terça-feira, 31 de agosto de 2010

Humanimáquinas

Muito bem, então temos este senhor que sobe no ônibus depois de mim. Na verdade estávamos na mesma parada.Ele deixou eu subir primeiro dizendo: as damas primeiro.

Confesso que eu tive medinho dele, mas acho que foi pq eu achei que ele não era neurologicamente healthy. Bom, só sei que ele senta na frente e para cada pessoa que passa ele diz: "bom dia senhora(senhora)"! . Se a pessoa não respondia, ele repetia. Realmente assim, digamos... intencional... Não, ele não era louco, só educado mesmo, sabe?

Daí quando as pessoas saíam do ônibus ele desejava a todos um ótimo dia. Notei uns olhares nervosos à medida que o ônibus se aproximava de suas respectivas paradas.Daí quando saíam , diziam bom dia mas nem olhava no rosto do homem, e ele por sua vez, encarava todos os que desciam e subiam. Uns davam um sorrisinho sem graça. Outros quando cumprimentados, abriam o sorrisam, ganharam o dia. Nessa hora, eu me perguntei, quem era realmente o louco do ônibus: a maioria ou o greeter? Era eu junto com a maioria. Estávamos com lepra emocional : incapazes de notar uma pequena gentileza.


O que difere um homem de uma máquina? A gentileza
O que iguala o homem à uma máquina? A capacidade de ser oco por dentro.


PARA COMENTAR CLIQUE EM READ USER'S COMMENTS

15 comentários:

  1. Realmente é um tema para refletir. Hoje em dia o ato de ser educado e atencioso nos faz de louco. O pior é que seu parar pra pensar, ia achar o cara mesmo louco. Estamos vivendo numa sociedade tao cáotica, apressada, egoísta e desregrada que esquecemos o valor de um bom dia e um gesto educado, pq justamente nao custa nada e faz o próximo feliz. Doidera, né? Entao... BOA NOITE a todos!!!

    P.S.: ainda nao vi o Shopaholic apensar de já tê-lo aqui no computador. Tenho um medo intimamente secreto de me identificar com ela mais do que devo... =) Já pensou? Encarno a personagem e mudo de país?? Pra London ou NY?? Ah, sonho meu...

    ResponderExcluir
  2. Verdade Gi. Aqui o povo eh bem assim mesmo. Nao sao acostumados a fazer isso. Se bem que... acho que depende muito da regiao. Quando morei em Massachusetts fiquei surpresa quando todos da vizinhanca que passavam por mim davam um "tchauzinho" cumprimentando, e um sorriso sem nem mesmo me conhecerem. Achei isso uma graca. Adorei. Mas foi na cidadezinha que morei. Jah em Boston mesmo na cidade mesmo o povo jah era mais introvertido, mais "cada um na sua". Aqui onde moro o povo tb eh cada um na sua. Eh bem isso mesmo, mas sabe que notei isso no Brasil da ultima vez que fui?? Povo muito mal educado!!! Principalmente atendentes de lojas, caixas de supermercados... um absurdo.
    Acho que eh a modernidade...

    ResponderExcluir
  3. Gi,
    O tema do seu post é excelente... Até que ponto a gente está pronta pra receber gentilezas alheias?
    E será que toparíamos ser tão "gente boa", assim despretenciosamente, com estranhos pela simples intenção de espalhar bem estar?
    Eu particularmente adoro receber um bom dia inesperado. Respondo com um sorriso bem respeitoso!
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
  4. Sardade dessa blogueira!
    É interessante como algumas coisas simples que fazemos no dia-a-dia soam como loucura para outras pessoas...
    Principalmente gestos de gentileza.
    Em um mundo de tanta violência, um simples bom dia dá medo, ou amedronta os outros...
    volta com força mulher!
    xero!

    ResponderExcluir
  5. Educação perante a sociedade é muito bom, mas nesse caso um pouco estranho...rsrs...esse negocio de ficar encarando parece afronta.
    Interessante teu post, Gisley...eu valorizo muito o respeito ao proximo,etc..mas esse exagero acho que me incomodaria um pouco!!
    Um insano educado...rsrs
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  6. Pois é, estamos tão acostumados com frieza e estupidez que estranhamos as gentilezas.

    P.S: eu estava com saudades de vc!!

    ResponderExcluir
  7. Verdade Gisley...

    Devo confessar que eu já fico logo "freak" se percebo que alguém está me oferecendo uma gentileza, mesmo que seja algo completamente inocente.
    Sempre que entro num lugar dou bom dia, cumprimento, mas percebo que poucos são os que respondem. Bom, nem por isso deixei de ser educada - continuo fazendo.
    Mas se esse greeter-freak tivesse do meu lado no busã, acho que eu ia pirar! haha!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Gisley, essa lepra emocional (adorei o termo) é um fenômeno mundial, infelizmente! A correria de hoje em dia cega às pessoas, o estresse nos deixe sobreavisado a bons gestos... Aqui eu percebi que ser como esse senhor faz muito, mas muito bem! Sorrio para as pessoas, cumprimento e sou cumprimentada de volta... Alguns sem graça, a maioria não. Mas assim a gente, mesmo que alguns nos ache louco, vai contagiando ahahahahahah Eu fui contagiada também. Por muito tempo levantava a guarda para essas coisas e ficava com "medo" ;-) Claro, que nosso sexto sentido nunca pode ser totalmente ignorado, né?! pq poderia ser um senhor maluquinho tb e um maluquinho pro mal, massss... Acontece. Mas com menos frequência do que a gente se assusta ;-)

    ResponderExcluir
  9. Eu ganharia meu dia se encontrasse um senhor assim gentil.
    Eu encontrei um dia desses no trem um quase assim, ele até me pediu um chocolate que me viu segurar na mão, achei engracado e dei meu chocolate pra ele. Ele comecou a conversar comigo educadamente, era um homem sozinho, sem familía. As pessoas me olhavam sem entender, ele também dizia bom dia para as elas mas elas não respondiam, pobrezinho. O que um senhor de 60 e tantos anos podia fazer? Ele só queria conversar.No fim eu tive que descer antes dele, dissemos adeus e eu desejei um bom fim de semana, aí ele me disse: É estarei eu sozinho com meu gato. Me deu um aperto no peito.
    Sabe Gi, acho que as pessoas tem certas atitudes não por maldade, mas por precaucão. No mundo de hoje, é tanta gente doida, malandro se passando por bonzinho que ninguém sabe mais em quem acreditar e talvez por isso elas nem dão cabimento para que pessoas assim lhe desejem um bom dia, pq talvez possa ser um pretexto para a maldade. O homem que eu conversei no trem poderia ser um louco, ter me seguido, mas Deus me guardou e me usou ali. Então eu entendo também o outro lado da moeda pq já senti muito medo em algumas situacões.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. hoje em dia é tao incomum ser delicado que aa pessoas julgam que é doidice . e passam despercebidas sem olhar para a pessoas delicada julgando que ela é louca. kis .

    ResponderExcluir
  11. Olha, adorei esse senhor.
    É tão difícil, hoje em dia, reconhecermos a gentileza, né?
    Qdo estou de bom humor, tb saiu rindo pra todo mundo na rua, quem gostou, gostou; quem não gostou, perdeu uma oportunidade de sorrir.
    Mas, confesso que já fechei a cara para alguns sorrisos. Infelizmente...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Quando eu era criança os meus pais ensinaram-me que deveriamos sempre cumprimentar as pessoas quando nos cruzassemos com elas, acontece que a maior parte dos adultos não se dava ao trabalho de dizer bom dia ou boa tarde e eu contínuava a minha marcha pela boa educação, consegui vencer algumas que quando eu passava já eram elas que me cumprimentavam. Hoje em dia ninguém percebe uma simpatia, quando alguém é educado, pensamos logo que não é bom da cabeça (eu também pensaria), a nossa sociedade levou-nos a ser assim, infelizmente. Gostei da tua publicação. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  13. Amiga do meu coração!

    Tem mega festa no meu cantinho, esperando você, venha logo!!!hehehe

    beijos

    ResponderExcluir
  14. Te dei um selo! Passa lá pra pegar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. OBRIGADA POR PARTICIPAR DA MINHA FESTA!! SE DIVULGAR ME FALE, PORQUE VC CONCORRE NO 2º SORTEIO!! E TEM ENDEREÇO DE ENTREGA NO BRASIL, NÉ??? BJKS

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...