sexta-feira, 5 de agosto de 2011

As melhores coisas da vida não são as coisas

Estou muito feliz em fazer a review desse filme.Só em olhar para a foto e lembrar algumas cenas, meu coração já se ascende em um carinho desmedido.Coisas estas que nem sei explicar direito.


A vida é bela(La Vita è Bella) conta a história[hilária] e comotiva de um judeu-italiano chamado Guido[Roberto Benigni] e sua família em Toscana.Os primeiros momentos do filme são sensacionais! Você ri demais da inteligência e do humor feito de forma tão saudável e gostosa.Situações das mais ousadas e sem noção vão dando forma às cenas e as construções dos personagens, nivelando com doçura e romantismo.

Estou sendo tentada à dar mais detalhes do filme,mas creio que o trailer vai fazer isso por si só. Bom, o que eu quero tratar nessa review é o que o tema diz:as melhores coisas da vida...Quando eu penso nela, geralmente não as coisas, mas as pessoas com as quais tive coisas a compartilhar.


Um sorriso,uma piada, um beijo, um carinho, um café, confissões, orações,choro,gargalhada,raiva, frustração,paz e agitação.Tudo isso seria sem graça[e sem sal] se não fosse pelas ótimas pessoas pelas quais cruzaram meu caminho.Nesse filme, fui profundamente confrontada a rever meu conceito de alegria.

 Muitas pessoas são  enganadas a acreditar que é necessário que a vida esteja do jeito que queremos: sendo sempre amados pelos outros, sendo populares, tendo dinheiro pra dar e vender, tendo o emprego do sonhos,exercendo algum tipo de influência ou fama, o carro dos sonhos,a casa dos sonhos, as viagens dos sonhos, os produtos dos sonhos, o país dos sonhos, a gradução/pós-graduação dos sonhos e etc.

Quando damos ouvidos à estes tipo de conceito, as nossas circunstâncias e situações passam então a ditar como vamos viver, tornando-nos vítimas de uma montanha-russa emocional sem fim.Agora me diga, não seria isso uma maneira miserável de ser viver? Não estou aqui dizendo que a pessoa não deve querer mais pra si ou querer crescer em todas as áreas da sua vida, mas digo que o problema é quando elas acham que só serão felizes quando alcançar aquele determinado objetivo. A vida azeda e o percurso já não é mais importante, e sim o resultado/destino.

Os dias se passam e com ele o tempo que não vai esperar por ninguém.Energia, oportunidades e grandes momentos podem acabar sendo substituídos levianamente por brigas, confusões e coisas fúteis que não levarão à nada.

Se você soubesse que hoje você iria morrer a qualquer momento, que tipo de legado você deixaria para as pessoas?

Como elas lembrariam de você? Uma pessoa rabujenta, frustrada, mesquinha e superficial ou uma pessoa carismática, generosa, de luz, contagiante por sua alegria?À medida que as horas se passam, conceitos que passamos aos outros sobre nós mesmos vão sendo reforçados.

  Isso é basicamente sobre o que o filme trata. Impossível não se emocionar com tanta sensibilidade e beleza tratada nesse filme mesmo à tempos difíceis. Gente, meu esposo é duro na queda... assistiu esse filme e chorou junto comigo! Terminou o filme estávamos abraçados e chorando junto. =')

A única coisa que não gostei em relação ao filme foi não tê-lo visto no cinema :( , mas tirando isso, é um espetáculo!

A vida é dura. É difícil. Dói. Às vezes chega a ser injusta. Porém ainda pode ser bela, se a gente decidir adocicar diariamente :)!




segue trailer(não encontrei em português de novo!só em inglês!).





Gostaria que vcs compartilhassem um momento vivido onde a vida foi realmente bela pra vcs.Não esqueçam de nos dizer o porquê.

18 comentários:

  1. Em várias frases me vi em que descreveste,tudo que você deseja materialmente, acaba tudo no momento que tem.E aí começa tudo de novo.A gente se torna uma pessoa vazia e ninguém quer estar junto.Só me descobri(e ainda estou) no momento que busquei Deus e o encontrei nas pequenas coisas.Hoje estou muito feliz, mais sorridente, mais cativante e muito mais tolerante e paciente.Meu marido agradece...hehehe.Ele é meu anjo protetor...
    Bela postagem...
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Oi Gi, puxa como esse filme é lindo!!!!
    Mas, você acredita que nunca consegui pegá-lo desde o início do filme? Sempre que começo a assistir, ele já está quase na metade. Mas, mesmo assim chorei muito. É um filme que nos transmite uma mensagem muito bonita: a de que a vida pode ser vivida e sentida de diversas maneiras e COMO será vista só depende de nós.

    Acho que na teoria sabemos tudo o que deve ser feito para sermos mais felizes, mais otimistas e alegres, mas muita coisa não depende só da gente e nos estressamos muito durante a semana ou num dia só.

    Mas é claro que quem quer melhorar a qualidade da sua vida persiste e luta por momentos mais felizes e de menos sofrimentos. Como? Fazendo escolhas sensatas, sendo altruístas, etc...

    Eu amei o seu post!
    E essa é a mais pura verdade, a vida tem muitos momentos injustos, mas só nós temos o poder de adocicá-la e deixá-la mais gostosa de ser vivida.

    Um beijo Gi!
    :)

    ResponderExcluir
  3. Ola Gi voce como sempre nos surprendendo com posts maravilhosos!!!

    Realmente esse filme e muito lindo!!
    Olha ate pouco tempo, eu achava que precisava de muitas coisas materiais para ser feliz,hoje tenho outra opinia,sao as coisas simples da vida que fazem toda a diferença.

    Olha concordo completamente com o comentario da Bel Rech,procurei a felicidade em varias coisas, mas sempre ficava um vazio imenso ,foi so depois que tive um real encontro com Deus que descobri o verdadeiro siginificado da vida !Hoje sei realmente o que e ser feliz !E voce pede para compartilharmos um momento em que a vida foi realmente bela?olha a vida e sempre bela, mas posso citar a minha gravidez e o dia do nascimento da minha filha ,a hora que a vi sair tao linda e perfeitinha como eu sempre sonhei e pedi a Deus ,foi sem duvida um periodo de felicidade sem limites!!e vivo isso todos os dias e agradeço a Deus pelos filhos lindos que me destes!
    um otimo fds.

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, gente. Estou agradecida por Deus permitir que a gente realize esses desejos, que mesmo parecendo tão simples, nos fazem feliz. Afinal, a felicidade está nos detalhes, nos pequenos momentos. Não espere pra ser feliz, veja o amor de Deus em cada detalhe de sua vida e você verá COMO DEUS NOS AMA!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Lindo post, Gi. A mais pura verdade. Deveríamos diariamente fazer este exercício assim que levantamos, de nos lembrarmos de viver com alegria, com serenidade, mesmo diante das dificuldades, deveríamos lembrar de celebrar o milagre da vida e vivê-la com leveza. Nem sempre é fácil, mas se tivermos consciência disso, ajuda bastante! :)

    P.S: Chorei horrores neste filme... um dos mais belos da minha vida, sem dúvida!

    ResponderExcluir
  6. Gi eu já vi esse filme algumas vezes, é muito lindo mesmo, meu marido tb gostou bastante... é uma bela licao de vida, de otimismo e principalmente de amor e felicidade... Gi eu tenho tantos momentos de pura felicidade pra relatar, que ia escrever um post pra vc rssrsr + minha despedida do Brasil teve momentos felizes como vê minha familia reunida e meus amigos no aeroporto, meu casamento foi lindo e de tal lindo eu chorei a cerimonia toda rsrsrs, e sao tantas historias :) rsrsrs... obs: entao tá vou passar ai e te levar na mala pro Brasil vc vai conhecer Manaus serve ? rsrsrs bjos e feliz final de semana !!!

    ResponderExcluir
  7. Adoro esse filme, tenho ele em dvd e assisto às vezes.
    Acho que são as pequenas coisas que fazem a mágica maior da vida, como as que são mostradas nesse filme.
    Sempre toca meu coração!
    xero e bom fds!

    ResponderExcluir
  8. Oi Gi... Eu vi este filme no cinema, com a escola, acredita?? Acho que estava na 6 ou 7 série, ahahahaha... Muitas lembranças boas me veio a mente.

    A vida é sempre bela pra mim. Eu entendo bem o que vocÊ quis dizer no seu post, compartilho da mesma opinião que você, e sempre tento ver o lado bom da vida.

    Um momento pra partilhar: Meus pais são eternos apaixonados, estão casados há 35 anos, vivem até hj com mto amor. Eles sempre acordam pela manhã e ficam conversando, eu e meus irmãos (que hj são casados) sempre tivemos a mania de acordar no fim de semana e irmos deitar com eles, era mto engraçado, ia chegando um por um... Até que nos levantávamos pra fazer o café da manhã.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, me deu vontade de assistir!!! que comentário profundo, eu gostei de cada reflexão q vc escreveu aqui. Suas dicas de filmes são muito boas!! aiii quero assistir com o bofe para ver se ele chora comigo tb!! hehe :)

    ResponderExcluir
  10. É Gisley, a vida é dura às vezes...mas existe um versículo que diz, "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus"...isso é tanto as boas quanto as ruins, porque Deus permite certas coisas que a gente considera "ruins", mas lá no futuro, não muito distante a gente vai entender pq aconteceram, e se durante essa fase "ruim" a gente tem a capacidade de colocar um pouco de mel e adocicá-la, a vida vai sendo melhor a cada dia.
    Sabe, nessa última viagem que fiz, eu caí antes de viajar e tive muita dor no cotovelo e no início reclamava de tudo e quando visitamos um lugar lindo com uma vista magnífica (e eu reclamando de dor) e vi uma senhora, já bem idosa (acho que tinha seus 80 e poucos), andando toda alegre, toda empolgada com a atração, na fila como eu... eu me senti envergonhada e disse..meu Deus, eu aqui reclamando de uma dorzinha, enquanto podia estar curtindo com o meu amor, todos os momentos, enquanto essa senhora que podia estar em casa, reclamando da velhice, que ta com dor aqui e ali, estava curtindo cada instante, mesmo em pé na fila... eu revi minhas atitudes e adociquei aquele momento e foi tudo maravilhoso! Obrigada por compartilhar, não assisti o filme ainda, mas vou com certeza. Fique com Deus, bjos !

    ResponderExcluir
  11. Oi Gi, adorei o filme, o enfoque, a perspectiva positiva diante de um massacre tão hediondo. Fiquei morrendo de tristeza quando o Guido passou sorrindo em frente ao filhote, escondido na lata de lixo... A caminho da morte ele ainda mantinha um sorriso no rosto... Só faço uma ressalva. No final do filme chegou aquele tanque americano, com bandeirinha e tudo mais, típico das co-produções "hollyudianas", como se os US fossem salvar o mundo do fim. Achei too much. Mas vale a pena assistir!
    Bjao e ótimo finds!
    Márcia

    ResponderExcluir
  12. Esse é um dos meu filme prediletos! Amo de paixao, e choro toda vez que assisto. Lembro de ter visto a primeira vez eu ainda morava no Brasil.
    Concordo com sua linha de pensamento. Eu, muitas vezes tenho que me policiar a isso. Porque eu tenho sonhos, quero ser mae, quero conhecer a Europa, quero um carro confortavel e novo porque to cansada de dirigir um velho sem ar condicionado nesses verões por essas bandas de cá, quero uma casa (nada muito grande) mas confortavel e com espaço pra poder criar uma família... as vezes eu acho que ainda nao cheguei num patamar bom pra me sentir realizada e feliz. Mas é aí onde eu, muitas vezes me policio, eu tento pensar que eu sou feliz por ter meus pais saudáveis, sou feliz por ser saudável (apesar dos probleminhas que tenho), sou feliz porque tenho um marido (apesar dele ser teimoso de vez enquando ele me tem outras qualidades que eu prezo muito), eu sou feliz quando acordo e consigo enxergar a beleza da area que eu to morando agora (digo o rancho, e nao a cidade que é horrível, o ranho é lindo), sou feliz porque dei muita sorte em encontrar pessoas ótimas na minha vida, meus amigos, e assim vai. Acho que o segredo é não limitar o conceito de felicidade a coisas materiais (porque às vezes coisas materiais nos trazem sim felicidade), mas de ter uma visao mais abrangente desse conceito e nao esquecer de incluir os outros aspectos da nossa vida.

    ResponderExcluir
  13. Esse filme é lindo mesmo, ótima escolha sua falar nele!
    Nao sou muito de chorar com filmes, mas choro com exemplos de vida, tipo Madre Teresa de Calcutá, essas coisas. A bondade e a solidariedade me DERRETEM o coracao. Por isso, gostaria de ser uma pessoa mais humanitária, e deixar um legado de filantropia, que eu considero o mais real e bonito que uma pessoa pode fazer em vida.

    Ahh que bom conseguiu colocar a música! Obrigada em colocar meu link ali no post debaixo, assim facilita quando perguntarem pra você como colocar rss
    Que gracinha os maridos ficam quando estao tentando se esforcar a aprender Português, e eles conseguem facim, já que parece tem um chip à parte na cachola hehe

    ResponderExcluir
  14. Eu nunca vi esse filme, mas por desleixo meu, porque morro de vontade de ver. Concordo que o mais importante na vida deve ser a caminhada e não o objetivo. No momento to tendo que aprender a valorizar mais a caminhada, porque to me concentrando muito no objetivo,e admito que isso me angustia.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Já assisti no cinema, na televisão, já aluguei o vídeo...Enfim!...Amo esse filme!

    Diversas cenas me emocionam, mas uma que sempre mexe muito comigo, é quando o pai passa marchando junto aos soldados, sabendo que está próximo de ser morto, mas, mesmo assim, consegue sorrir e brincar com o menino, para que ele continue pensando que tudo aquilo não passa de um jôgo...

    Existem filmes eternos, e esse, com toda certeza é um deles.

    Beijinhos pra você, menina, tenha uma linda e feliz semana.

    PAZ & LUZ!

    Cid@

    ResponderExcluir
  16. Oi Gi, que linda mensagem através deste post.
    Eu assisti mais de uma vez este filme e sempre me emociono, choro e vejo como podemos tornar a vida mais bela através de nossas atitudes...
    Bem, pediste pra compartilhar um momento em que a vida foi realmente bela pra mim...eu teria muitos mas vou falar do mais recente, bem fresquinho pois foi neste sábado,dia 06.A vida foi realmente bela quando pude realizar a festa de lançamento do meu Cd após meses de trabalho,de desafios e lutas, Deus me presenteou com momentos maravilhosos onde louvamos a Ele, nos alegramos por tudo o que Ele tem feito e minha filha me homenageou com palavras de uma adolescente grata por uma mãe que "pega no pé", mas ela reconhece que é porque a ama muito.Isso foi tremendo pra mim!A vida é bela, Deus a torna mui bela pra nós!!!
    Beijoos querida, uma linda semana pra ti!

    ResponderExcluir
  17. Gi...que lindo tudo..o filme que vi em 98..karakas mais de 10 anos..ufa to velha...revendo filme que vi a 10 anos atrás. kkkkk brincadeira..Menina que coisa fofa seu grings se emocionar com filme ai o amoooor é a melhor coisa do MUNDOOOOOO!!! eu tb chorei quando vi esse filme acho linnnnnndo o amor que ele tem pelo filho em plena guerra, mas odiei por que ele morreu..MELECA!!! RSS mas OK....né? a vida tem mesmo sua belezas e é lindo ver vc valorizando isso junto com sua familia, seu amor, seu love né? Felicidades querida semmmmmmpre que toda sorte de becao espirituais e materiais te cerquem por onde vc for, viuuuuuu? um xeruuuuu bem grandao, sniffff eu queri aver d enovo esse filme, mas aqui na terra do papai noel vai ser dificil. rss vamos a busca!!!! bjs

    ResponderExcluir
  18. Eu sempre tive muita vontade de ver esse filme, pq todo mundo diz que é mesmo belissímo. Depois de ler esse post a vontade aumentou mais ainda... Parece bem tocante.

    Debora (mulher de fases)

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.