sexta-feira, 10 de abril de 2015

Um santo remédio...SQN!!!!

Tudo bem, ele estava ferido.Até aí tudo bem. De verdade! Na boa! O problema foi que começou a insistir no assunto.Nos dois dias que eu e marido passamos com ele, ele colocou a ex no paredão umas 12 vezes. Sabe aquele esquema disco arranhado??? Tentei ajudá-lo a focar no bom. Tentei falar sobre outros assuntos mas vira e mexe ele voltava a assassinar a defunta.Eu disse pra ele que aquilo não era legal, que como já tinha passado, ele tinha que focar no que era bom(afinal ele mesmo já estava conhecendo pessoas novas e interessantes).Continuar a insistir naquele diálogo era semelhante à alugar um filme ruim, dizer que era ruim e alugar de novo!!!!


Não concordo com o que a ex fez, porém  eu não sei como era a dinâmica do relacionamento deles. Uma coisa eu sei: quando alguém fala muito mal de uma pessoa o tempo inteiro, ela começa ficar super xarope, ou como dizemos no Ceará: cachaça forte!!!

Aqui não falo da pessoa reclamar por algo, mas quando o negócio vira cabaré,sabe? São como aquelas músicas que (tocam na rádio) de refrões terríveis que ficam na sua cabeça e você acaba cantando, mesmo odiando!!!!

 Tipo, passa ser parte da pessoa.


O problema da reclamação é muito simples.


1) Faz a pessoa acreditar que ela não tem sua parcela de culpa. A pessoa fica tão focada no que o outro fez de errado que esquece que pra dar certo os dois tem que se esforçar, mas ele estava se pintando de maridinho perfeito quando eu mesmo tinha visto em muitas instâncias que as coisas das quais ele reclamava sobre ela naquele momento ele mesmo as cometeu. 

2) Faz a pessoa omissa das suas responsabilidades. Quem reclama só vê problema.Se treina pra ver defeito. Se torna uma pessoa negativa ao invés de se tornar uma pessoa PROATIVA. Porque promover soluções dá trabalho. Ser responsável por mudanças dá trabalho. Falar menos e fazer mais dá trabalho. E outra, se xarope fala muito mal de uma pessoa, com certeza vai falar mal de mim na primeira oportunidade que tiver.

3) A pessoa fica mais propensa à reclamar de outras pessoas também. O que ela não entende é que até aqueles que a ouvem começam a desconfiar se o outro era tão ruim assim. Sem perceber, ela começa perder a credibilidade com o seu círculo social, passa a ser maçante e "piolho"(suga a energia dos outros).


4) Desenvolve hábitos nocivos como desculpas esfarrapadas. Adota um estilo de vida em constante negação assim como uma pessoa que lida com seu vício.Racionaliza a favor daquele comportamento. "Se ela não tivesse me tirado do sério eu não teria gritado com ela". 

5) Muita atenção voltada à coisas insignificantes. A pessoa desperdiça tempo, energia, palavras e o ouvido dos outros com coisas que não levam à nada.Fazem tempestade em um copo d´água. É o trânsito, é o tempo que esquentou, é o tempo que esfriou, é a amiga que desmarcou, é a amiga que disse uma coisa que na cabeça do xarope precisa ser auto-analisada, esmiuçada, precisa virar enquete(vai perguntar pra todo mundo,falar do acontecido, virar manchete de jornal) e possivelmente material de tese de mestrado.

Uma vez um grupo da minha empresa decidiu fazer um potinho da reclamação que consiste fazer com que o xaropinho pague com o bolso toda vez que tentar alugar o ouvido de alguém com conversa improdutiva. O sistema funcionou muito bem e os 4 amigos que toparam a parada perderam em torno de $100 dólares(cada um). 

Aquilo que era uma "brincadeira boba" começou com $1 por reclamação e depois foi aumentando. Embora isso não corte o mal pela raiz, isso ajuda a pessoa a pensar sobre o que ela pensa e diz. Ela começa a notar que reclamar vai lhe custar muitas coisas na vida.Vai lhe custar amigos, festas, encontros, oportunidades de emprego, oportunidades de negócios, clientes,presentes, convites, amores, relacionamentos, noites de sono, etc. 

Faça o que tiver que ser feito para que você não seja essa pessoa. A vida é uma auto-profecia.As suas palavras tem poder. Sopre vida aonde você for e diga não a toda e qualquer palavra que não lhe melhora como pessoa. 

 "A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto." (Provérbios 18.21- Bíblia Sagrada)






Todo mundo já teve um xarope ou cachaça forte na vida. Conte pra nós a sua experiência e atitudes você teve que tomar para cortar laços com a pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...