segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Gentileza : Uma palavra essencial no vocabulário da vida



kindness Pictures, Images and Photos
FONTE: PHOTOBUCKET

Tradução:
Nenhum ato de bondade, por mais pequeno que seja, é um ato desperdiçado.


Lá estava eu fazendo o meu devocional  em Filipenses 4. E daí que vem essa frase...

Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.
(Filipenses 4:5)


Notei que tinha o número 1 em cima da palavra moderação e fui checar o que tinha na nota de rodapé... E lá encontro a palavra gentleness ( cortesia, gentileza). Acabei de ir no dicionário e vi que gentleness está tb ligado à kindness(bondade, bom tratamento). Vou na internet e vejo que na versão inglês da Bíblia King James, a palavra bondade aparece 43 vezes na Bíblia.

É impressionante como essa palavra tem sido deturpada ao longo dos anos. Gentileza, antes  vista como algo nobre, agora é  vista como algo desnecessário, bobo e ridículo.Graças à nossa sociedade chamada de moderna e pós-moderna, defraudamos a palavra e ainda lhe damos a pior das conotações...E todo aquele que ousa executá-la leva nome de otário, boboca, banana, abestado, retardado, bocó, Madre Teresa(no mal sentido), barriga branca,pau mandado. Para pessoas modernas estamos bem neandertais  atrasadas, não?

Por cair no ridículo , a palavra é desvalorizada à medida que conceitos como grosseria, estupidez, falta de educação,tirar vantagem dos outros firmam os pilares das relações diárias, do momento em que acordamos até o momento que vamos dormir.Já não sabemos mais diferenciar um mal trato de tratamento comum, pq tudo é tão normal, fazer o quê , é assim mesmo!Ao brincar de ciranda cirandinha com a indiferença e a apatia , fechamos os nossos olhos para as pessoas e para as oportunidades de fazer o dia delas mais doce, porque afinal, nós temos uma agenda e temos pressa... Observe esses cenários:

 CASO 1 : 
Ouve-se muito entre pessoas casadas : ah ele(a) mudou... No começo fazia tudo para impressionar, tinha cuidado nas palavras, sempre procurava saber se eu estava bem, era um querer imenso, um xodó, um precisar de mim...Tinha medo de me ferir ou de me ofender.Hoje diz cada brutalidade e não tá nem aí.. O descaso é muito comum...É como se não amasse mais, não valorizasse.Sei lá!Estou para perguntá-lo(a), que caso ele(a)  encontre o(a) meu(minha) esposo(a) por aí, que ele(a) me avise! 

O que realmente está sendo dito nas entrelinhas é : essa pessoa não é mais gentil.Não é que a pessoa mudou, só parou de se importar. Nesse post , tratamos do assunto de como as ações geram emoções e não o contrário, e aquilo que não é nutrido, morre. Com a gentileza não é diferente. Se você não  cultiva gentileza, com ctz cultivará a rudeza. 


Conheço pessoas que fazem a seguinte afirmação : 

CASO 2 

Fulando(a) tolera tudo dos outros, mas deixa os da família fazer o mesmo pra tu ver uma coisa? Se os de fora tem uma necessidade ou um favor, ele(a) nem pensa duas vezes, faz todo e qualquer sacrifício, mas quando a gente precisa dele(a), é cada obstáculo e a gente sempre tem que dar algo em troca, ou do contrário a pessoa está muito ocupada, cheia de afazeres. 

O que realmente está sendo dito nas entrelinhas é : Não sei a quem ela(e) quer enganar/ impressionar.Faz tanto pelos outros mas na hora do pega pra capar não tem que dê a mão à ele(a) e ela ainda fica reclamando.Não custava nada ser gentil com os de dentro e ser mais flexível com os da própria família. Lembre-se que não há nada de errado em dar à mão a quem precisa, mas quando os de fora ganham prioridade entre os mais próximos, algo está errado.Porque vc faz o que faz? Pq vc não diz não? Tem medo de deixar as pessoas te conhecerem de verdade? E quanto aos de dentro, pq vc não dá a devida honra? Pq vc sabe que tem liberdade? Esse conceito é errado. Qto mais próximo, mais gentis/cordiais devemos ser.Toda vida que vc faz isso vc passa a idéia de que os de dentro não tem valor nenhum pra você, que de agora em diante, eles precisam provar que são dignos do seu favor, tempo e recursos.Muros passarão a ser construídos entre vc e os seus e quando vc menos esperar, não haverá nem mais uma comunicação aberta e saudável.Você vai ser levado(a) à pensar que eles estão te isolando, mas quem os isolou foi vc!  


O problema é que  a gentileza não espera data comemorativa ou ocasião especial para entrar em ação. Ela simplesmente rouba a cena deixando a platéia estarrecida. Se tem uma oportunidade, ela faz e acontece.Ela observa as pessoas em volta.Ela faz bonito pq separa tempo para pensar em "algo mágico".Nas coisas simples das quais já não vemos mais a beleza, a gentileza vem e chama aquilo de arte.

Note que no começo do post mencionei a citação de Filipenses 4:5, que nos desafia a sermos pessoas conhecidas pela nossa gentileza. Quando diz "seja conhecida", isso não é uma opção, mas sim uma frase imperativa. Quando penso nesse conceito, alguns nomes pipocam na minha mente, mas pra ser sincera, o meu não me vem à mente. É algo que preciso trabalhar, admito.Não sou de ser grosseira com as pessoas, mas tb não sou gentil, no sentido de ser algo super natural pra mim, entende? Não penso em como adocicar a vida das pessoas ou ter consideração de fazer algo que seja pequeno just because . Creio que seja pelo fato de ter feito isso antes e ter levado muita patada, mas no caso de viver em solo americano, toda vida que eu agradecia mais do que o simples obrigado, parecia que as pessoas achavam que eu era boboca. Tipo: "nossa, nem precisa disso tudo..." Não diziam mas dava pra ver isso estampado no rosto delas. Não importa o que eu tenho experimentado por aqui : explica, mas não justifica!

Comecei a praticar hoje um pouquinho desse conceito...Baixei algumas músicas da banda favorita do marido.Vou transferir para o seu mp3 e colocar uma pilha nova, então da próxima vez ele terá algo bom pra ouvir enquanto corre.Já que estamos curtos de grana, decidi fazer chocolate chip cookies pra ele(não aqueles que vc compra e coloca no forno pra assar não, caseiro mesmo!).Isso não é nada demais, só vai levar algumas horas enquanto eu faço outras coisas tb, e são esses tipos de coisa que são tão bobinhos aos nossos olhos, mas  que fazem a diferença nos relacionamentos.

Duas perguntas pra vcs : 

Na sua opinião, por que  a gentileza não é mais praticada com naturalidade nos dias de hoje? 

Onde você precisa praticar esse conceito na sua vida? 


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Das ações e emoções

vintage background Pictures, Images and Photos
FONTE: PHOTOBUCKET
Conversando com o grings essa semana, pude constatar algo sobre as ações e emoções. Algo que meu pastor mencionou no culto nortuno, que por sinal achei muito interessante... 

Muitos de nós perguntamos porque certas coisas nas nossas vidas não são mais a mesmas.Pode ser um amor, pode ser os estudos, pode ser com os amigos ou no trabalho. Pode ser sobre um plano pessoal, uma meta de longo ou à curto prazo. 

Enquanto estava na praia a pensar nisso, meu esposo pescava. Quanto eu mais refletia, mais eu via que o conceito ministrado no Domingo fazia sentido.

Emoções não geram ações, mas são das ações que as emoções fluem e ganham vida. 

Ele usou no contexto do casamento ,mas esse mesmo preceito pode ser usado em todas as áreas das nossas vidas...Sei que vc pode estar pensando: nossa, nada a ver !!!! Bom, vamos analisar. 

CASO 1: 
Nem sempre de manhã eu tenho vontade de me exercitar.Pra falar a verdade, exercitar em casa é bem chato, mas é melhor do que ficar redonda feito pandeiro em roda de samba. Afinal de contas, eu não nasci pra ser frigobar! A verdade é que quando eu termino de me exercitar[mesmo naqueles dias que eu não quero], eu me motivo a começar e terminar outras coisas... O sentimento vem... Se eu fosse esperar pelo sentimento de se sentir motivada à ir malhar, não malharia nunca. Porque no segundo dia é mais fácil se deixar levar do que ter ânimo pra começar. Até aqui tudo bem?

CASO 2 :

 Pesca costumava ser uma atividade totalmente sem graça pra mim. À medida que eu fui aprendendo mais e pescando mais, deixou de ser aquela coisa "o que eu estou fazendo aqui? " e passou a ser "qual será o próximo peixe que eu vou pegar?"... Quero testar uma nova técnica. 

 
CASO 3: 

Por um bom tempo eu tive raiva de certas pessoas que eu conheci por aqui nos EUA, mas principalmente em Starke, a primeira cidade que eu morei. Por muitas vezes eu disse à mim mesma que não tinha como eu não ficar com raiva delas depois do que elas tinham feito comigo. A verdade é que, eu estava praticando ter raiva delas e nem sabia... Toda vida que tinha uma oportunidade de falar delas eu falava, e cada vez que mencionava o assunto, com mais raiva ficava. Como diz meu marido, eu articulava e built the case( que seria falar das evidências, dos fatos para fazer uma acusão legal). Por causa das minhas atitudes, a minha raiva aumentava e os sentimentos de frustração e amargura tb. 


Tudo isso eu citei porque existe um fato  curioso sobre isso... Dizem que para uma pessoa construir um hábito, aprender algo e ser habilidoso nisso, ela precisa fazer a mesma coisa 21 vezes ou 21 dias. Exatamente, leva esse tempo inteiro....Para um vício/mau hábito, é dito que se leva 28 dias para que ele desenvolva.



Muitas pessoas dizem :

o amor acabou ... 
Não consigo perdoar aquela pessoa....
Sempre fui uma pessoa insegura
Sempre tive problemas com depressão
Nunca vou ser capaz de emagrecer 
Sou uma compradora compulsiva 

 Depois de pensar bem muito nessas frases e  constatei algo : 

Tudo que não é nutrido ou cultivado, morre. 

Se o amor não é cultivado como nos primeiros meses, vai morrer.É possível que vc tenha cultivado o descaso, o descuido, a frieza, a mesmice e falta de respeito através das suas ações.

Se a ira e a amargura não foi cultivada através das ações, ela não tomará mais seu tempo, seu sono e seus outros relacionamentos.

Se você deixa de se comparar com os outros e busca se conhecer e trabalhar suas qualidades, e se compara com o melhor que podes ser,  a insegurança morre. 

Se você não se isola, faz atividades, tem uma vida social, para de colocar a culpa nos outros e de se fazer de vítima, a depressão morre. 

Se você decide comer adequadamente  e ser exercitar devidamente, a gordura vai embora, mesmo que vc tome remédio que possa te dar aumento de peso. Eu tomei vacinas para alergia por 3 anos consecutivos e não engordei nesse período, pq sempre cuidava da alimentação e ia pra academia 5x na semana . O remédio pode contribuir para o seu aumento de peso,mas apenas se vc não se exercitar e não estiver nem aí pra alimentação e ficar com aquela mentalidade de que só um pouquinho não vai fazer mal...

Se você procura resolver as questões e encará-las de frente de maneira saudável, a fuga nas compras irá morrer e a sua conta irá agradecer. 

Fecho essa seção com uma pergunta : 


Sei que estamos em fevereiro, bem dizer beirando Março , mas ... que tipos de ações vc pretende ter daqui pra frente? Vc já se perguntou que tipos de atitude vc tem tido ultimamente? 

O que precisa ser mudado hoje? 

Talvez mais carinho romantismo no relacionamento?
Talvez mais amor próprio? 
Talvez vc precisa se reciclar profissionalmente? 
Talvez  precisa executar aquela meta que por tantos anos começa e pára? 
Talvez seja afiar aquela língua estrangeira?
Talvez seja dormir mais cedo?
Talvez seja trabalhar menos?
Talvez precisa ter mais perseverança?


Aprendi num livro que o corpo obedece a mente..O corpo apenas executa(emoção) aquilo que a mente manda( ação). Então pense sobre o que vc pensa nos próximos 21 dias...Esses pensamentos se transformarão em ações e dessas ações vc irá colher emoções daquilo que semeou. 

Essa é a reflexão de hoje.


Quanto ao mais, irmãos,

tudo o que é verdadeiro,

tudo o que é honesto,

tudo o que é justo,

tudo o que é puro,

tudo o que é amável,

 tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude,

e se há algum louvor,

nisso pensai.
(Apóstolo Paulo em Filipenses 4:8)

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Selinhos zen =)!







Salve Salve exportadas, começando a semana com os selos[ muito fofos por sinal ] que eu recebi da querida Rydi do blog Schrift dos Países Baixos , brasileira residindo na Holanda há 3 anos. Se vc quiser saber mais sobre a cultura, sociedade e a vida dela nesse país, não deixe de dar uma passada no blog :)!



Agora vamos às regrinhas ...

1-Agora preciso citar 5 blogs e eu indico:


- Márcia , a Paisagem dos Dias 

- Geisy, Páginas da Minha Vida 

- Flávia, Compartilhando Idéias Com Uma Mulher de 30 e poucos 


- Sâmia, Meu Mundo - Mil Idéias 

- Liza , Liza Delirantemente Feliz 




2-Cite algum livro, filme, música ou frase que te transformou o dia num dia de luz

Ler 2 Coríntios( livro do Novo Testamento na Bíblia)   me fez colocar as coisas em perspectiva hj. 

Tb estou lendo "O Princípio 4:8" do autor Tommy Newberry, que tem me desafiado a pensar sobre o que eu tenho pensado ultimamente, usando o conceito encontrado em Filipenses 4:8  


"tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai."

Em inglês, o nome do livro é The 4:8 Principle" - Tommy Newberry 



3-Diga o que achou do blog que te indicou:

Um blog que traz grandes curiosidades sobre a Holanda. Através dele, eu tenho aprendido mais sobre os famosos "cabeça de queijo", hahahaha. Tb é um blog bem variado, o que eu amo, pois tem sempre coisa nova que eu posso aprender.

Quero dar destaque para um post que gostei muito chamado  NÃO SEJA UM BLOGUEIRO PARASITA.

Não está entendendo? Exatamente! Vá ao blog e mate a curiosidade :)!

Indicadas, não esqueçam de responder as perguntinhas do selo e tb não esqueçam de me avisar qdo postarem no blog! Bjos :)!


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Novo quadro do blog : PERGUNTE AO CARAMELO :)

Começa nessa Sexta-feira(embora hj seja Sábado!!!), a mais nova edição do blog chamada PERGUNTE AO CARAMELO :)

Existem melhores explicações no vídeo, mas nesse quadro de abertura eu gostaria de convidar algumas blogueiras queridas para participarem junto comigo.

A pergunta de abetura é :

COMO É SER CASADA COM ESTRANGEIRO? 

Gostaria muito que as blogueiras que possuem câmeras fotográficas/filmadoras fizessem vídeo.Acho que dá mais corpo ao post e tb deixa uma marca registrada sobre a sua pessoa :) - caso não tenha câmera, pode fazer um post escrito com fotos.


Convoco para a essa sessão( para comemorar a semana dos namorados) : 


Letícia do Diário de Uma Mãe Urbana Vivendo na Terra da Rainha  

Lininha do Meias Palavras 


Nani do Moments and Thoughts


Débora do blog Mulher de Fases

Nivea do Que Seja Doce  

Geórgia do Saia Justa


Eve do Rindo de Mim Comigo


E se vc que visita meu blog e tb é casada com estrangeiro, por favor entre na onda :)! - está mais do que convidada :)! Agora vamos de vídeo :)! 











Caso vc queira fazer perguntas, por favor clicar em PERGUNTE AO CARAMELO no topo da página,embaixo da foto principal do blog.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Adjustment of Status- Biometrics - Primeira fase

Olá Gente!
Nesse post eu estarei falando um pouco mais de como foi  a minha primeira fase com a imigração...

Lembrando que existem 2 casos de adjustment of status, o nosso aqui vai ser focado naquele que a pessoa casou com um cidadão americano, seja através do visto K1, ou seja quando a pessoa já estava por aqui,tendo em vista que entrou legal no país( leia-se visto).  E vamos as explicações...
A qualidade do vídeo não está HD pq o vídeo era muito longo...


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Valentine's Day

Meu Valetine's Day começou no Domingo, com um fofinho café da manhã com paquecas de morango e cereja em formato de coração feitas pelo marido. Falei pro pastor o que o marido fez e daí ele anunciou na Escola Dominical, explicando o porque que não tínhamos vindo para o café da manhã dos namorados,rs...Quando os homens da igreja ouviram o que o Mateus fez pra mim, uns foram atrás dele pra aprender a manha da panqueca,rs...

Estou muito feliz com o novo emprego do meu esposo, pois agora ele já não precisa mais ter que trabalhar nos Domingos, o que possibilita a nossa ida à igreja juntos, almoço e ter um tempo de qualidade nesse dia que às vezes é tão corrido.

Ontem à noite decidimos ir jantar no Red Lobster e me convenci que se fizermos planos de ir jantar fora no próximo Valentines, é melhor que façamos reservas.Estava tão lotado que só conseguimos uma mesa às 20:45 :( ....

Nos divertimos muito ontem e tivemos ótimas conversas :)! - Comprei um beach cart pra ele, que é um carrinho que vc leva pra praia e pode colocar seu cooler, seus acessórios de pesca, seu guarda-sol e outras coisas mais. Ele amou :)! - Ganhei uma bolsa, um relógio e um vestido lindo[que usei ontem ;) ].


Eles tinham uma oferta maravilhosa no restaurante ontem! 2 for $30, o que oferecia 2 saladas, 2 pratos principais e vc optava entre um aperetivo ou uma sobremesa pra dividir... Lógico que eu escolhi a sobremesa, que era enorme.... Nossa!!!!


Fonte: RED LOBSTER 






Sem contar nos paezinhos de queijo cheddar tudo de bom que eles tinham por lá.... E agora vamos de vídeo...



sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Ajustamento de Status x Vida Normal

Hoje vai ser um daqueles posts bem "conte-nos a verdade, Gisley!". Post de desabafo, post de alerta para aqueles que ainda vão encarar esse processo e post de reflexão para os que já passaram. Não gosto de falar de coisas ruins, mas tudo na vida é experiência. 

Para quem sabe, o Ajustamento de Status é um processo muito doloroso,lento e às vezes, humilhante. Humilhante porque eles não só te permitem trabalhar, mas tb não podes estudar e nem dirigir(tirar sua carteira de motorista americana).O não poder trabalhar eu até entendo, mas privar a pessoa de se locomover é o que lasca. Por que? Porque pelo menos aonde eu moro, é necessário carro pra tudo.Carro aqui não é luxo.É vital.Vc só arranja emprego, vai pra faculdade e tem vida social se tiver carro.No Brasil, já que a maioria da população utiliza o ônibus, é mais fácil se encontrar com as pessoas,.Por causa da demanda, a espera por um ônibus no Brasil é ridiculamente mais rápida do que aqui, cuja a demanda é bem menor.

Minha vida social caiu muito, mais muito meeesmooo desde que me mudei pra cá.(EUA) O que me faz escrever esse post é pq no futuro não muito distante será possível cogitar a compra de uma casa, já que por causa da economia os preços despencaram muito. Pretendemos sair do aluguel, já que esse dinheiro a gente poderia estar pagando em algo nosso.

ABRE PARÊNTESE :

Daí que as melhores moradias[digam-se seguras] são bem dizer escondidas.Os lugares onde existem pontos de ônibus são geralmente áreas pobres da cidade, de pessoas humildes ou de condomínios de baixa renda.Lugares que não são seguros de se morar. Por causa disso, às vezes meu marido ficava muito receoso de eu ter que me locomover no ônibus, pois às vezes não parecia ser seguro[ leia-se : gente sem boa índole], já que não é um serviço utilizado por todos, só pela minoria. Muitas vezes minhas professoras do curso de inglês do centro da cidade me diziam para eu não ir pro terminal porque tinha muita gente suspeita.Eu sempre achei que nada poderia ser pior do que somos acostumados no Brasil em termos de violência, mas é sempre bom escutar os outros. 

Os ônibus, diferente do Brasil, não possuem paradas próximas por aqui. Sempre param mais em centros industriais e só passam pelas avenidas principais.Quando eu voltava do curso de inglês, eu descia perto do mercantil e tinha que vir andando sozinha por 25 minutos sem nenhum pé de gente na rua. Eu não tinha medo, pois sempre tinha carro passando, mas mesmo assim, qualquer pessoa podia me abordar no meio da calçada já que do lado direito era só mato.Minha aula terminava 11:45, mas o ônibus só passava às 12:20(isso dia de semana , final de semana os ônibus só passam de 2 em 2 hrs, às vezes até mais que isso)...aí era o "ó".Lógico que cidades grandes como Nova Iorque, L.A. e outras devem ser como no Brasil.

FECHA PARÊNTESE


Daí que não estou tão empolgada assim para comprar uma casa, porque vou viver isolada de novo.As pessoas que moram no mesmo local que eu são muito reservadas.Não se socializam.É do estacionamento pra casa e de casa pro estacionamento ou pra caixa de correio pra ver se tem alguma correspondência. Quando pegam a correspondência, se vc tiver atrás deles, ficam tudo desconfiados.Daí que agora eu espero a pessoa tirar a correspondência  e fechar a cair dela e sair, daí eu vou e pego a minha. A pessoa atrás de mim tb espera que eu pegue a minha correspondência e saia.

Meu esposo me diz que logo logo vou estar dirigindo e isso já não vai ser um problema.Eu fiquei me perguntando como iria ser para as minhas "amigas" vir me visitarem, mas o que o Mateus me disse foi: se elas fossem suas amigas elas ligariam e te visitariam aonde estamos agora. Aquilo doeu mas foi a verdade.Realmente se tivesse amigas verdadeiras, sabendo do estado em que me encontro, elas procurariam me ligar e ao menos saber como eu estou, mas nem isso acontece. Já então não posso usar algo que não tenho como base para comprar uma casa. Estou pensando em adotar 2 cachorros, porque assim fico mais entretida. 

É muito difícil você manter vínculo com as pessoas e chamá-las para sair quando você não tem como se locomover, pq aí eles tem que te buscar e te deixar em casa.E como já falei, os sul dos EUA tem um tipo de cultura que eles fazem as coisas por educação e não porque querem, mas vão ficar de sorrisinho e fingir que estão adorando estar contigo.Quando te deixam em casa dizem que amaram sair contigo mas tu nunca mais vai ouvir falar deles e vai se perguntar "onde foi que eu errei? " A verdade nua e crua é a seguinte : fizeram por convenção.Não querem dizer não, pq acham que se disserem não, eles ficam mal na fita. Então é mais uma questão de ego e reputação do que de querer investir na vida da pessoa.Fazem a coisa certa pela motivação errada, o que se torna a coisa errada no meu ponto de vista.

Até mesmo para arranjar carona para ir à igreja no domingo era um sacrifício.Como meu marido já não precisa trabalhar mais nesse dia, isso já tira um peso das minhas costas, pq já não vou mais precisar pedir.Tinha dias de eu ligar para 6-7 pessoas e ninguém não dá nenhuma ligação de volta.Aqui é assim,quando não sabem o que fazer, não fazem nada, simplesmente ignoram. Jogam a batata quente no colo dos outros.O pior não é isso, o pior é a cara de pau da pessoa dizer "olha qdo vc precisar de alguma coisa, é só ligar, mas ligue mesmo viu?", mas na hora do pega pra capar joga o corpo fora.

Eu não tenho problema nenhum em ser housewife,afinal é um tipo de trabalho sim..Ser dona-de-casa vai deixar de ser trabalho quando a pia se auto-limpar, as roupas se auto-lavarem e auto-engomarem, o banheiro se auto-limpar, a bagunça se auto-organizar e a comida ficar pronta por si só e servida com as próprias pernas, o mercantil vir bater na porta da casa com tudo que vc imaginou  e coisas desse tipo...

É uma fase pela qual estou passando e é a única coisa que posso fazer agora legalmente falando, então não adianta espernear que nada vai pra frente.Esse não é meu problema. O meu problema é a falta de vida social, pq na minha opinião não estou imersa na cultura e nem a experimentei de fato, já que fico confinada.

Por isso blogueiras que vivo pedindo os msns e os skypes de vcs. Vocês que estão casadas há pouco tempo  com americanos ou que virão aos EUA mesmo com o visto de noivado vão passar por essa fase de confinamento. Estejam preparadas...

A minha pergunta é : e depois disso tudo, existe vida após o Ajustamento de Status ou é onde a vida em si começa?O final vc escolhe, vc decide.   

Qto as brasileiras que já encararam o Ajustamento de Status: como vc superou as fases solitárias?

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Tal mãe, tal filha - provérbio ou ciência comprovada?

Fonte: Google
Dizem que puxei meu pai. O formato do rosto principalmente. Minha mãe cansou de me dizer que Deus soube o que fez quando eu nasci mulher.

Se eu tivesse nascido homem, eu e o meu pai já teríamos tido um arranca-rabo muito feito, daqueles de "resolver as coisas  lá fora", já que temos temperamentos super parecidos.

Eu só faltava matar a minha mãe do coração. Houve um tempo em que morávamos em um condomínio, e sempre que alguém insultava comigo- eu chamava meu pai.Olha, eu não queria nem saber se ele tinha acabado de chegar do trabalho, se ele estava cansado- eu só sei que eu tinha que mostrar para aqueles meninos que não se metessem à besta comigo, pois naquele dia eles iriam saber de quem eu era filha..Lá ia meu pai e eu atrás toda "parruda" , como quem diz : "vem agora que eu quero é ver, cara de fuinha! ".

Daí que copiei esse comportamento do meu pai.Quando eu e meu irmão estudávamos na mesma escola,todos os meninos tinham medo de mim. Às vezes eu via meu irmão chorando e fazia as mesmas perguntas que meu pai fazia:

- O que foi que aconteceu?
- Quem é ele?
- Onde ele está?
- O que está vestindo?

Lá ia eu resolver a situação e vi nos olhos dos meninos o mesmo medo que cansei de ver nos olhos dos piralhos que eu pai lidava. Em uma determinada escola, a minha classe era próxima do meu irmão.Ouvi ele chorando e parei tudo, saí da sala correndo, não pedi licença a professora e fui bater na sala dele. Depois descobri que ele estava chorando por um motivo bobo. Comportamento sui generis de irmãos mais novos. Vcs me entendem, né? Hahahahaha!

Desde pequena sempre tive um senso de justiça muito aguçado. A maioria das crianças do meu tempo eram dóceis, boazinhas,  calminhas, inocentes e puras, mas não eu - eu era a justiceira dos menores indefesos seeeeeeeeeeempreeeeeeeeeee! Nenhum provérbio definiria mais a minha infância do que o famoso "para os amigos, tudo; para os inimigos, a lei". Eu já era espartana por natureza e mal sabia, mas ... algo mudou em mim desde que casei. Lógico que a espartanice reina soberanamente. O engraçado tem sido as minhas reações em relação à maneira que me visto, quando eu cuido da casa, esse tipo de coisa. 

Eu, que era bagunceira de carteirinha agora não suporto ver bagunça. Dou gritos quando vejo  a bagunça dentro de casa se amontoando. Me dá uma tensão, um sentimento de confusão, de algo caótico, até mesmo de depressão. Toda vez que grito, o marido cai na risada. Ele acha o maior barato! - quinta passada estávamos fora de casa o dia inteiro e qdo chegamos tive um ataque.Só sei que em 2-3 hrs eu arrumei a casa inteira, coloquei ordem na casa e no outro dia só precisei lavar banheiro e lavar as roupas. Pôxa, mas valeu a pena! - Têm dia que se eu não tiver nada pra fazer - arrumo gaveta pra ajeitar, coisa que eu não preciso mais para jogar fora, ajeitar a dispensa, coisas desse tipo. Esse é um traço típico da minha mãe. Quando eu fazia pouco caso de arrumar a casa, era assim que ela respondia: deixa bichinha, que um dia tu vai ter uma e tu vai saber como é!  - não poderia estar mais certa.


Não apenas na organização, mas tb no planejamento da casa, e às vezes sou até perfeccionista como ela.Ninguém entra na minha casa a não ser que esteja um brinco.Estou sempre pensando no que as pessoas gostariam de comer quando viessem me visitar. Como já dizia o meu querido pastor:

Os nossos filhos não serão o que queremos que eles sejam.
 Eles serão o que um dia fomos.


A mais certa de todas as verdades. 

E você? Tem desenvolvido traços do seus pais que jamais pensou que um dia teria?
 Divide aí com a gente, vai!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Não tem mais graça, mas tem...

Nunca disse para vcs como foi o meu 24 de dezembro(Natal) por aqui. A verdade foi que muita coisa boa rolou e me surpreendeu. Vamos de vídeo pra vcs entenderem o que se passa..

Divirtam-se!






SOBRE AS PERGUNTAS: ESSA BEBIDA COM ALGODÃO DOCE É SIMPLESMENTE SPRITE COM ALGODÃO DOCE - O NOME DA BEBIDA É SHIRLEY TEMPLE , E VC PODE ENCONTRAR NO O'CHARLES.



sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Agora eu entendo o que eles passam

E aí que eu comprei uma bolsa no shopping que eu não gostei. Encontrei outra por um preço melhor e acabei comprando a outra. Não tinha saído do shopping e voltei lá pra ver se eles me davam meu dinheiro de volta.Bom, se tratando de loja de shopping e EUA, tudo tem devolução ,às vezes  até um mês depois  que vc comprou algo, contanto que traga a nota.

Bom, aparentemente não nessa loja. Quando retornei a moça[que mal falava inglês que estava  tendo dificuldade em se expressar] disse que a única coisa a ser feita era se eu quisesse trocar a mercadoria por outra do mesma categoria. Daí eu saí da loja e fui bater no staff do shopping pra falar com o gerente, pq eu nunca tinha visto algo daquele gênero. Nada do gerente.Esse estava fazendo orçamento e me pediram para escrever uma reclamação que seria passada a pessoa responsável. Muito bem, 2 dias e nada deles mandarem uma resposta. Detalhe: eu estava com meu esposo. Voltamos no escritório do mall e eles pediram para eu preencher o formulário da reclamação.Eu disse que já tinha feito isso à 2 dias atrás. 

Daí que volto na loja e era outra mulher. A conversa já mudou. Ela disse que eu poderia  trocar por qualquer outra mercadoria que eu gostasse,mas o reembolso não poderia ser feito.Sinceramente, não sei onde eu estava com a minha cabeça qdo eu comprei aquela bolsa. Ela era bonita, mas naquela loja não tinha nada de interessante. Depois de tentar muitos vestidos que não faziam meu estilo, encontrei algo bem anti-piriguete , leia -se, decente.

Quando estou no caixa, a cara pálida da vez passada retornou à loja e eu vi que ela estava assustada de ter visto a gente.Diz o meu esposo que ela disse baixinho  gringuito e ele escutou e ela ficou sem onde colocar a cara.Lógico que ele olhou pra ela sério e com raiva, pois na cultura hispânica chamar um estrangeiro de gringo é deboche/ofensa. Diferente da nossa que o cara pode ser africano, chinês, filandês , todo mundo é gringo - que é apenas uma gíria para estrangeiro - mas independente de cultura ,ninguém deve tratar cliente com nomes perjorativos. 

Muito bem , só sei que as duas gorditas começaram a conversar em espanhol na nossa frente, na maior cara de pau. Parecia que a gente nem estava lá.Excuse me? Se vc trabalha numa loja de shopping, cujo o público fala inglês - tenha a santa educação de falar na língua mãe desse país.Agora eu sei como eles[os americanos] se sentem- pq elas ficaram conversando e fazendo as contas da diferença entre a minha nova compra e a bolsa que eu estava devolvendo. Gente não vou mentir, na minha mente a razão pela qual elas estavam falando em espanhol era pq : 

1) ou queriam enganar a gente 
2) ou estavam falando mal da gente 

Era tão rápido que não deu pra entender. Já fui a salões de beleza cujo a maioria dos funcionários são asiáticos. Eles tb não falam inglês entre si, falam a língua do seu país na frente das clientes. Eu noto como as clientes ficam desconfortáveis com isso, pq eu tb fico. Teve uma vez que uma estava fazendo meu pé e começou a conversar com a outra e riu. Já não sabia se elas estavam conversando sobre uma coisa qualquer ou se estavam debochando dos meus pés. 

Eu sei que tem gente que pensa que esse é um país preconceituoso com estrangeiros, mas imagina a cena : 


Estrangeiros vêm pro Brasil, abre restaurante, hotel , shopping mall, etc - só contratam gente deles que estão ilegais ou que estão legais mas que não dominam a língua ou não mostram nenhum interesse em falar português. Será que ia dar certo um negócio desse? Já pensou ir à uma loja no Brasil e o povo tudo falando em espanhol ou em italiano, ou qquer outra língua  na tua frente, trabalhando no teu país, e não falando teu idioma? Eu tenho certeza que brasileiro acharia isso no mínimo um insulto, mas a gente só sabe quando passa. 

Tive meu momento Monange. Agora eu sei o que é sentir na pele essa emoção.  E digo, não é das melhores.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...