domingo, 15 de janeiro de 2017

O ano velho e eu

A trilha de hoje me define de ínumeras maneiras!!!!


 
Quantic - Time is the Enemy 



2016 foi uma montanha russa pra mim em muitos aspectos. Entrei a virada de 2016 e o meu aniversário(somos quase vizinhos) muito doente. Em novembro do ano passado eu finalmente acordei para muitas coisas que não estavam legais, entre elas um sentimento crítico ferrenho sobre mim mesma. Eu me critiquei tanto! A energia que usei para isso poderia ter sido redirecionada para os meus objetivos.
 Essa falta de aceitação gerou 9 quilos ganhos, irritação, frustração, tirania, dietas loucas,hábitos nocivos e uma desconstrução de tudo que eu amava em mim. Entrei no piloto automático mesmo. 
No final de outubro do ano passado, depois de um tempo em oração e reflexão, eu pude ver que o problema não tinha sido em 2016 em si, mas em 2014. Olhando para trás, vejo que estava desenvolvendo anorexia nervosa e nem sabia. Dietas loucas, que demonizavam a maioria dos alimentos ganharam minha atenção.O que é uma dieta louca ou modinha? É uma dieta que te diz: 
- Você vai perder peso rápido( se ela te faz perder mais do que 2 quilos por semana, não é uma dieta saudável)
- Existem heróis e vilões nos alimentos 
- Nao tem credibilidade científica
- Alega trazer efeitos milagrosos para o corpo
- Cheia de restrições

A rápida eliminação de peso foi notória.6 meses depois estava orgulhosa de ter o mesmo peso de quando era adolescente.
Havia um problema: como nós sabemos, toda dieta louca é insustentável. Passei a odiar comida normal e estava contabilizando gramas de sódio e de carboidratos no lápis. Virei "patrulha dos alimentos", chatolina e obsessiva.

 Desenvolvi uma compulsão por exercícios e assim que chegava de um restaurante, malhava para "me purificar" daquela comida que "me fazia sentir" suja, nojenta e gordurosa. Meses depois eu comecei a sentir palpitações no coração, mesmo pesando  50 kg. Não tinha energia pra nada , vivia doente e fadigada. Meus músculos doíam e meu corpo ficava "morno" depois dos exercícios físicos. 

Por fora, "uma modelo". 
Por dentro, uma cova aberta. 

FONTE:GOOGLE
Em 2015 eu chutei o balde, fui para o outro extremo e gradativamente o peso voltou e também um ganho extra mesmo malhando 5 dias na semana.

Cansada de ambos extremos, reavaliei o que era para mim e o que não era. Passei a me perguntar o que era eu e o que tinha sido imposto a mim que aceitei de bom grado, não apenas em relação a minha aparência mas também em relação a todas as áreas da minha vida. Hoje eu quero saúde. Não só para o meu corpo. Eu quero um emocional, um mental, um financeiro saudável também. Hoje eu corro dos exageros e de toda forma de excesso, pois neles jazem sintomas de compensação. 

Hoje eu tenho medo quando ouço afirmações do tipo " nossa, só me sinto bem pesando X. Só me sinto bem magrinha mesmo" , pois sei como esse bem estar É ILUSÓRIO.Passei por isso. Falei as mesmas coisas. De que valeu  todo aquele esforço se por dentro eu estava uma bagunça? Se antes eu era controladora, depois  eu era uma pessoa controladora que estava mais magra. Entende o que quero dizer?

Há dois meses atrás iniciei um processo de auto-conhecimento. Pedi a Deus esse Natal e nesse aniversário que eu só queria uma coisa: ver-me como ele me vê e amar-me incondicionalmente como ele o faz. Só tenho uma vida e esse é o corpo que irei habitar até o dia que morrer. Está na hora de fazer as pazes. 

Hoje como o que gosto sem exageros. Não cortei nada, apenas diminuí as porções e escolhi o que era mais importante pra mim. Pratico exercícios e pasmem, o peso já está caindoMuitas coisas mudaram. Como é bom olhar para comida e não ter piripaque. Estabeleci metas mas estou flexível. Contanto que me sinta bem, é o que vale. Entrei em 2017 em uma sintonia muito legal comigo mesma.

Antigamente eu ficava triste quando alguém que não me via há muito tempo não comentava sobre a minha "mudança" física. Hoje, com muitas milhas ainda a percorrer, as pessoas dizem que estou bonita, a pele tá sadia e que estou radiante. Ahhhh  o poder da auto-aceitação!!!

Já não sinto mais vontade de elaborar nada. Tudo na minha vida simplificou. Até mesmo no processo de maquiagem optei por algo mais clean. Antigamente eu via a minha make, hoje eu vejo a mulher que sou. 

  
Desejo a todos os leitores muito sucesso esse ano , mas principalmente o sucesso de descobrir a dor e a delícia de ser você mesmo e se apaixonar no processo! 

Feliz 2017!

14 comentários:

  1. Feliz 2017 e parabéns pelo ano de retomada e reconhecimento.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi Gi,
    Que bom te ler mais serena e aceitando que as imperfeições são parte integrante da vida.
    A aceitação, ao meu ver, vem de um rompimento, já que sua prerrogativa é a não-aceitação de si.
    Quando rompemos e não aceitação do corpo, da ação do tempo, das limitações, entre outros casos, partimos ao encontro da nossa essência e abraçamos a nós mesmos.
    Acho que é nesse momento que nos sentamos no colo de Deus, cheias e cheios de nossas fragilidades. Esse olhar mais acolhedor para conosco nos traz uma paz imensa e por incrível que pareça, essa paz nos movimenta (com mais lentidão, claro) rumo ao que precisamos, seja um corpo mais sadio ou um trabalho mais gratificante.
    Que 2017 seja o ano do seu reencontro. Em todos os aspectos. E que esse rosto lindo sem maquiagem estampe a mulher incrível que você é.
    Bjos
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcinha que comentário mais genuíno! Tocou muito meu coração! Esse olhar acolhedor para mim mesma tem gerado grandes libertações emocionais e espirituais. Estou vivendo um processo delicioso :) Beijos e obrigada pelo carinho :)

      Excluir
  3. Que post mais maravilhoso! Sincero e verdadeiro, é cruel termos que admitir que deixamos de nos aceitar por causa das influências externas.
    Estou exatamente no meio deste redemoinho emocional que está atingindo tudo, até minha saúde. Realmente, preciso de ajuda!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Nana a gente se ajuda, você daí e eu daqui!
      Beijos :D

      Excluir
  4. Boa noite, querida Gisley!
    Fico muito feliz por vc estar no autoconhecimento pois foi o que mais me ajudou há 16 anos...
    Vc está linda e é linda!
    Seja muito abençoada e feliz!
    Bjm muito fraterno e um 2017 marailhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosélia, o autoconhecimento já está rendendo bons frutos!!! Só me arrependo de não ter começado mais cedo! Beijos querida!

      Excluir
  5. Gi, quanta coisa vc passou e quão lindo esse texto, essa reflexão que vc fez depois desse turbilhão. Boa sorte nessa nova etapa. Se ame, vc é linda. Que o Senhor te conceda a graça de se ver pelos olhos dele.
    Xx

    ResponderExcluir
  6. Que bom, Gisley! Fico feliz por voce. Dieta e algo complicado mesmo, muitas vezes pode levar a gente a compulsoes e afins e acaba piorando nossa saude em vez de a melhorar. Te desejo um excelente 2017, com tudo de bom! Bjo!

    ResponderExcluir
  7. Gisley,

    Senti tão bem aqui que resolvi ficar mais um pouco.
    E valeu a pena. Esse post mexeu muito comigo.
    Não estou satisfeita com uns poucos quilos que ganhei. Não aderi a nenhuma dieta da moda, mas deixei de comer coisas que gosto muito e uma maratona e exercícios físicos.
    Apesar de não ter chegado ao ponto que você chegou., o seu depoimento foi muito providencial pra mim. Acho que não iria demorar muito pra eu chegar à esse ponto.
    Obrigada por compartilhar e abrir seu coração.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucinha! Obrigada por se demorar por aqui. Escrevi esse post no intuito de rasgar o coração e tb alertar a quem possa estar passando por isso. A gente nunca acha que vai acontencer com a gente, até que a gente sai do redemoinho e olha pra onde poderia ter ido. Sucesso na sua jornada!!!
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Gisley, eu desejo que o ano de 2017 seja pra você completamente libertador, que você consiga ser forte o bastante para saber lidar com as "imperfeições" que todos temos. Parece fácil, mas quando somos cercadas por tantas influências externas, uma hora ou outra meio que sem se dar conta, a gente começa a se deixar levar por isso. Que bom que você despertou e não se deixou minar por isso. Um 2017 cheio de luz, amor, aceitação e fortaleza pra você. Um beijo e um abraço bem apertado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos votos carinhosos, Sandra!
      Um beijo grande no seu coração!

      Excluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...