domingo, 13 de outubro de 2013

Hein? - As coisas mais estranhas que vivenciei por aqui

Nesse post irei tratar das coisas mais estranhas, umas até engraçadas, das coisas que já vivenciei por aqui[ em Jacksonville e adjacências].


AVISO: ESSE POST É BASEADO NAS MINHAS EXPERIÊNCIAS PESSOAIS. PODEM SER SIMILARES OU DIFERENTES COM PESSOAS QUE MORAM EM OUTROS ESTADOS AMERICANOS.



Hoje o post vem com trilha sonora! Essa aí vocês vão gostar!










#1- Pais e filhos beijando na boca - Sim, dando selinho.Aqui se marido e mulher ficar se beijando e se abraçando, é feio, é sinal que não tem respeito em público, mas pai e mãe pode dá selinhos nos filhos sim!!! Não é só quando é pequeno não, uns até mesmo depois de adultos ainda tem o hábito de fazer o mesmo. A primeira vez que vi isso acontecer foi na comunhão[aquele momento que as pessoas saem dos seus lugares para se confraternizar com as outras] em uma igreja evangélica. A filha veio ao encontro do pai e tome selinho. Eu fiquei.. asim ó !!!


FONTE:ALL MOVIE GIFS


2) O enterro[do falecido] é mais o antes do que o depois- Aqui a ênfase da coisa vai muito para aquele momento que acontece na igreja, geralmente rolando um powerpoint do falecido com fotos e as vezes alguns dizeres. Fui à um velório seguido de enterro cujo o enterro do homem, o povo começou a ir embora. Sim gente, quando começaram a enterrar o homem, o povo foi saindo! O Mateus ficou me puxando, aí eu disse: calma, vamo enterrar o falecido!" Agora é a hora que a gente presta maior homenagem. Que nada! Eles esperam o povo enterrar o defunto, aí voltam de noite, para visitá-lo e ficar lá, conversando com o dito cujo.Gente, como é que é isso? Qual é a graça de voltar quando a pessoa[na minha opinião] "desamparou" a outra que era tão importante "no momento da partida final"?



3) Cachorro/Gato dorme na cama junto com o dono. Eu fiquei besta! Quando eu disse ao Mateus que meu pinscher quando era bebê dormia numa caixinha de sapato, ele me deu aquela olhada que eu deveria ir pra guilhotina e off with my head!!! Do tipo: mulher, tu não tem coração não? Esse negócio de cachorro dormir no chão por aqui é malvadeza e das grandes! É considerado abuso até! Eu e o Mateus tivemos discussões e mais discussões porque eu não deixava o Titino[Turbo] dormir na cama com a gente. Daí fui na internet e vi que nos EUA:

62% dos cachorros de pequeno porte dormem com o dono.
41% dos cachorros de médio porte dormem com o dono.
32% dos cachorros de grande porte dormem com o dono.

Fonte: Aqui.
Até mesmo olhando alguns vídeos no youtube de gatos e cachorros, verifiquei que ambos estão descansando ou brincando na cama do...dono!!!!

No final de tudo, eu decidi ser feliz e deixar o Titino dormir na cama, mas o Mateus é responsável por banhá-lo. Não banhou? Não dorme junto com a gente!Sou é esperta, me livrei da responsabilidade. O pior é que o Mateus banha todo cachorro todo feliz! Parece que tá banhando é um menino! Ah, na cabeça dele o cachorro é um menino!


4) Natal é uma celebração com data e hora marcada..pra começar... e terminar... também. Foi outro choque cultural que tive. No dia 25 de dezembro[Natal de 2009,meu segundo Natal por aqui] foi simplesmente um almoço em família, cada um veio para casa do meu cunhado, passaram-se 2 horas todo mundo trocou presente, beijinho, tchau, bênção e Merry Christmas! Eu crente que ia ver todo mundo à noite, que nada. À noite todo a americanada vai pro CINEMA.Sim! Eu fui pro cinema no Natal.Eu crente que ia ser a cara do marasmo, quando chegamos para estacionar, pasmem: LOTADO!!! O CINEMA É LOTADO NO DIA 25!!!! DE você não encontrar lugar pra sentar! Foi outro choque cultura que tive!


5)  Os filhos pequenos ficam soltos nas lojas, às vezes sem supervisão. Gente, choquei que coloquei ovo com essa daqui! Já vi várias vezes os pais se mandam, andam no shopping, e os filhos vem atrás e eles só fazem olhar por cima do ombro e dizer: vamo Fulaninho!!! Gente, qualquer pessoa mal intencionada pode sequestrar essas crianças em questão de segundos, mas eles aqui se confiam demais.Aliás há 1 mês atrás uma criança foi estuprada no banheiro de uma das lojas da Best Buy e isso os pais dentro da loja!


6) Gente que se tem carinho é convidado para a festa de aniversário e gente que se odeia[carinhosamente chamados de frienemies]...também! Também porque quando for bater a foto, tem que mostrar no facebook que é muito popular, que tem muitos amigos, que a festa foi de arromba e quanto mais gente, mais presente,porque na opinião deles chegar sem presente é super feio. Não estou brincando! Detalhe e não falo de gente adolescente.

Já fui convidada para festas de aniversário que a pessoa nunca me deu nem oi e ainda pediu pra eu RSVP o mais rápido possível para a melhor festa de aniversário de todos os tempos!!! Já fui até convidada pra festas de formatura cuja pessoa não tinha amizade,só dava oizinho kkkkkkkk!Troféu óleo de peroba pra esses aí!


7) Festa sem música. Essa aqui eu ainda estou processando.A música é uma parte elementar numa festa, mas aqui é assim. As festas na casa das pessoas não tem música não.

8) Tomar café na manhã,literalmente, na estrada. Hoje eu já acostumei[mas ainda não gosto], mas pra mim, tomar café da manhã na estrada significa que você vai parar em algum lugar, sentar e comer. Aqui não, é, literalmente, tomando café e comendo  enquanto você pega a estrada,leia-se dirigindo. Se passa no McDonalds, faz o seu pedido no drive thru, saiu dali, mete a bronca na comida.Eu acho isso uma violação ao bom café da manhã.

9) Carona vai no banco da frente. Gente, essa aqui foi muito engraçada!Uma vez saí com um casal para um evento da igreja que veio me buscar em casa. Daí eu só vi o marido da minha amiga no carro.Fiquei me perguntando: valha, cadê a mulher? Me aproximei do carro.

Eu toda estranha olhando pra ele.
Ele baixa o vidro.
Eu pergunto: Cadê a fulana?!?!
Aí ela grita toda feliz no banco de trás: tô aqui Giiiiiiiiiiiiiii !!!

Gente, eu achei aquilo tão marmotoso! Soltei uma risada escandalosa ali na frente deles mesmo. Eles sem entender [ós póbi], começaram a rir também. Eu não me senti bem, foi um choque cultural muito grande. Eu fiz a esposa ir no banco da frente com o marido.Nossa, mas que eles não paravam de rir porque eu não queria ir no branco da frente com o esposo da amiga!Depois eles me falaram que era algo culturalmente cortês na nossa região, mas mesmo assim... choquei!


10) Páscoa é um feriado que o guarda-roupa também passa pela ressureição. Depois de dois anos na minha atual igreja, notei que é muito comum entre os evangélicos usar algo novo no Domingo da Ressureição.Porquê? Eu não faço a menor idéia! Mas pra eles é algo que é levado muito a sério. Já no Natal e Ano Novo, se passa até de jeans, tênis.Tem gente que passa de pijama mesmo.


11) O pet faz o serviço na grama alheia. Sim, eu já várias vezes pessoas que deixam os seus pets fazer o #2 na grama do vizinho SEM MEDO DE SER FELIZ.Isso sem a menor dor da consciência. Aqui não falo quem mora em apartamento.Falo de quem mora em casa mesmo. Tinha uma mulher que ela sempre passava de tarde com o cachorro na minha rua, geralmente quando a rua estava vazia[ essa aí já era profissa na coisa].Ela deixava o cachorro fazer o #2, daí tinha um saco plástico que ela trazia pra colocar o servicinho do pet. Você pára e pensa"ah mas a mulher tá fazendo a coisa certa,né?"

Que nada meu povo, a mulher fazia um nó no saquinho do servicinho do cachorro e jogava no jardim da casa do lado oposto.Exemplo: se o totó "serviçou" na grama da casa direita, quando ela deixava o presentinho bonitinho, ela atirava na grama da casa do lado esquerdo.

Um dia eu peguei ela no flagra! Ela ficou toda errada! E isso era já uma senhora na casa dos 60-65!!!!


E vocês? Quais foram as coisas mais estranhas, engraçadas e não-engraçadas que você vivenciou desde que deixou o Brasil ou foi morar em outro estado brasileiro?


26 comentários:

  1. kk adorei, que legal esse "choque de cultura", tudo parece muito estranho, mas me diverti com todas essas situações, e com certeza que estranharia muita coisa. Ah conte-nos mais, adoro esse tipo de história!

    ResponderExcluir
  2. Festa sem música (ainda estou processando) kkkkk morri de rir,concordo com a maioria dos topicos Gisley 'e bem assim mesmo,um dia desses fomos a uma ''festa'' (July 4th),tinha convidados,comidas,bebidas e pensei: E a musica???!!!Nao tinha como assim?!!!Super Estranho kkkk,aqui eles confiam muito mesmo,eu sempre desconfio de tudo,continuo olhando se as portas estao trancadas mais de uma vez igual como fazia no Brasil,sempre lembro do vizinho americano que saiu batendo na porta dos outros vizinhos e matando de um por um,depois alguns conhecidos dele ainda disseram que jamais pensavam que ele fosse fazer algo do tipo pois era um bom homem.

    ResponderExcluir
  3. Eu tambem do selinho nos meus filhos e nao gosto do natal daqui, das festas sem musicas,mas quando meus filhos fazem festas aqui em casa colocam muicas de bons italobrasileiros,nossa cachorrinha è muito grande e dorme fora aqui tem muitas estranhesas algumas eu gosto outras nao.

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkk Gisssss quanta coisa estranha!!!
    Pais e filhos dando beijo na boca sempre vi no Brasil tb!!! Se tem uma coisa q nao concordo muito e que minha cunhada SEMPRE ve o pai peladao!!! Acho que torna a nudez coisa muito normal, e ela, que ja e toda toda se torna mais e mais sem pudor nenhum!

    A Bichinha dorme na cama tb!!! No inicio eu relutei demais, queria q ela dormisse na sua casinha, ate pq eu sou alergica a pelo! Mas INCRIVELMENTE criei a mesma regra em casa: so dorme na cama se tiver limpa, e o pior: ela ta SEMPRE limpa! LOL

    Estranhissima a coisa do enterro, do Natal, da Pascoa!!! Hehehe
    Nunca presenciei um enterro na Italia! Mas nos filmes americanos a gente ve neguinho fazendo FESTA em casa no enterro! E verdade?

    Na Italia, acho nojenterrimo o povo assoando o nariz: NA MESA!!!! Isso mesmo, enquanto se come!!! E nao e considerado falta de educacao!!!
    Vou ver se crio o mesmo post la no blog como RESPOSTA a esse teu, pois tem mta coisa estranha pra contar, senao vou escrever um testamento aqui no teu blog! Rsssss
    Beijoooo

    ResponderExcluir
  5. Gi!
    Amei ler essas curiosidades!!!
    Olha eu nasci e cresci na suica, mas sou filha de um italiano com uma brasileira. Posso por exemplo te falar algo relacionado aos italianos. Entre os homens italianos é hiper comum e normal eles se cumprimentarem com beijo no rosto. Nao rola nenhum preconceito, os homens se beijam na boa.
    Aqui na Suiça é hiper comum tirar o sapato quando vc vai de visita na casa dos outros. Quase todos os convidados estao descalços. =)
    Voce acredita que me deu uma ideia para fazer um post sobre isso tambem. Amei conhecer mais as manias do povo dos EUA.hehehe

    ResponderExcluir
  6. São tantas coisas diferentes algumas engraçadas e outras meio embaraçantes... A que mais me deixa sem graça é que os homens tem mania de elogiar a mulher alheia, mesmo na presença da esposa!!! Eu fico muito sem graça, mas a tal esposa geralmente acha supernormal...
    Velório/enterro felizmente nunca fui, então não posso dizer.
    Mas sobre o selinho dos pais nos filhos, conheci muitas brasileiras que fazem isso. Particularmente não gosto, mas cada um cada um!!!

    ResponderExcluir
  7. Animalzinho dormindo na cama com o dono eu levo de boa pq minha gata que ficou no BRasil dormia comigo toda noite, mas ir no banco da frente com o marido da amiga é estranho mesmo...
    Café da manhã na estrada, no carro, dirigindo, eu acho péssimo, pior ainda se for do Mc Minhoca...
    Festa sem música náo dá...
    Super interessante o post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Uma coisa que acho muito diferente aqui e que a pessoa recebe mais visita no cemiterio (depois de morta) do que quando estava viva, nunca entendi a logica disso. Por aqui ja vejo os pais nos malls com os filhos andando bem perto deles, dificilmente vejo criancas soltas pelas lojas tocando o terror, ate hoje as poucas que vi eram brasileiros...rsrs. A maior decepcao da minha vida aqui foi o New Year`s eve na Time Square, da meia noite, todo mundo comemora, tem um beijaco e depois todo mundo volta pra casa, pra quem ta acostumada com a badalacao de Copacabana, o ano novo aqui e muito sem graca.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Morri de rir e, o melhor, só agora atinei de uma coisa: no meu período de intercâmbio na Irlanda meu landlord e sua esposa sempre me levavam para passear em alguma cidade diferente. Eles sempre me colocavam no banco da frente do carro e eu achava que era simplesmente pq, como cadeirante, o banco da frente é realmente o mais fácil para fazer a transferência da cadeira pro carro. Agora que entendi. rs.

    ResponderExcluir
  10. Essa do celinho nos filhos eu tambem nao concordo, alem do mais, mesmo sendo algo inocente, quebra a magia, a graca do primeiro beijo. Mas respondendo a tua pergunta, quando eu morei em Madrid, o que me chamou mais a atencao foi a falta de educacao dos filhos com os pais, chamavam de "tu", diziam sem papas na lingua "me deixa em paz" e tinha mae ou pai que achava engracado, dizia que o filho tinha personalidade. Ja aqui em Londres foi um amigo do meu marido, casado tambem, sempre me elogiar na frente da esposa ou do Mr. Frost, eu particularmente me sentia incomodada com a situacao, mas aqui e visto como normal, mesmo que a propria esposa nao receba o mesmo elogio do proprio marido, enfim, o meu nao se comporta assim com as outras, entao mais uma razao para eu nao gostar de receber elogios diretos. Fica bem, feliz semana xxx

    ResponderExcluir
  11. olá, curti a ideia de colocar trilha sonora. Assim vamos lendo o post e tudo parece um filme :-)

    ResponderExcluir
  12. Mulher ri demaisssssss!!!! Eu moro no Texas , gosto muito daqui mas realmente tem muita coisa estranha... Tipo.. O meu primeiro choque cultural foi ver a mãe colocando comida na mesa (não no prato) na mesa mesma mesmo pras crianças comerem com a mão... Morri... E eu também não concordo com esse negócio de beijar na boca de filho.. A boca é uma zona erogena (que gera prazer)

    ResponderExcluir
  13. oi Gi!!! Nossa, quanta coisa estranha... hehe mas adoro ler essas histórias culturais. O que achei mais estranho foi saber que os americanos náo costumam escovar os dentes após as refeições ou no mínimo 3 x ao dia, como costumamos aqui. Eles escovam no máximo 2X e olhe lá.... bjs

    ResponderExcluir
  14. antes de qualquer comentário... as gifs são demais mas o Jack supera qualquer uma HAHAHAHAHAHAHAHA amo ele <3
    é muita coisa diferente né?! e acaba levando um tempo pra você se adaptar com o lugar e seus costumes
    mas gente, fiquei chocada com essa da falta de supervisão dos pais =O

    bjs Gi

    ResponderExcluir
  15. Olá Gi, ainda não vivenciei a metade que você escreveu, to por aqui faz 1 só rsrs, mas meu maior choque cultural é que os americanos gostam de manter distancia dos outros, pelo menos é assim na California, você vai no cinema e sempre tem uma cadeira de espaço, você vai numa fila e sempre eles dão um espaço de 2 pessoas, aiai

    ResponderExcluir
  16. Muita coisa estranha, que com o tempo a gente vai se acostumando, ne? Outro dia vi um programa de tv que a mae saiu dando selinho na filha, no genro, nos netos e netas, achei meio estranho mas confesso que muitas vezes dou selinho no meu bebe.

    Tomar cafe na estrada, na rua, no metro com a correria do dia a dia eu me acostumei e pets dormindo com os donos eu nao faria mas ja ouvi tanta gente que faz.... Ja essa do enterro eh bem bizarro.

    ResponderExcluir
  17. kkk a trilha sonora que você escolheu fez jus ao texto divertidíssimo (pelo menos, para quem lê de fora). Imagino que passar por estas situações seja bem mais penoso do que contá-las depois de um certo tempo para processar...
    A situação mais bizarra que passei na Alemanha foi num casamento da melhor amiga do meu ex. A festa foi para umas 200 pessoas, o que, para padrões alemães, é mega festa. Chegando lá havia um mapa com os lugares escolhidos. E para a minha surpresa, eu não estava sentada ao lado do meu ex-noivo, e sim ao lado de dois homens completamente desconhecidos.
    O ex me explicou que isso acontece para que as pessoas se "socializem" com gente diferente, é comum...
    Resultado: me sentei na mesma mesa do meu ex mas ao lado de dois homens, e ele ao lado de duas mulheres, igualmente desconhecidas. Ele tirou de letra, conversou mais que o homem da cobra.
    Eu achei aquilo péssimo, super merda, deselegante... E quando o pessoal foi dançar e eu me sentei ao lado do ex-noivo, ele ainda me pagou um sabão, disse que eu tinha que me adaptar às regras e voltar pro meu lugar.
    Não é por menos que ele é ex.
    Beijos querida!
    Márcia

    ResponderExcluir
  18. Gisley menina mas teu blog tá com cara muito chique! Amei seu novo layout! E esse post me fez rolar de rir! Que nunca né mesmo! LOL Acho que esse amor todo pelos cachorros foi o que mais me causou estranheza.... amei esse post! Beijocas!

    ResponderExcluir
  19. Oi Gisley!
    Primeiro quero retribuir o seu comentário super fofo lá no meu blog! Adorei sua visita!
    E segundo, preciso elogiar o jeito que você escreve!!! Amei sua espontaneidade e a forma bacana que você aborda os assuntos, como nesse texto, por exemplo.
    Acho muito legal ler sobre esse tipo de impressão pessoal, tem cada coisa que nunca passa pelo nossa cabeça. Em um ponto eu achei super parecido com o que acontece aqui na Alemanha.Infelizmente as mães também adoram de deixar os filhos soltos nos lugares. Eu presenciei um momento terrível em uma loja. Uma criança estava perto da escada rolante e já estava bem perto de cair escada abaixo, quando começou a chorar desesperadamente. Eu fui lá rapidamente e tirei a menina de perto da escada e chamei alto uma vendedora, pra ela anunciar a mãe da criança. De repente lá vem a mãe segurando um monte de roupa. Pegou a menina nos braços, mas pouco deu importância ao que a vendedora alertava. Eu fiquei chocada, assim como você. Fora os casos de crianças chorando no meio da multidão sem os pais por perto...já vi cada coisa. Eu fico muito indignada!!! Ufa, desculpa o desabafo!
    Gostei daqui! ;) Vou te seguir!
    Bjão de Fortaleza! (estou de férias!!! :)

    ResponderExcluir
  20. AUhaaua depois dizem que os brasileiros que são mal educados uahuahaua

    Kisu!

    ResponderExcluir
  21. A coisa mais estranha que vivi quando morei nos EUA é que quando ia para a balada, o povo praticamente fazia sexo na pista de dança de tanto que se esfregavam, faziam caras e bocas... mais beijar não podia, porque era muito pessoal. WTF???
    bjo e obrigada pela visita
    Raquel
    www.eudonadecasa.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu ri pacas com esse seu posts! Vou admitir que uns soam bem mais estranhos que outros, por exemplo, festa sem musica, cafe da manha no carro, pra nos brasileiras, eh bem dificil de adaptar a essa realidade, agora, a do selinho, nao eh tao estranha pra mim, eu ainda, nos meus altos 21 anos dou selinho da minha mae, claro, nao a toda hora, mas de vez em quando, ela vem e me da um selinho hehe, nao eh so coisa de crianca na minha opniao. Ja a do cachorro dormindo na cama, nunca fui fa, eu amo minha cadelinha, mas acho que nem eu nem meu marido iriamos querer ela dormindo na nossa cama. Ela tem sua propria cama, e dorme la, tomara que ngm me denuncie por maus tratos rsrs

    Um beijo querida! Amei o seu blog e o seu jeito de escrever!

    ResponderExcluir
  23. Oi Gi!

    kkkk dei boas risadas com este post...

    Fala sério! Ir no cinema no Natal?! Convidar inimigo pra festa?! Passar a roupa porque é Páscoa?! hauahuaha Bota choque cultural aí! kkkkkk

    Ps: a trilha tem tudo a ver com o post rsrsrsr adorei ;)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi Gi, gostei demais e ri tb, e com seu comentário pude aprender um pouco da cultura americana, já que pretendo ir te visitar, não vou estranhar tanto qdo me deparar com uma dessas situações, Você é genial, te amo filha!

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...