domingo, 30 de abril de 2017

A disparidade entre "um amor de cinema" e um amor que vale a pena

FONTE:GOOGLE



Cores, canções, vibrações.  Uma paixão  pela vida, onde cada célula do corpo almeja por realizar um sonho ou encontrar um amor para a vida inteira. A vida retratada por os olhos de sonhadores, poetas ,artistas, dançarinos sempre tem um quê a mais. Há uma magia, um sentimento de querer  ficar preso aquele momento ou torná-lo um estilo de vida.

Em La La Land: Cantando as estações,  você presenciará uma dualidade de forças que vai te prender do começo ao fim. Uma das coisas que mais me encantou foi a jogada de luz feita em cima dos personagens, o que tornou os sentimentos mais nítidos e orgânicos. Deu uma impressão que eu estava lá com eles, rolou identificação. Passou a impressão que suas almas estavam despidas diante da audiência e eles não se importavam, o que tornou o musical mais atraente na minha opinião. 

Alguns conceitos no filme que saltaram aos meus olhos:

~> Hoje é muito comum que uma pessoa esteja saindo com várias ao mesmo tempo antes de se decidir,  o que gera mais confusão , insegurança e indecisão, embora seja super modernoso ter essa atitude.  

~> As amizades são rasas ou quase inexistentes e "perdem importância" quando o amor vem.

~> O casal  apaixonado, conhece um a outro há pouco tempo e já  passa a morar junto rapidamente.Não há uma transição.  A vida que tinham antes se torna algo mais secundário.

~> Há uma dualidade de personalidades: um personagem é inseguro,negativo, odeia o trabalho que tem e não sabe lidar com a rejeição. O outro personagem é otimista,seguro de si, mas não tem o pé no chão. Quando finalmente ele decide ter o pé no chão e colocar seu sonho de lado por uma meta de curto prazo, ele é criticado por isso.
 
~> A paixão não é suficiente para superar problemas .O relacionamento não foi construído numa base sólida, já que  começou de "trás pra frente": paixão, sexo, morar junto e aprender a se adaptar um ao outro.O filme trabalhou muito essa questão da falta de comunicação entre os casais. Eles falavam, conversavam mas não se comunicavam.

~> Uma falsa felicidade pela realização do outro. A pessoa fica feliz pelo outro contanto que isso não peça flexibilidade,maturidade, sacrifício ou jogo de cintura da parte dela. Há uma amargura pela realização do outro porque " a vida está acontencendo para aquela pessoa e para a outra não", o que mostra sutilmente um senso de competição e comparação dentro do próprio relacionamento.

~>   Imaturidade : ao invés de procurar crescer juntos e de se desenvolver como indivíduo primeiro (procurando se aperfeiçoar como indivíduo), as pessoas estão desistindo fácil porque esperam que o outro supra aquilo que elas recusam a dar a si mesmas. Não apenas no amor, mas nas amizades e na carreira também. Há uma mentalidade de " isso não deveria ser tão difícil assim. Não deveria ser tão trabalhoso. Deveria ser sempre leve, divertido e sem problemas."
  
O que torna La La Land apaixonante : a dose certa entre o sonho e realidade. Diferente de outros musicais, esse manda a real e não comete o erro de conto de fadas. A trilha sonora é linda, assim como as cenas de dança e de canto. 
 
 Se você já conferiu La La Land, divide sua experiência nos comentários!

13 comentários:

  1. Ainda não vi, mas fiquei com vontade.
    Xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois passe essa vontade e assista, mulher :D KKKKKKKKKKKKK
      Beijo!!!

      Excluir
  2. Gostei de ler o que escreveste sobre o filme que ainda não vi.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra semana maravilhosa pra vc, Graça!
      Obrigada!

      Excluir
  3. Eu vi o filme por duas vezes e, apesar de ser fã do Ryan Gosling e de achar a história deles bonito, não consigo ver o encanto no filme por ser um musical. Aos mus olhos fica muito teatral...

    Um beijinho com carinho

    Diamonds In The Sky, Daniela Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem gostar de musical ele é ótimo, mas se a pessoa não é fã de musical, talvez jaz aí uma certa decepção. Eu particulamente não gostei daquela cena onde eles dançam flutuando. Achei brega rsrsrsrs!!!!
      Beijos!

      Excluir
  4. Adorei o filme por não ser clichê. A fotografia e as músicas são maravilhosas.

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emerson, eu tb. Não é aquela coisa super fantasia, estilo musical da Disney. Acredito que o diretor encontrou um equilíbrio entre o lírico e o real.

      Excluir
  5. Ainda não vi esse filme acredita?
    Mas tá na minha lista!

    Cecilia Mesquita
    http://www.gotasdecafe.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cecília, confere e depois volta aqui pra me contar a tua experiência :)

      Excluir
  6. Eu assisti ao filme e confesso que não curti muito por ser musical, não sou muito fã. Mas gostei da mensagem por detrás. Gostei do seu post e dos pontos que discutiu.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Lilian, eu vi que houve um certo love and hate relationship com o filme por causa de ser um musical. Tem gente que adorou pq era e teve gente que não se identificou por era musical. A mensagem com certeza marcou.
      Beijos!

      Excluir
  7. Eu ainda não assisti ao musical, mas depois dessa análise confesso que fiquei com bastante vontade de ver.

    A paixão nunca é suficiente mesmo para superar obstáculos, na primeira tempestade a tendência é abandonar o barco. Mas quando os vínculos são forte nos alegramos uns com os outros e no caso de uma casal vibramos com o sucesso e crescimento do outro porque crescemos juntos.

    Eu, particularmente amo musicais. Acredito que vou gostar bastante desse.
    Grande abraço!
    http://www.danieleleite.com/

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...