terça-feira, 10 de abril de 2012

Just Because - Fazer o bem


FONTE/SOURCE: GOOGLE
 Uma das coisas mais lindas que já pude presenciar foi uma criança me dando um presente. É tão singelo.Tão gentil. Tão puro.Elas não nos conhecem direito ou à fundo para saber se somos, de fato, merecedores desses atos de bondade. 

Quando falo de presente, falo de coisas simples: uma flor, um chocolate. Uma vez um menino da igreja me deu um um ursinho atrelado a um pára-quedas[ que ele mesmo fez] e me ensinou como usá-lo.Hahaha, achei a coisa mais meiga! 

Crianças são fera na arte do just because, expressão idiomática que implica que você fez algo bondoso por alguém sem motivo. E por falar em crianças, algo engraçado acontece à medida que a gente cresce: criamos os nossos critérios. As pessoas passam a ter que fazer por merecer porque elas tb fazem isso com a gente. A política de uma mão lava a outra se torna parte das amizades e quando menos se espera, estamos negociando ao invés de estarmos nos relacionando. Atos de bondade tem que ter um porque e as pessoas que o recebem possui um perfil digno deles. 

Ser bom apenas com quem nos beneficia, com quem a gente gosta,com quem faz bem a gente, que faz tudo do nosso jeitinho , e com quem pode nos ajudar num momento de dificuldade é muito conveniente. Isso não é bondade, isso é malandragem relacional

[ABRE PARÊNTESE]

Não quero dizer com isso que você tem que aturar os aproveitadores de plantão, que caso você não os deixe sugá-la(lo) você  é uma pessoa má. Não estou falando de relacionamentos disfuncionais, nocivos. Estou falando de panelinhas.

[FECHA PARÊNTESE]

Uma vez durante uma pregação meu pastor falou que as pessoas gostam de ser bondosas e prestativas "à pessoas que tem tudo" porque na hora do aperto, elas sabem pra onde correr. Esse post é um momento de confrontação não apenas para os que lêem mas para essa blogueira tb. Porque temos a tendência de querer impressionar quem não é tão importante assim quando poderíamos estar ajudando a quem de fato precisa? A verdadeira bondade é aquela que acontece não pq o outro merece, mas porque é da natureza do gentil ser bondoso.Para explicar melhor, permita-me ilustrar com uma história da vida real[ no caso o menino no tempo era o tio do meu esposo]: 

A professora estava prestes a cruzar a porta e ele abriu a porta pra ela. Ela viu aquilo como algo retrógrado, como se ele estivesse querendo comunicar que por ela ser mulher ela não tinha condições de abrir uma porta.Que era frágil, isso e aquilo outro, blá blá blá. 

Segue o diálogo:

- Pra quê você está abrindo a porta? 
- Pra senhora passar.
- Argh! E porque? Porque eu sou mulher vc acha que eu não posso abrir a porta?
- Não, senhora. É porque eu sou um cavalheiro, eu decidi abrir a porta. Tenha um bom dia


A professora ficou com a cara no chão.Não, ela não mereceu, muito mais depois de uma ingratidão dessa, mas ele não deixou de ser quem ele é por causa do que ela não era[agradecida]. Quantas vezes a gente deixa oportunidades passarem, que a gente pode mostrar que somos diferentes, oportunidades estas em que Deus que se mostrar às pessoas através de nós mas que simplesmente desperdiçamos porque avaliamos se os outros merecem de fato ou não? 

Gente, todos os dias recebemos presentes maravilhosos do Alto e tb de pessoas, coisas que nada fizemos para merecer.Tem dias o que a gente merece é umas verdades, uma ignorância, um pedido negado ou até mesmo benefícios/regalias cortadas devido o estado que o nosso coração se encontra.Umas das coisas mais difíceis que tive que aprender foi que as pessoas não podem nos dar o que elas não tem. Isso me libertou de muitas expectativas e me fez colocar o pé no freio ao invés de ir com sede ao pote. 

Dê de graça o que de graça você tem recebido. Se é amor, dê amor. Se é sorriso, dê um sorriso. Talvez um simples bom dia, um elogio, um telefonema, uma carta, um e-mail. Coloque isso de maneira tangível e pessoal. Talvez seja um docinho.Talvez seja pesquisar algo sobre um assunto que alguém comentou com você e que ele[a] não encontrou as respostas para as perguntas. Talvez seja uma palavra de encorajamento. Interceder em oração por uma pessoa ou ente querido. O que quer que seja, faça-o e faça hoje. 

Quanto mais tempo eu perdi olhando para o meu umbigo e para o que os outros deveriam fazer por mim, mais infeliz eu fui. Não me lembro de nenhum momento que tal pensamento me trouxe paz, alívio, serenidade ou alegria.

Se você está cansado de investir em amizades que só tiram e lhe sugam, invista naqueles que não tem amigos ou com quem contar. 
Talvez a coisa mais bondosa que você possa fazer seja não responder a um comentário maldoso. 

Talvez seja trazer um simples café para alguém. 

Escrever uma little note de apreciação.

Fazer algo sem que alguém tenha que te pedir.

Talvez seja se abrir para o que está acontecendo à sua volta.
Só por hoje, faça o bem. Just because.



17 comentários:

  1. Esse seu texto e um otimo confrontamento pra gente. Justamente porque temos essa tendencia de ser bons ou amigos de quem e bom ou amigo da gente. Dificilmente a gente se da o trabalho de ajudar ou fazer algo sem esperar nada em troca nem que seja um obrigado. Bem, esse texto foi uma otima forma para mim de lembrar que bondade ta acima de expectativas e retorno de alguma coisa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dos seus textos "polêmicos", por assim dizer, que nos fazem pensar e refletir... Cristo disse, que se fazemos o bem a quem nos ama, não fazemos nada de mais. Todo mundo faz isso, por pior que seja, é bom para com os seus queridos. Temos que ser bons e amáveis com todos, sem importar se é bom conosco, indiferente ou mau. É a nossa opção, e nossa ação que está em jogo, não a atitude de quem a recebe!

    ResponderExcluir
  3. É muito difícil ser bondoso com aqueles que não são com a gente.Tentar todos tentamos,na teoria, mas a prática é bem diferente.Já tentei muitas vezes me colocar assim, mas pode acreditar não é fácil principalmente com pessoas que não se ajudam e acham que podem tudo.Na Igreja(no meu caso católica)onde tentamos dar as mãos, juntar e somar as pastorais, já existe uma concorrência, imagina onde não existe.Muitas vezes me pergunto porque o bem e o mal?Ai se não tivéssemos dúvidas...Bjoooooo

    ResponderExcluir
  4. Ser bondoso pelo simples fato de ser bom é realmente algo muito difícil, que não é comum ao ser humano. Acho que o maior exemplo que tenho por perto é o meu marido. Ele é uma pessoa tão boa, que as vezes até me irritava, mas compreendi que é da natureza dele ser bondoso e gentil com todas as pessoas. Aprendi muito com ele.
    Uma coisa que eu sempre ficava chateada era que meus amigos não me ligavam, não mandavam email. Sabe o que eu comecei a fazer? Quando eu ficava triste, eu ligava pra alguém que eu nunca converso ou um email pra alguém com quem eu não falo muito tempo. Nossa, cada reação maravilhosa, que nem eu sabia que era tão importante para certas pessoas! Lembro de uma tia minha chorando ao telefone por ouvir a minha voz.
    Cada dia tenho tentado praticar isto, sorrir para estranhos, fazer pequenas gentilezas e estas pequenas coisas que parecem tão insignificantes, podem transformar o dia de alguém, além de fazer um bem imenso para nós mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo, adorei... Eu estava precisando ler algo assim. E essa da professora, foi ótima!!! bjs

    ResponderExcluir
  6. Texto ótimo para refletir!!! As vezes é mto difícil esta atitude, por isso é sempre bom sermos lembrados!!! Bjuss

    ResponderExcluir
  7. Lindoo Gi,

    Realmente ganhar presentes de criança eh emocionante, eles dão com tanto amor e simplicidade.
    Meu sobrinho sempre encontra uma flor no caminho e me dá...eu me derreto toda..rs.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Bem na minha testa!! Eu acho que fiquei pior depois de mudar de país. Juro! Pq no inicio a gente faz td pra todos, é bondosa, educada, dedicada... Mas aí a reciproca não é a mesma então a gente passa a ser mais fria, pensar em si mesmo, só chamar fulano ou beltrano pq eles são compreensivos e não é nada disso né?? As vezes tem que dar um choque elétrico pra voltar as raizes, a quem verdadeiramente somos e pq a vida vai nos levando a caminhos errados e escolhas estupidas.
    Ótimo post para acorda e refletir sobre o meu comportamento perante as amizades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora, assim como vc, ainda estou me desintoxicando desse comportamento cultural. Cheguei à um ponto por aqui de não sentir absolutamente nada quando alguém chorava na minha frente.Parecia que eu estava de frente à uma parede.Eu apenas pegava um lencinho pra pessoa enxugar os olhos, da mesma maneira como eles fazem aqui.

      O pior é que quando a gente chega, é como vc disse: estamos abertas, recíprocas, mas à medica que as pancadas vão chegando, a gente vai copiando o comportamento e dizendo para nós mesmas: bom por aqui é assim e o normal é esse. Então não tem nada de errado nisso.

      Nossa, eu fiz isso demais.Não apenas com amizades, mas tb com outras áreas na minha vida como a igreja[pessoas] e in-laws tb.Até ter gente por perto de mim eu não queria mais de "tão adaptada" que eu estava.Entende o que quero dizer? Mas aí com o tempo Deus foi me mostrando que não é bem assim, que eu tinha que acordar pra vida e não deixar as atitudes dos outros ditem como eu vou ser ou me comportar diante da situação.

      Obg pela honestidade.Amo isso em vc!
      Bjs

      Excluir
  9. A educaçao nao ocupa lugar seja mulher ou homeme é educaçao minhabaixinha
    kis :=) coisa rara que agora se vai perdendo

    ResponderExcluir
  10. Nao sou melhor que ninguem! mais nao sinto dificuldade em ser bondosa, alias è uma das coisas que mais me faz feliz è poder ajudar uma pessoa, seja em qualquer sentido, jà fui magoada por quem ajudei, mais isso nao me fez mudar...bjsss

    ResponderExcluir
  11. E tommmaaa!
    eu tava precisando de uma dessas...
    muito obrigada pela mensagem, achei muito boa!
    Realmente, se amarmos apenas os nossos amigos, que nos proveita o nosso amor?
    E se Deus resolvesse nos dar aquilo que nós realmente merecemos? Estaríamos fritos!
    uma boa noite para voce
    bjsss

    ResponderExcluir
  12. Não é pelo presente, mas fico emocionada quando alguém me oferece alguma coisa, principalmente quando vem de forma bem inesperada. Certa vez foi de uma senhora com quem eu trocava simplesmente um "bom dia" todas as manhãs enquanto aguardava o meu trem. Um dia ela me ofereceu um pacote de cerejas do jardim dela!
    No início do ano foi outra que me ofereceu uma caixinha de chocolate! Só tinhamos trocado algumas palavras, mas nos viamos todos os dias!
    E tb me emocionei quando um senhor veio falar comigo, disse que era seu último dia de trabalho pois estava se aposentando, e queria me avisar pois provavelmente nunca mais nos veríamos e eu poderia ficar preocupada!!!
    Ainda acredito na bondade e nas boas intenções! Se existe muita maldade e lixo humano, prefiro pensar que são exceções, não a regra.

    ResponderExcluir
  13. "Umas das coisas mais difíceis que tive que aprender foi que as pessoas não podem nos dar o que elas não tem. Isso me libertou de muitas expectativas"
    A slap on my face.
    Thanks Gigi.
    Beijos
    Márcia

    ResponderExcluir
  14. Gi, seu post me fez refletir bastante... Kindness está cada dia mais e mais escasso. Vamos tentar fazer a diferanca de agora em diante ;)

    Beijão.
    P.S.: Voce me disse que o favicon deu certo, mas eu não entedi! hehe ...

    ResponderExcluir
  15. Faz tempo que nao venho aqui Gi! Desculpa o sumico... e vou ficar sumida por mais um tempo, eh soh hoje mesmo hehe. Adorei esse post! Adoro sua linha de pensamento, muito semelhante a minha. Eu sempre gostei de ajudar as pessoas, de tentar fazer o bem a elas (nao que eu nunca tenha feito algo errado, jah fiz sim, infelizmente), mas meu motivo maior de ajudar alguem eh o bem que a acao faz A MIM MESMA. Conheco muitos que ajudam ao proximo esperando algo em troca, mas eu faco pelo prazer que me da. O que eu espero eh que a pessoa seja grata. Eu odeio gente ingrata (como meu cunhado por exemplo que nao ve o que a gente fez pra ajuda-lo e soh faz besteira e se acomodar, ateh brigar com Bryan por besteira ele briga, mas isso eh outro caso). Eu me sinto bem em ajudar pessoas, mas confesso que se a pessoa nao enxerga, eu nao perco mais meu tempo. Nao trato mal, mas tb passo adiante. Adorei!

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...