sábado, 28 de agosto de 2010

Os homens desejam mulheres que não existem

Nota da Gisley:

Muito verdade, e as indústrias cada vez mais lucram em cima da insegurança feminina... Apenas pegue uma revista Nova e veja a capa e as matérias sobre beleza que vc vai saber o que eu estou dizendo....Eu peguei uma foto da loja da Victoria's Secrets pq passa muito essa idéia de "mulher perfeita", mulher sempre pronta, a sexy, gostosa ...Muitos homens aqui babam por elas. É como se essas mulheres não tivessem problemas, não arrotassem, não peidassem, nunca tivesse uma crise de consumismo, de tristeza, de raiva, de egoísmo,tpm,depressão, insegurança, ansiedade,distúrbio alimentar, nada... E o nosso mundo cada está apontando mais e mais para esse tipo de padrão, seja no vestir, no usar, no dançar.Tudo que torne a mulher  um objeto obsceno é válido, e a sociedade ainda tem a cara de pau de chamar isso de libertação/liberação feminina.Pra mim é só mais um tipo de prisão com nome diferente.

Eu defendo que a mulher tem que se cuidar, andar bonita , mas com elegância e charme.Quando um homem vê à distância primeiro seus peitos do que seu rosto, a mensagem que vc está passando é : "vem pra mim que eu sou facim facim". Depois que leva uma cantada fuleragem de pedreiro, ainda quer ter razão... Me poupe! Vamo acordar viu, Cinderela?

A mulher precisa cuidar de si, de sua alimentação e praticar exercícios, mas não em prol da beleza, mas em prol da sua saúde, e a acentuação da beleza vai ser só uma consequência disso, mas as revistas voltadas para mulheres realmente invertem esse processo. Em nome do que "tudo que é bonito é pra se mostrar", depois de tantos anos, hj temos o resultado.....Deixo o recado com o Jabor... O texto é um pouco escrachado,mas é muito verdade!



OS HOMENS DESEJAM AS MULHERES QUE NÃO EXISTEM

Por Arnaldo Jabor .....

Está na moda - muitas mulheres ficam em acrobáticas posições ginecológicas para raspar os pêlos pubianos nos salões de beleza. Ficam penduradas em paus-de-arara e, depois, saem felizes com apenas um canteirinho de cabelos, como um jardinzinho estreito, a vereda indicativa de um desejo inofensivo e não mais as agressivas florestas que podem nos assustar. Parecem uns bigodinhos verticais que (oh, céus!...) me fazem pensar em... Hitler.

Silicone, pêlos dourados, bumbuns malhados, tudo para agradar aos consumidores do mercado sexual. Olho as revistas povoadas de mulheres lindas... e sinto uma leve depressão, me sinto mais só, diante de tanta oferta impossível. Vejo que no Brasil o feminismo se vulgarizou numa liberdade de "objetos", produziu mulheres livres como coisas, livres como produtos perfeitos para o prazer. A concorrência é grande para um mercado com poucos consumidores, pois há muito mais mulher que homens na praça (e-mails indignados virão...)

Talvez este artigo seja moralista, talvez as uvas da inveja estejam verdes, mas eu olho as revistas de mulher nua e só vejo paisagens; não vejo pessoas com defeitos, medos. Só vejo meninas oferecendo a doçura total, todas competindo no mercado, em contorções eróticas desesperadas porque não têm mais o que mostrar. Nunca as mulheres foram tão nuas no Brasil; já expuseram o corpo todo, mucosas, vagina, ânus.
O que falta? Órgãos internos? Que querem essas mulheres? Querem acabar com nossos lares? Querem nos humilhar com sua beleza inconquistável? Muitas têm boquinhas tímidas, algumas sugerem um susto de virgens, outras fazem cara de zangadas, ferozes gatas, mas todas nos olham dentro dos olhos como se dissessem: "Venham... eu estou sempre pronta, sempre alegre, sempre excitada, eu independo de carícias, de romance!..."

Sugerem uma mistura de menina com vampira, de doçura com loucura e todas ostentam uma falsa tesão devoradora. Elas querem dinheiro, claro, marido, lugar social, respeito, mas posam como imaginam que os homens as querem.Ostentam um desejo que não têm e posam como se fossem apenas corpos sem vida interior, de modo a não incomodar com chateações os homens que as consomem.

A pessoa delas não tem mais um corpo; o corpo é que tem uma pessoa, frágil, tênue, morando dentro dele.
Mas, que nos prometem essas mulheres virtuais? Um orgasmo infinito? Elas figuram ser odaliscas de um paraíso de mercado, último andar de uma torre que os homens atingiriam depois de suas Ferraris, seus Armanis, ouros e sucesso; elas são o coroamento de um narcisismo yuppie, são as 11 mil virgens de um paraíso para executivos. E o problema continua: como abordar mulheres que parecem paisagens?

Outro dia vi a modelo Daniela Cicarelli na TV. Vocês já viram essa moça? É a coisa mais linda do mundo, tem uma esfuziante simpatia, risonha, democrática, perfeita, a imensa boca rósea, os "olhos de esmeralda nadando em leite" (quem escreveu isso?), cabelos de ouro seco, seios bíblicos, como uma imensa flor de prazeres. Olho-a de minha solidão e me pergunto: "Onde está a Daniela no meio desses tesouros perfeitos? Onde está ela?" Ela deve ficar perplexa diante da própria beleza, aprisionada em seu destino de sedutora, talvez até com um vago ciúme de seu próprio corpo. Daniela é tão linda que tenho vontade de dizer: "Seja feia..."

Queremos percorrer as mulheres virtuais, visitá-las, mas, como conversar com elas? Com quem? Onde estão elas? Tanta oferta sexual me angustia, me dá a certeza de que nosso sexo é programado por outros, por indústrias masturbatórias, nos provocando desejo para me vender satisfação. É pela dificuldade de realizar esse sonho masculino que essas moças existem, realmente. Elas existem, para além do limbo gráfico das revistas. O contato com elas revela meninas inseguras, ou doces, espertas ou bobas mas, se elas pudessem expressar seus reais desejos, não estariam nas revistas sexy, pois não há mercado para mulheres amando maridos, cozinhando felizes, aspirando por namoros ternos. Nas revistas, são tão perfeitas que parecem dispensar parceiros, estão tão nuas que parecem namoradas de si mesmas. Mas, na verdade, elas querem amar e ser amadas, embora tenham de ralar nos haréns virtuais inventados pelos machos. Elas têm de fingir que não são reais, pois ninguém quer ser real hoje em dia - foi uma decepção quando a Tiazinha se revelou ótima dona de casa na Casa dos Artistas, limpando tudo numa faxina compulsiva.

Infelizmente, é impossível tê-las, porque, na tecnologia da gostosura, elas se artificializam cada vez mais, como carros de luxo se aperfeiçoando a cada ano. A cada mutação erótica, elas ficam mais inatingíveis no mundo real. Por isso, com a crise econômica, o grande sucesso são as meninas belas e saradas, enchendo os sites eróticos da internet ou nas saunas relax for men, essa réplica moderna dos haréns árabes. Essas lindas mulheres são pagas para não existir, pagas para serem um sonho impalpável, pagas para serem uma ilusão.

Vi um anúncio de boneca inflável que sintetizava o desejo impossível do homem de mercado: ter mulheres que não existam... O anúncio tinha o slogan em baixo: "She needs no food nor stupid conversation[ela não precisa de comida e nem de conversa fiada-nota da autora do blog]." Essa é a utopia masculina: satisfação plena sem sofrimento ou realidade.

A democracia de massas, mesclada ao subdesenvolvimento cultural, parece "libertar" as mulheres. Ilusão à toa. A "libertação da mulher" numa sociedade ignorante como a nossa deu nisso: superobjetos se pensando livres, mas aprisionadas numa exterioridade corporal que apenas esconde pobres meninas famintas de amor e dinheiro. A liberdade de mercado produziu um estranho e falso "mercado da liberdade". É isso aí. E ao fechar este texto, me assalta a dúvida: estou sendo hipócrita e com inveja do erotismo do século 21? Será que fui apenas barrado do baile?


PARA COMENTAR, CLIQUE EM READ USER'S COMMENTS

15 comentários:

  1. Foi bom ler esse texto e conhecer a opinião de um homem que tem sido alvo de toda esta perturbação do que é o verdadeiro relacionamento e prazer sexual. O inimigo tem feito de tudo para deturpar a beleza do sexo, incutindo a pervarcidade, a masturbação, o adultério, etc. É triste saber que essas moças têm sido alvo dessa fábrica pornográfica.

    ResponderExcluir
  2. Querida Gysley.
    A meu ver beleza é uma maravilha na artificialidade do momento!
    Porque depois de um tempo se nao existir conexão e afinidade, enjooooooa!!!!!!
    E isso vale para o homem também!!!
    O carisma, a auto confiança, o bom humor e a inteligência falam muito mais alto, mas muuuuito mais alto...bom..claro, isso ao meu ver!!!
    Agora, tudo isso que eu falei acompanhado com o mínimo de vaidade é o perfeito.
    Adorei teu post Gisley!!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  3. Perfeito Gi! Adorei este post seu! Eh bem isso mesmo. Adoro os textos do Jabor. Ele diz tudo. Hoje em dia as mulheres pensam que para ser "sensuais" precisam usar shorts enfiado na bunda e saia mostrando o utero. Precisam estar sempre com maquiagem, magerrimas e impecaveis. Eu dou gracas a Deus que meu marido eh daqueles que sabe "ver" quando a mulher eh vulgar.
    O que faz uma mulher chamar a atencao de maneira "saudavel" eh um comjunto: jeito de vestir, se comportar, carisma, simpatia, atitudes. Uma mulher pode ser a mais bela do mundo, mas se nao tiver nada disso ela acaba se tornando feia.

    Voce tem tudo isso, incluindo a beleza!! hehe:)

    ResponderExcluir
  4. O que mais me impressiona em alguns casos é que os homens que realmente gostam da gente, não se importam se somos ou não parecidas com as capas de revistas. E no fundo, eles sabem que essas mulheres são as "intocáveis", fruto de muito photoshop. As inseguras, como vc disse, ficam correndo atrás de uma perfeição que não existe, deixam-se escravizar por um ideal de beleza que elas acreditam que todo homem quer, como se existissem apenas para agradar e servir a homens.
    Eu quero estar bem comigo mesma, se isso vai chamar a atenção de algum homem aí é outra história.

    Bjs!

    P.S. Eu me acabei de rir com seu comentário lá no blog! de cum força! hahahahaha

    ResponderExcluir
  5. O Jabor sabe tocar na ferida rs Mt bom!

    ResponderExcluir
  6. Não gosto do Jabor, mas esse texto é bom...
    A mulherada quer tanto independência que acabou caindo no clichê de ser poderosa via sexo. Patético.
    X

    ResponderExcluir
  7. Oi Gi! abordamos um tema bem parecido esta semana... Afinal de contas, é bem intrigante esta busca enlouquecida pela beleza, não é mesmo?
    E retornar o Brasil, depois de morar na Europa, coloca esta questão em outra perspectiva pra mim... Porque lá as mulheres se cuidam, mas equilibram suas vidas também buscando cultura, conhecimento, e não só a beleza (vale abrir um parênteses pra dizer que há bonitas e burrinhas nos 4 cantos do mundo). Já no Brasil a coisa é bem mais voltada pro corpo, pra escultura, pro bumbum, pra capa do livro, sem muito interesse no conteúdo.
    Enfins... busquemos o que nos engrandece!
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
  8. hoje em dia já nada é o que era. kis :)

    ResponderExcluir
  9. Eu detesto o Jabor, de-tes-to. Pra mim ele é só mais um tirando proveito econômico das mazelas da sociedade. Se não existissem mazelas, talvez não existiria Jabor, e eu ia amar! haha!

    Mas fora isso, concordo com seu texto. O que eu acho que falta é discernimento, não apenas por parte dos homens que desejam as super-mulheres, mas também (e principalmente) por parte das mulheres que "vendem" a (falsa) beleza como único atrativo para um "relacionamento". Eu acho que cada um faz o que quer com o próprio corpo e com a própria imagem, mas bom senso é preciso!
    Graças a Deus eu não sou escrava da minha liberdade!

    Beijo Gisley!

    ResponderExcluir
  10. Gisley vim aqui pra comentar o post, mas o texto é grande e eu já tô pelas tabelas. Volto amanhã com calma e leio. Desculpa, tá?

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Caraca, que saudade dôce, gente!! rs
    Fiquei morena, sim... mudar um pouquinho e valorizar meus cabelos, agora põe tratamento nisso!!
    hehehehe

    Setembro é o mês do aniversário do meu cantinho e não quero você de fora, viu?!!

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Dificil achar um significado pra Beleza ....

    ResponderExcluir
  13. Texto escrachado mesmo, mas muito bem escrito, tinha que ser Arnaldo Jabour!
    Pois então Gisley, as mulheres de hoje se vendem mesmo por nada. Acho até mesmo que as garotas de programa já pederam o cargo e estão falidas, pq hoje em dia minha filha ninguém paga mais pra ter prazer, nas noitadas da vida estão cheias de garotinhas lindas querendo uma noite de prazer de graca, né? Pra quê pagar uma profissional?

    A industria sexual, principalemnte do Brasil tá lucrando, pq hoje em dia não precisa de muito dinheiro minha filha pra pagar essa mulherada que quer aparecer pelada por aí. O triste é ver que a cada geracão o mundo tá ficando cada vez mais "Sodoma e Gomorra" .

    ResponderExcluir
  14. Para muitas mulheres a beleza é o trabalho delas porque na realidade quando elas saem da cama também existem defeitos, o problema é que hoje a imagem é toda tratada, o photoshop transforma qualquer imprefeição. Algumas pessoas vão atrás de uma imagem que não existe e nunca conseguem ser felizes, é preciso saber separar a ficção da realidade.

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...