sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Da dor e delícia de ser mulher




Há dias em que sinto que tudo está sob controle. Outros dias, parece que se eu tivesse 40 horas em um dia, ainda não seria o suficiente para todas as demandas. Só mês passado eu: 

- Esqueci das vacinas do cachorro
-Esqueci de colocar nosso nome no google docs da empresa para a premiação
-Esqueci de colocar o nome dos agentes que brilharam e que precisavam estar na mesma lista. 
- Quase esqueci um casamento que tinha para ir. 
- Tive uma jornada de trabalho entre 10 à 12 horas por dia, segunda à sexta, com tele-conferências aos domingos a noite. 
- Estudei para a minha licença de investimentos. 
- Ia ao super mercado 3x e continuava esquecendo itens essenciais. 
-Fui pro trabalho de havaianas 
-Fui pro trabalho sem maquiagem


Sei lá... Parecia que nada que eu fazia era suficiente e essa semana eu conferi um filme que fala muito dessa realidade. 

 Em Perfeita é a mãe(trailer aqui), você vai se deparar com o mundo de cobranças, compromissos e prazos que nós mulheres tentamos manter a todo custo. Não basta cumprir todos os compromissos, é necessário ser perfeita em todos eles.

Coisas muito bem trabalhadas no filme foram o senso de julgamento, comparação , críticas e competição. Um dos pontos fortes do filme foi a honestidade do cansaço, das frustrações, do tempo pra si. Acredito que nós mulheres fazemos tantas coisas , mas esquecemos de nos perguntar o PORQUE o fazemos. Abraçamos responsabilidades para si que não são nossas ou não nos foram impostas. Nessa comédia deliciosamente escrachada( e põe escrachada nisso), você vai rir, chorar e contestar que a melhor coisa que você pode fazer é ser fiel à si mesma, buscar o equilíbrio entre o bom e o excelente além de abraçar o conceito que menos é sempre mais. 

Eu recomendo para quem: não é pudica, que gosta de filmes que mostram a realidade da vida e que não se choca com pouca coisa. 

Não recomendável para: pessoas que tem aquela opinião formada que mãe e mulher é aquela coisa linda de porcelana, que nunca tem um momento ruim e não tem vontade de se revoltar, mesmo sendo mãe. Esse é um filme que força as pessoas serem honestas consigo mesmas. 

Detalhe: você não precisa ser mãe pra curtir o filme. Como falei, você vai se ver nos personagens, nos diálogos, nas situações. 

Ótimo para: 

- Aquele dia que você quer sair só com as amigas e se divertir e o love quer fazer um society com o macharal. 

- Ver com aquela sua amiga louca que topa tudo que você propõe.

- Para ver com o love se ele for divertido, brincalhão e leva tudo na esportiva. Eu levei o grings, ele gostou que chorou no filme!!! 

Se você já conferiu o filme, fala da sua experiência nos comentários!


17 comentários:

  1. Tem dias que precisamos sair de rotina, ir para outros lugares... pensar em outras coisas. Tanta pressão não faz bem mesmo!!!

    Força por aí.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sara!!! Aos poucos a gente vai entendendo que esse frenesi de ter tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo são apenas armadilhas de um tempo e energia que poderíamos estar dedicando ao que realmente importa! Beijos e volte sempre!

      Excluir
  2. Eu achei o filme muito estereotipado , sabe? Nao sei, nao consegui curtir tanto assim. Nem todas as maes abracam o mundo, nem todas as single moms sao sluts, e nem todas as donas de casas sao submissas…. Talvez tenha visto com um olhar diferente do seu. Qualquer dia eu vejo novamente :)

    Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado Liza, gostei de você mencionar isso por aqui porque eu tb vi os estereótipos, mas o que eu vi foi uma maneira exagerada da parte dos diretores de como as mulheres tendem a rotular as outras. Tem essa coisa de que a dona de casa não tem voz, não tem querer ou é preguiçosa. Se a pessoa é mãe solteira e se diverte, então só pode tá pegando todo mundo, já a que dá conta da casa, dos filhos, do marido e do trabalho, essa é a deusa do Olimpo, rsrsrs! Espero que vc dê ao filme uma segunda chance. Bjs!

      Excluir
  3. Adorei sua resenha. Você foi bem sincera e direta na sua opinião. Foi uma resenha que fugiu do lugar comum.
    Beijos e boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Procuro falar de algo que marcou o filme sem contar o filme. Se algum dia vc ver eu contando o filme é porque ele foi muito ruim e não quero que a pessoa gaste dinheiro com porcaria hahahaha!

      Excluir
  4. Interessante este post, pois isso acontece mesmo, estamos tão ocupados com as coisas do cotidiano e postei esses dias no meu facebook pessoal: É tempo de parar de reclamar e fazer o que precisa ser feito. Façamos coisas que nos aproximam do nosso propósito e missão de vida! Vamos investir tempo em aprender o que nos aproxima do propósito da nossa existência! Obrigada pelo carinho e tenha um domingo abençoado!
    Simplesmente Princesa
    Fan Page
    Bjnhs e sucesso sempre 💛

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Márcia, é desse jeito mesmo!!! Ás vezes pra ser feliz é necessário cortar o que não está legal e se apegar aquilo que faz bem. Beijos!

      Excluir
  5. Amei a indicação! Vou amar conhecer essa história. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kaila, divirta-se! Quando assistir, passa aqui e me conta como foi a sua experiência! A propósito, como vc coloca esse coraçãozinho nos comentários?
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá lindona,
    eu estou louca para assistir esse filme. Tenho certeza que ele mostra de uma maneira divertida a vida de muitas mães por aí.
    Assim que eu conseguir ver eu volto aqui para te contar o que achei.
    Beijocas.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, volta mesmo! O filme teve opiniões dividas nos EUA, mas acho que no Brasil ele vai ter uma boa repercussão. Beijos!

      Excluir
  7. Nossa, quando vi o trailler achei tão bobo. Depois da sua sugestão até me deu vontade de conferir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debbie, trailer é uma faca de dois gumes. Eu assisti recentemente Esquadrão Suicida baseando-me no trailer e foi uma grande decepção. O trailer foi melhor que o filme, mas mesmo com o trailer bobo, assiste, é bem melhor do que vc pensa. Eu assisti sem muitas expectativas e acabou que eu voltei e assisti de novo com as meninas do meu escritório.Bjos

      Excluir
  8. Bela indicação;
    Não vi mais deu vontade ver pelo seus relatos.
    Prazer em conhecer seu blog.
    janicce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janicce seja bem vinda por aqui! Divirta-se e volte aqui para contar sua experiência!
      Beijos!

      Excluir
  9. Gisley, eu achei seu post maravilhoso do início ao fim! Ri litros principalmente nos "avisos" aqui do comentário! Super original, gostei demais. Não assisti o filme mas vou procurar, o assunto super me interessou. Não sou mãe mas nao engulo essa ideia de "maternidade perfeita" ou mulher "tem que" isso ou aquilo...
    Parabéns pelo texto! 😁😍😘😘😘

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...