saiba que a nossa decisão de sair da zona de conforto foi a resposta que muitas pessoas precisavam para tomar a coragem de agir naquilo que precisava ser tratado.

Emocione-se, chore, se veja no filme , se permita sentir, amar, se permita conhecer e aprender.Vamos de trailer!



domingo, 22 de abril de 2012

Talento é isso aí ó ...



 E não isso aqui
 Não acredito que essa artista teve 458 dislikes. Será que apreciar arte é pra quem pode?
 Cultura de massa é uma m.... mesmo!

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Viver o momento

E o post de hoje tem trilha sonora. Não deixe de conferir!

ATB (wapos.ru) - Fahrenheit 451

Powered by mp3skull.com


 
FONTE/SOURCE: WEHEARTIT.COM


Essa semana me dei de cara com um devocional bíblico que trazia essa questão. Hoje eu vi essa citação na internet e sabia que eu precisava falar sobre isso: viver o momento. Quando falo de viver o momento, não falo daquela coisa louca, sem responsabilidade, inconsequente, mas falo de ficar focado[a] naquilo que se executa, que se desfruta, que se realiza.

Você já se pegou tendo certos pensamentos do tipo:

- Quando eu conseguir isso, a vida vai melhorar[mais dinheiro, mais tempo livre, mais amigos, mais lazer, mais reciclagem profissional/acadêmica].

- Se eu pudesse fazer isso agora, a vida seria diferente.

- Se fulaninho e silcraninho não foi assim e assado, eu não seria grelhada ou tostada.

- Se a minha vida não fosse tão difícil, eu já teria alcançado isso ou aquilo. 

Não sei quanto à você, mas eu já lidei com esse tipo de pensamento de tal modo à me alienar e ir para o meu happy place. O problema é que esses tipos de pensamentos não me ajudam a viver no momento, a apreciá-lo e a vê-lo como uma ponte para algo maior[ um aprendizado, uma experiência, etc]. 

Pessoas que se preocupam ou que são ansiosas são feras em perder momentos que poderiam ser tão bons e gratificantes se elas apenas aprendessem a relaxar. Quantas vezes você já perdeu noites de sono por coisas que estavam totalmente fora do seu controle[ a reação de uma pessoa, uma situação, etc] ? 

Quantas vezes você desperdiçou momentos com amigos e familiares porque você simplesmente não se desprendeu do seu ideal de como as coisas deveriam para acontecer? 
Quantas vezes você desperdiçou momentos preciosíssimos porque decidiu se apegar à uma situação que a chateou/lhe feriu? 

O idealismo faz com que odiemos a nossa realidade. Ela nos cega para as possibilidades diante de nós. Acabamos funcionando em um modo operacional desesperado que nos leva à desmotivação e depressão. E sabe por quê? Por que o ideal nos paralisa, fazendo-nos acreditar na mentira que a vida não presta ou não é boa suficiente ao menos que as coisas saiam de acordo com o script. Essa é uma das razões pelas quais nunca gostei de livros de romance. Costumo a dizer que romances são pornografia feminina. O homem é perfeito, disponível, 0% de gordura no corpo e à serviço da moçinha.Ele não fede, não arrota, não peida e não tem um momento de egoísmo.

Por isso, essa frase me chamou atenção. Qual o antídoto para que a gente não desperdice os dias que nos são dados? 

Fazer o que pode.
Com o que tem.
   Onde estivermos . 


Faça o que você pode e não o que você queria que já tivesse atingido. 

Com o que você tem e não o que você acha que precisaria ter para executar ou atingir um objetivo.

Onde você estiver e não aonde você acha que seria favorável/conveniente.  

Vou dar-lhes um pequeno exemplo que aconteceu comigo recentemente. Eu e o grings queríamos muito sair pra jantar, ver aquele filme no cinema e depois disso fazer uma atividade bacana, porém a nossa realidade financeira não nos permitia " esse luxo". 

Ao invés de maldizer da vida e ficar com cara de tacho, resolvemos comprar 2 pizzas, alugar 2 lançamentos na redbox e jogar cartas em casa ao som de uma ótima trilha sonora. Te digo sem mentira nenhuma: Não fui menos feliz porque não fiz o que podia.Apenas aprendi a reinventar a diversão. Algo tão simples nos deu tanto prazer.

Outro aprendizado que tive foi com as amizades. Quando deixei de ser bitolada se uma nova amizade viria pra ficar, me permitir viver mais, apreciar a compania da outra pessoa ao invés de focar nas más experiências que tive com outras pessoas.Aprendi que não cabe a mim fazer com que as pessoas fiquem, com que elas me amem. Amor é decisão e não sedução.

Enquanto o amor não veio, aprendi a me conhecer, a me amar, a saber do que era capaz, a conhecer o meu potencial.Saber do que gostava e não gostava. O que aturava e não tolerava. Aprendi a me amar.Sabia que antes de conhecer alguém pra casar e ser dois, eu precisava ser uma comigo mesma e não metade de mim.

Quando atravessei o Ajuste de Status[AOS] e não podia trabalhar, estudar e dirigir, aprendi a ter gosto pela minha casa, a escrever mais no blog, a aprender a cozinhar, a ler e ver aquilo como um tempo de desfrute e novas experiências.Aquilo que parecia uma prisão se tornou um castelo com meu toque pessoal, um local que passei a habitar e delegar ao invés de simplesmente existir.


Tudo é uma questão de perspectiva.Quando a gente não ama a nossa vida, a nossa vida não nos ama. A nossa vida[naquilo que depende apenas da gente] é um reflexo das escolhas que fizemos.  

A vida não é feita pra ser desgostosa, odiada ou detestada e sim vivida. 

A Bíblia nos diz que "tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu."[Eclesiastes 3:1]

Pergunte-se:

Em que áreas da minha vida as ocasiões se mostram oportunas?Como posso tirar proveito disso?

Há tempo para todo propósito. Mas pra você, hoje é tempo de quê? 


Uma vida mais frutífera e satisfatória no futuro começa hoje. Por isso, viva!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Frase da semana

"Não paramos de nos divertir por ficarmos velhos. Envelhecemos porque paramos de nos divertir.” 

Autor Desconhecido 


FONTE/SOURCE:WEHEARTIT.COM

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Tecno...latria

FONTE/SOURCE: GOOGLE


O tema desse post pode provocar algumas indagações, visto que para muitos não dá pra juntar tecnologia+ idolatria [tecnolatria]. Tecnoloatria é o que chamo do culto às tecnologias.

Esse post não tem o intuito de meter o pau nas redes sociais, na tecnologias, mas sim de conversar com vocês sobre como o on-line e a velocidade de informação tem afetado como as pessoas se comunicam,interagem e se comportam no mundo real.

Essa semana, na casa de amigos americanos, estávamos conversando sobre o fato das pessoas[aqui] não saberem ou terem dificuldade de se comunicar, de usar o bom senso, terem ética ou simplesmente serem amigas. Quero deixar bem claro que eles trouxeram isso à tona. Então não pense que esse post é eu descendo o machado nos E.U.A não, viu? 

Fiz uma pesquisa há pouco tempo e o site Mail Online me informa que os americanos gastam em média 53 milhões de minutos no Facebook por mês. Se dividimos esse número por 60min[o que equivale à 1 hr], teremos 883 mil horas, 333 minutos  e 33 segundos por mês. Se dividimos por semana, teremos 220 mil hrs 833 min e 33 segundos.

Um fenônemo está ocorrendo por aqui e quero dividir com vocês para que tb saiba se o mesmo acontece por aí  [seja no Brasil ou em outro país].Pessoas têm comentado como o uso dessas tecnologias tem mexido com o social gatherings. As pessoas vão à jantares, à casa de amigos, à igreja ou até mesmo ao trabalho e não conseguem deixar o telefone de lado[que por sinal tem um plano de internet incluso]. Onde meu esposo trabalha, a empresa recentemente implentou um sistema onde todos os funcionários teriam que deixar seus telefones no carro para que isso não viesse afetar a produtividade. 

Outros já me falaram que ficam super chateados quando  convidam pessoas para um jantar ou um almoço e a visita está mexendo no facebook direto, atualizando perfil ou comentando no perfil dos outros ou simplesmente mandando torpedo ou falando ao telefone quando é algo que a pessoa pode esperar. 

Será que o virtual é o novo real e o real está se tornando tão virtual que as pessoas não sabem mais como agir em comunidade? Recentemente uma amiga me disse que ela falou algo para uma pessoa no FB e essa não gostou.Ao invés de ligar pra ela e resolver a situação, a pessoa ligou para a mãe e os irmãos da minha amiga para falar do acontecido. Fiquei passada! 

Eu sei que muitos brasileiros acharam um exagero o vídeo do Ross Gardiner no youtube, porém esqueceram de levar em conta os aspectos sociais e culturais envolvidos. Para a cultura de Ross, o vídeo dele é preciso e mexe na ferida de muita gente. Em uma das reuniões de família nas datas comemorativas eu escutei a seguinte frase: eu e fulaninha mantemos contato pelo fb. Minha sogra perguntou à pessoa: Ué mas já que ela mora em Jax, pq vcs não saem pra tomar um café ou se vê? A pessoa disse que não pq a amiga mora muito longe.[Detalhe, essa pessoa vive aqui na cidade!]. Foi isso que o Ross quis passar no vídeo: o comodismo relacional. Eu fico com raiva de ti se vc negar meu pedido na rede social mesmo que eu não te ligue e não tenha interesse na tua vida. De novo, não estou falando das ferramentas e sim do comportamento das pessoas pq existem pessoas que sabem usar. 

Gostei muito da reflexão proposta no blog Letras Saltitando. Aqui é uma convicção pessoal da blogueira, mas me chamou muito atenção e resolvi compartilhar com vcs: 

"Eu estava evitando o facebook, mas impossível, ainda mais agora com aquela penca de atualizações diárias dos teus amigos. O facebook virou uma fofoqueira de plantão. Aguça aquele instinto que todo mundo tem de querer saber da vida alheia, comentar, ver fotos. Horrivel. Pavoroso. 

Os verdadeiros amigos te mandam e-mail, te telefonam, mandam mensagens. Estão presentes realmente. O amigo de verdade, nao é aquele que vai te mandar uma foto de uma viagem fantástica só pra tu saber que ele foi, isso é facebook. 

Amigo de verdade vai te ligar e te convidar pra ir em algum barzinho falar sobre a viagem, vai te mandar e-mail, vai te procurar. Nao vai ficar te "cutucando" pelo facebook. Eu acabava perdendo horas do meu dia vendo atualizações alheias pelo meu celular, e ainda chegava em casa e respondia mensagens, ou falava com alguem pelo face. Isso não é vida, é perda de tempo.Tempo perdido na frente de uma tela iluminada. "


Já recebi muitos convites para certas redes sociais e sempre respondo os convites dizendo: olha, realmente não tenho interesse, mas caso queira manter contato e me mandar e-mail terei o maior prazer em responder.Geralmente depois desses e-mails não ouço mais da pessoa. 

Segundo o Fox59, numa entrevista feita com adolescentes de 13 à 17 anos, 71% admitiu ter mais amigos na lista do facebook do que aqueles que eles realmente tem interesse em manter contato. Já quando se tratou de universitários, estudo mostrou que uma amostra maior: 76%.
Agora me pergunto, se não há interesse, pra quê tanta gente na lista? Pra quê ser atolado de informação de pessoas com as quais nem fedem e nem cheiram pra você?


E eu me peguei pensando: será que estamos plastificando as relações?  
Confesso que ainda estou meio perdida  em relação à isso.Às vezes eu acho que estou ficando velha mesmo e só preciso admitir, haha!

De um lado, uns falam que as pessoas perdem muito tempo com as redes sociais, do outro lado é dito que as pessoas estão cansando das redes sociais devido à uma enorme fadiga causa pelo o excesso de informação.
 
Fala aí, galera!



Em tempo : Não deixe de conferir o texto Keep it Simple pela Maíra do blog Sonhos Escandinavos. 


quinta-feira, 12 de abril de 2012

terça-feira, 10 de abril de 2012

Just Because - Fazer o bem


FONTE/SOURCE: GOOGLE
 Uma das coisas mais lindas que já pude presenciar foi uma criança me dando um presente. É tão singelo.Tão gentil. Tão puro.Elas não nos conhecem direito ou à fundo para saber se somos, de fato, merecedores desses atos de bondade. 

Quando falo de presente, falo de coisas simples: uma flor, um chocolate. Uma vez um menino da igreja me deu um um ursinho atrelado a um pára-quedas[ que ele mesmo fez] e me ensinou como usá-lo.Hahaha, achei a coisa mais meiga! 

Crianças são fera na arte do just because, expressão idiomática que implica que você fez algo bondoso por alguém sem motivo. E por falar em crianças, algo engraçado acontece à medida que a gente cresce: criamos os nossos critérios. As pessoas passam a ter que fazer por merecer porque elas tb fazem isso com a gente. A política de uma mão lava a outra se torna parte das amizades e quando menos se espera, estamos negociando ao invés de estarmos nos relacionando. Atos de bondade tem que ter um porque e as pessoas que o recebem possui um perfil digno deles. 

Ser bom apenas com quem nos beneficia, com quem a gente gosta,com quem faz bem a gente, que faz tudo do nosso jeitinho , e com quem pode nos ajudar num momento de dificuldade é muito conveniente. Isso não é bondade, isso é malandragem relacional

[ABRE PARÊNTESE]

Não quero dizer com isso que você tem que aturar os aproveitadores de plantão, que caso você não os deixe sugá-la(lo) você  é uma pessoa má. Não estou falando de relacionamentos disfuncionais, nocivos. Estou falando de panelinhas.

[FECHA PARÊNTESE]

Uma vez durante uma pregação meu pastor falou que as pessoas gostam de ser bondosas e prestativas "à pessoas que tem tudo" porque na hora do aperto, elas sabem pra onde correr. Esse post é um momento de confrontação não apenas para os que lêem mas para essa blogueira tb. Porque temos a tendência de querer impressionar quem não é tão importante assim quando poderíamos estar ajudando a quem de fato precisa? A verdadeira bondade é aquela que acontece não pq o outro merece, mas porque é da natureza do gentil ser bondoso.Para explicar melhor, permita-me ilustrar com uma história da vida real[ no caso o menino no tempo era o tio do meu esposo]: 

A professora estava prestes a cruzar a porta e ele abriu a porta pra ela. Ela viu aquilo como algo retrógrado, como se ele estivesse querendo comunicar que por ela ser mulher ela não tinha condições de abrir uma porta.Que era frágil, isso e aquilo outro, blá blá blá. 

Segue o diálogo:

- Pra quê você está abrindo a porta? 
- Pra senhora passar.
- Argh! E porque? Porque eu sou mulher vc acha que eu não posso abrir a porta?
- Não, senhora. É porque eu sou um cavalheiro, eu decidi abrir a porta. Tenha um bom dia


A professora ficou com a cara no chão.Não, ela não mereceu, muito mais depois de uma ingratidão dessa, mas ele não deixou de ser quem ele é por causa do que ela não era[agradecida]. Quantas vezes a gente deixa oportunidades passarem, que a gente pode mostrar que somos diferentes, oportunidades estas em que Deus que se mostrar às pessoas através de nós mas que simplesmente desperdiçamos porque avaliamos se os outros merecem de fato ou não? 

Gente, todos os dias recebemos presentes maravilhosos do Alto e tb de pessoas, coisas que nada fizemos para merecer.Tem dias o que a gente merece é umas verdades, uma ignorância, um pedido negado ou até mesmo benefícios/regalias cortadas devido o estado que o nosso coração se encontra.Umas das coisas mais difíceis que tive que aprender foi que as pessoas não podem nos dar o que elas não tem. Isso me libertou de muitas expectativas e me fez colocar o pé no freio ao invés de ir com sede ao pote. 

Dê de graça o que de graça você tem recebido. Se é amor, dê amor. Se é sorriso, dê um sorriso. Talvez um simples bom dia, um elogio, um telefonema, uma carta, um e-mail. Coloque isso de maneira tangível e pessoal. Talvez seja um docinho.Talvez seja pesquisar algo sobre um assunto que alguém comentou com você e que ele[a] não encontrou as respostas para as perguntas. Talvez seja uma palavra de encorajamento. Interceder em oração por uma pessoa ou ente querido. O que quer que seja, faça-o e faça hoje. 

Quanto mais tempo eu perdi olhando para o meu umbigo e para o que os outros deveriam fazer por mim, mais infeliz eu fui. Não me lembro de nenhum momento que tal pensamento me trouxe paz, alívio, serenidade ou alegria.

Se você está cansado de investir em amizades que só tiram e lhe sugam, invista naqueles que não tem amigos ou com quem contar. 
Talvez a coisa mais bondosa que você possa fazer seja não responder a um comentário maldoso. 

Talvez seja trazer um simples café para alguém. 

Escrever uma little note de apreciação.

Fazer algo sem que alguém tenha que te pedir.

Talvez seja se abrir para o que está acontecendo à sua volta.
Só por hoje, faça o bem. Just because.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...