terça-feira, 12 de abril de 2011

Quando o problema vira um estilo de vida

Photobucket

(escolhi essa foto devido ao exagero, hahaha! na sombra parece ser uma mão com uma faca,mas quando a figura aparece, notamos que não é nada amendontrador).


Ela tem tudo na vida.Embora a crise tenha atingido o país , trabalha na área em que se formou.Não depende de ninguém para ir à algum lugar, pois tem seu próprio carro[diga-se do ano] e ganha bem.O marido a ama, e "nem liga" se ela cozinha ou não... A sogra tem o maior prazer em passar tempo com ela e de ensinar o que ela não sabe fazer em casa...Isso sem deboche, sem preconceito e sem falar mal dela  (  pausa: igual à essa ainda está pra nascer!) ...

Por mais de um ano eu ouvi e vi a vida dessa pessoa ser definida por um anti-depressivo. Tudo era culpa do anti-depressivo.Ela não conseguia encontrar a medicação certa.Era a medicação que fazia ela engordar, era por causa da medicação que ela não conseguia funcionar e nem conseguia interagir...A vida agora era um pílula.

[ABRE PARÊNTESE] Não estou crucificando quem lida com a depressão, até mesmo porque eu já a tive. Vocês vão entender melhor para onde estou levando essa estória. Eu acho que se a pessoa está no estágio em que corre risco de vida, tem mais é que procurar ajuda médica, um grupo de apoio e um especialista. [FECHA PARÊNTESE].

Tudo era definido se essa pílula funcionasse ou não. Já não falava sobre o casamento, sobre suas finanças, sobre os seus objetivos na vida e nem sobre a sua fé..Só sabia falar no que não estava dando certo. Você já viu esse filme antes? A culpa era dos pais que não a amaram suficiente, que sempre a colocaram pra baixo, a culpa era da chefe que era brutalmente crítica, a culpa era da igreja porque não tinha uma programação voltada as pessoas da nossa idade, a culpa era de A pq não sabia cantar, etc... 

É impressionante como o fundo dos outros é sempre mais sujo do que o nosso, não é mesmo? O propósito desse post é fazer com que todos nós acordemos para vida, inclusive essa que vos fala.


Update 12/04/11-Quando falo  problema, leia-se qualquer coisa viu?

-Depressão, ira, mania de controlar os outros, mania de doença, mania de vitimização

- síndrome de celebridade( ainda vou fazer um post sobre isso), síndrome do menor esforço

-materialismo
-comportamento passivo- agressivo

-gastadores compulsivos
-fofoqueiros

- co-dependentes
-donos da razão

-síndrome de Narciso
- síndrome do retrovisor

-síndrome de Gabriela ( Eu nasci assim.. eu cresci assim e sou mesmo sim...Vou ser pra sempre assim... e os outros que lidem com isso!)

- etc, etc , etc - adiciona aí o que vc quiser !

Primeiro de tudo, problema não se desenvolve, se resolve -  Não é desenvolvendo o feioso que as coisas vão melhorar... Se todos nós passássemos mais tempo tentando resolver do que falar sobre o problema, a vida,os resultados, os relacionamentos eram outros. Resolver problema dá trabalho, mas é melhor do que deixar a coisa tomar forma tal a ficar fora do controle.Você sabe que está desenvolvendo o problema ao invés de resolvê-lo quando procura pessoas que vão concordar com você ao invés de pessoas que vão desafiar você a olhar o problema com outras lentes.


Problema é algo temporário, por isso não faça dele um estilo de vida - aprenda a separar o que é a sua vida e o que é uma circunstância ... Por exemplo: essa minha situação com o ajuste de status. É uma fase/circunstância pela qual estou passando, às vezes me tira do sério, me faz chorar e perder a paciência,mas não precisa dominar a minha vida, a minha paz, a minha alegria e nem ditar como eu vou viver as próximas 24 horas do meu dia, os próximos 7 dias da semana e as próximas 4 semanas do mês que se aproxima.

Você não pode fazer com que os pássaros parem de voar sobre a sua cabeça , mas cabe a você fazer com que eles não construam um ninho nela.



Muitas pessoas já estão tão acostumadas com o problema que nem perceberam que o tornaram em um estilo de vida, como o dessa conhecida. No caso dela,  o problema não é ter depressão, o problema foi que ela a tornou em estilo de vida, não querendo ouvir nada de ninguém mas querendo que todo mundo ouça o que ela tem a dizer. Não tem quem aguente!

A verdade é que ela se isola, não aproveita as oportunidades de se envolver com as pessoas, falta muito as reuniões da igreja , não malha e quando sai do trabalho passa no drive-thru de um fast food[ sei disso porque várias vezes eu já falei com ela no telefone escutando o que ela estava pedindo], vive criticando os outros e dizendo coisas sem filtrar, coisas que as pessoas ao ao seu redor ficam bestas, mas não...Na cabeça dela ,  a culpa é do remédio... Como  o remédio fosse pegá-la pela mão para que ela comece a  se socializar, comparecer as reuniões, ligar para as pessoas, comer direito, dormir bem e se exercitar.Enquanto ela não decidir fazer o que lhe cabe, não tem remédio que dê jeito ao seu problema.


Outra coisa muito comum ,mas danosa aos relacionamentos e a vida é  a mania que as pessoas tem de reclamar do problema(independente de depressão, parece que as pessoas estão sempre procurando sobre o que murmurar).. Reclamar daquela situação virou moda e elas gostam tanto de falar sobre aquilo porque  dá à elas  o poder,  a atenção e uma desculpa para não fazer o que tem que ser feito. 

Tem gente que morre de falar mal do trabalho, mas não pede as contas e nem vai procurar outro emprego.Lembre-se que você só fica lá até o dia em que quiser.Não gosta de lá? Dê a sua vaga pra quem quer trabalhar então.(Falo aqui das pessoas que não estão fazendo nada para tornar seu ambiente de trabalho mais produtivo,que não trazem resultados, que vão para o emprego,mas não trabalham de fato e ainda reclamam).

Tem gente que morre de falar do(a) amigo (a)/ cônjuge/namorado(a)/noivo(a), mãe/pai, irmão/irmã mas não faz nada pra mudar a situação ou para ajudar a pessoa a evoluir naquela área. Se fomos esperar que os outros mudem para então fazermos o que nos cabe, é possível que o relacionamento vá pro brejo devido ao orgulho.Lembre-se a sua vida não precisa ser dominada pelo defeito ou falha de caráter do outro. Evolua! Seja Ana Maria Braga, SEJA MAIS VOCÊ !

Se você está em um relacionamento disfuncional e emocionalmente doente, lembre-se : você só fica nessa até o dia em que quiser.Não pode ficar falando da pessoa se você não faz nada para resolver a situação. Ou cai fora ou aguenta calada(o), mas não seja como aquela mulher que morre de apanhar do marido, vive falando mal dele pro bairro inteiro mas não deixa o homem, e se o bairro inteiro dizer que ele não presta, ela ainda fica com raiva. Aí não dá!


flowers Pictures, Images and Photos



Lembre-se: problemas todo mundo tem. Eles vão e vem, mas eles não precisam ditar a qualidade de vida que devemos ter, como devemos tratar os outros e como vamos encarar vida. Lembre-se também que as suas emoções é a parte mais superficial do seu ser pq elas estão em  mudança. Você acorda feliz da vida, mas pode receber um telefonema ou um e-mail que estragou a sua manhã, mas daí pelo fim da tarde tem uma agradável surpresa e aí o seu humor já melhora de novo...É flutuante,é volátil , inconstante , por isso não viva a vida com o foco maior  nas emoções, do contrário sua vida sempre será uma montanha-russa. 

E como já dizia o grande cantor Fagner: 


Ô tempo duro no ambiente, ô tempo escuro na memória
O tempo é quente e o dragão é voraz....
Vamos embora de repente, vamos embora sem demora,
Vamos pra frente que pra trás não dá mais...


Tô de volta, povo!


ps: estarei visitando e comentando nos blogs aos poucos, ok?

30 comentários:

  1. Oi Gisley, vc falou mta coisa aí que eu gostei. É mto fácil deixar que um problema se transforme num estilo de vida. Temos que dar um tempo ao problema. Confundir resolver com desenvolver é outra coisa mto comum. Cabe a cada um buscar estratégias para lidar com a circunstância e manter a vida seguindo adiante. Não é fácil, exige esforço, mas é a única chance de sair da situação. O que ocorre muitas vezes, é que muitos preferem continuar nela, é mais confortável.

    ---

    Obg pela sua visita e comentário! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gilsey, tudo bom? Tá "boinha"?

    Olha, numa situação difícil, eu costumo dizer que eu tenho meu 1 minuto de desespero (pode chorar, gritar, reclamar) e o resto do tempo tentando resolvera situação. Claro que depressão é mais complicado, ainda mais dependendo do grau da doença. O remédio leva no mínimo 20 dias para começar a fazer o efeito e dependendo da gravidade do quadro, realmente levantar, fazer exercício, falar de coisas boas é impossível. Mas com um tempo (superior a 20 dias) de medicação, começa a fazer efeito e o nível de serotonina, dopamina e afins começa a voltar ao normal. As vezes é necessário fazer uma terapia cognitiva pra mudar o foco de tanto pessimismo.

    ResponderExcluir
  3. Poxa, já estava com saudades... não nos visitou mais! :P
    Aprendi muito cedo que ser feliz dá trabalho e nem todo mundo está disposto a trabalhar pra isso, é mais fácil se jogar numa cama e morrer de tristeza do que se levantar, lavar a cara e sair por ai correndo atrás da felicidade.
    Depressão é doença, precisa sim ser tratada, mas muitas pessoas usam como uma desculpa fácil pra justificar a preguiça de viver.

    A todas as pessoas sugiro o livro "Ética para o meu filho" do autro espanhol Fernando Savater, é um livro lindo escrito por esse homem maravilhoso a seu filho, ele ensina que a vida é feita de escolhas e escolher ser feliz está entre as opçoes que temos.

    Beijocas querida

    ResponderExcluir
  4. Sim faz todo sentido..é preciso agir ,mudar,melhorar um pouco todos os dias...estou tentando!
    beijos!

    ResponderExcluir
  5. posso roubar a frase: Você não pode fazer com que os pássaros parem de voar sobre a sua cabeça , mas cabe a você fazer com que eles não construam um ninho nela?

    ResponderExcluir
  6. Que bom que está de volta! Obrigada pelo chacoalhão carinhoso lá no meu blog...tenho melhorado, pode ter certeza! Deus sempre será nossa força!
    Bjos floridos

    ResponderExcluir
  7. É por isso que eu amo seu blog Gi, você toca nos assuntos que tocam todo mundo! E concordo contigo, problema é pra ser enfrentado! Pra ser resolvido! Não pra virar o centro da vida da gente!
    Claro que às vezes a gente sucumbe, entrega os pontos, afinal de contas, somos humanas e temos nossos limites. Mas depois da tempestade, é hora de limpar o rosto, colocar um gloss nos lábios e enfrentar o que nos aflinge.
    Um bjo querida! Fique com Deus!
    Márcia

    ResponderExcluir
  8. Gisley, bom ter vc de volta.

    Menina, conheco uma porcao de gente assim. Que nao resolvem os problemas mas encima deles desenvolvem outros.

    Acho que o mundo anda muito doente. Penso que há tanta gente entrando no labirinto da loucura, por acomodacao de nao querer conviver com a realidade.

    Faltam-lhe forca, objetivo, vontade de caminhar, de melhorar.


    Um bjao

    ResponderExcluir
  9. Ah, a foto de vcs no layout tá show!

    Bjao

    ResponderExcluir
  10. Que bom te ver de volta, Gi, e, pelo visto, com tudo!!! KKKKKK Ficou boa da gripe/alergia? Eu ainda estou lutando... o clima aqui em Fortal está super inconstante, hoje mesmo está nublado com chuvas leves de vez em quando. Mas aqui a gente já tem tanto Sol, que eu adoro quando o clima está assim, pq dá uma abrandada no calor! Afff... calor d+ tb não é legal!

    Amiga, sem julgar a referida pessoa que vc citou, mas gostaria só de ressaltar que, na minha humilde opinião, eu acho que tem acontecido coisas tão graves mundo a fora, que não dá nem pra pensar tanto nos nossos problemas, que ao meu ver a maioria das pessoas tem pequenos problemas se comparado ao caos que o mundo está...

    Estão tentando criar leis que façam os cristãos calar a boca, leis que servirão de desculpa para perseguição de cristãos, terremotos com tsunamis devastadoras, contaminação por radiação, as guerras no oriente médio ainda estão acontecendo, e por aí vai...

    Um dia desses, ao saber de fatos super chocantes que tem acontecido nesse mundo, eu fiquei perplexa e com raiva pq satanás tem feito um excelente trabalho em levar as almas com ele rumo à destruição (que é o fim dele). E os cristãos, amiga, estão dormindo. Nosso Rei merece que seus servos trabalhem melhor que isso... e nós estamos aquém do que o que o mestre merece de nós! Infelizmente...

    Eu queria dar um alerta aqui pra quem é cristão e acha que está falando muito pouco de Deus pras pessoas... vamos acordar, nós temos que cumprir com o "Ide", ao invés de nos concentrarmos nos nossos próprios problemas, vamos nos concentrar num problema maior, ganhar almas pra Cristo, trabalhar melhor e com mais vontade para o Reino!

    Bjssss.... ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá, vc está melhor?
    Você disse tudo amiga!Concordo qd vc disse que reclamar da a pessoa uma desculpa para não fazer o que tem que ser feito! E as vezes a pessoa espera as coisas cairem do céu, temos que fazer nossa parte e Deus fará a dele.
    Hoje eu estava pensando que perdi tanto tempo da minha vida em depressão. Sentindo pena de mim mesma, e falando de meus problemas para todos, mas a partir do momento que fiz minha parte e contei meus problemas para Deus, tudo mudou!
    Bjs...

    ResponderExcluir
  12. Bem-vinda de volta Gi! Amei o visual novo do blog, tá super linda a foto!
    ***

    Engraçado como algumas pessoas se entregam completamente aos seus problemas e acabam achando que o mundo se resume àquilo. O pior é que não vão adiantar remédios, conversas, amigos, terapia, se a pessoa está convencida que aquela realidade é imutável. E quando aquela luzinha no fim do túnel surgir, é importante ter gente querida (e muito atenta) por perto, pra fazer com que a pessoa caminhe em frente e comece a ver a vida por um ângulo mais generoso.

    Afinal, tem tanta coisa boa na vida, no mundo, em nós mesmos! Por quê se ligar apenas nos pontos negativos?

    Beijos :*
    Maíra

    ResponderExcluir
  13. Olha Gi...a gente brinca lá na igreja que tem gente que não "passa pelo vale", tem gente que mora nele e não quer sair mais...kkk
    é bem o q vc fala...fazer do problema um estilo de vida, e ainda culpar a todos menos olhar pra dentro e enxergar o quanto de culpa nós temos nos problemas.
    bjobjo

    ResponderExcluir
  14. ainda bem que voltaste querida baixinha!
    já estranhava a tua ausencia
    estás melhor pelo menos parece.
    kis .=)

    ResponderExcluir
  15. Olá Gisley que bom que voce voltou. Ótimo esse post, se agente ler com atenção vai logo fazer uma reflexão pra saber se os problemas dominam agente ou se agente se empenha em resolver eles.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oi Gi, tudo bem ?

    Quem bom que voce voltou ,voce faz muita falta!!!

    Esses dia penssei muito em ti .
    Quanto ao post exellente!!!
    Me fez lembrar uma vizinha que frequentou a minha igreja durante uma epoca ,ela e bem parecida com essa mulher so sabe reclamar ,nao tem fe ,ia as reunioes e ao inves de prestar antençao nas pregaçoes ficava prestando atençao em outras coisas e quando ia coverssar com ela o mesmo papo de sempre:
    - Ai porque nao sei mais o qu e fazer estou muito doente minha cabeça doi muito ,porque to com uma tosse que nao sara etc,etc
    .Mas so que a primeira coisa que ela fazia quando saia do culto era acender um cigarrao !!

    Faça me o favor ne!!!!

    Beijao Gi ,e ve se nao some mais ,muitas saudades de voce.

    ResponderExcluir
  17. Gi, taba precisando de td isso que vc escreveu...
    Tomei a decisão de mudar muitas coisas na minha vida, pois como vc disse, não adianta só reclamar e ficar parada.
    Saudades menina!
    xero.

    ResponderExcluir
  18. Oi Gi! Primeiro, que bom que voltou, já estava preocupada com você, porque da última vez que postou disse que estava doente e sumiu um bom tempinho... estava quase te mandando uma msg, mas fiquei c medo de ser muito intrometida.

    Bem, quanto ao post: Adorei as descrições das síndromes, você consegue tornar todo texto divertido, mesmo sobre algo tão sério...rs

    Também acho que o ser humano em geral tem esta mania de reclamar, mas de não fazer nada para mudar a situação. Como você mesma disse, apenas num dia nosso humor está propenso a ser volátil, imagina na vida... é claro que teremo altos e baixos, mas temos que ter a consciência de que tudo pode mudar e que cada mudança começa por nós mesmos. Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Oi Gi, adorei o que voce escreveu, eu sei como è complicado lidar com pessoas assim, a gente faz o que pode, mas è sempre a culpa do remedio, conheço duas pessoas assim...e è triste ver que nao fazem nada e nao ouvem os amigos. Mas um dia as pessoas aprendem. Beijos

    ResponderExcluir
  20. Bienvenida chica !!! te extrañare !!! Estais bien ? que bom que voltou inspirada a nos inspirar e nos fazer refletir... besitos

    ResponderExcluir
  21. Moça vc demorou tanto pra postar que eu já estava pensando em vir perguntar se estava tudo bem, só não faço isso porque sei como é a vida de blogueira, que bom que voltou, espero que saudável agora :)
    Quanto ao post, eu já fui reclamona, nunca fui depressiva, mas vivia reclamando e vendo defeito em tudo também(graças à Deus há muitos!!! anos atrás), um dia eu com meus pensamentos, sozinha, cai na real: "porque eu reclamo tanto?" isso não me leva à nada. E decidi que apartir daquele dia eu não reclamaria de mais nada, foi meio que uma cura e a solução para muitos dos meus problemas, as coisas começaram a melhorar, foi incrível. Temos que ter muito cuidado com o que sai da nossa boca, serve pra abençoar ou almadiçoar à nós mesmos.

    bjss

    ResponderExcluir
  22. Ola Gisley!!!

    Estava essa manha lembrando de ti! Por onde anda a Gisley, ja estava escrevendo um email, quando vi no meu dashboard que tu estavas de volta!

    Bom, lendo teu post eu ri, o motivo da minha risada eh que converso muito isso com amigas "problematicas"...parece ateh que te conteu o que passo e tu postaste!

    Concordo com o que disseste e aprendi com meu marido. Sempre que dah aquela noia de: quem sou para onde vou? ele me diz:
    - Leticia cut the crap! That's pure bullshit!
    E o pior eh que eh mesmo! Potencializar formigas...triste mal da humanidade!!!

    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  23. Gisley, eu estava preocupada com você! Ia te mandar um email, pra sber se vc estava melhor. Ficou boa?

    Quanto ao seu post, infelizmente, cuidar dos problemas é muito mais difícil do que só falar neles. E muita gente não sabe mesmo o que fazer da vida.

    Bj

    ResponderExcluir
  24. Olá Gisley, muito bom o blog! Se não me engano você segue o meu, mas como eu tive que fazer umas mudanças no endereço dele, se puder passa lá pra ver se não desativou ele pra você. Se puder me add no msn ou no email, o meu é carolinysales@hotmail.com e passa lá no meu blog... http://naomeconformomesmo.blogspot.com
    Bjs :D

    ResponderExcluir
  25. Oieee!!!

    Acho que o que diferencia os corajosos dos fracos é exatamente saber passar pelos problemas e sobreviver.

    Poxa...todos nós temos momentos dificeis, mas precisamos dar a volta por cima, sempre!

    Beeeejs,

    noobhousewife.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Olá Gisely tudo bem???


    Nossa adorei seu post!!! Realmente todos tem problemas, porém devemos nos lembrar de que a vida é nossa e cabe a nós decidir que vida queremos ter...

    Hj faço terapia e posso dizer que me ajuda muito, porém tudo depende de mim!!! Se eu quero ou não sair da "fossa", a psicóloga não faz milagre...


    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  27. Faz sentido amada, a pessoa tem que agir, tem que querer mudar, melhorar... Sou uma seguidora do seu blog e te convido a visitar o http://mulheresnopeniel.blogspot.com Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  28. 'otimo post..concordo em genero, numero e grau....reclamar não resolve..o importante é agir...bjs

    ResponderExcluir
  29. Eita, menina, que bom que você voltou!!!

    E voltou vibrante, hein?

    Essa é a Gisley que eu conheço e admiro! :)

    Amei seu texto! Show de bola!

    Te desejo um excelente final de semana, com muita saúde, paz e amor.

    Beijinhos da Cid@

    PS. Muito linda a foto dos dois pombinhos ;-)

    ResponderExcluir
  30. Gi eu penso assim, a gente cai, e levanta,e assim vamos vivendo, tentando sair um pouco daquela atmosfera problemática e levando a vida. bjuss

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...