domingo, 20 de novembro de 2011

Dos ritos de passagem

FONTE/SOURCE: WEHEARTIT.COM

Foi assim, do nada. Na verdade, é sempre assim, quando menos se espera, ela vem. Sem avisar, sem bater na porta, sem marcar horário, alterando a vida de todo mundo. Ela é tão grosseira.Acha que todo mundo tem que viver no prisma dela.Ela é quem dita o ritmo da vida daqui pra frente.Ela tem o poder de fazer com que as pessoas mudem de direção e sejam mais reflexivas sobre as escolhas que andam fazendo. Por causa dela muitas famílias foram destruídas, mas ela acredita que só está fazendo o papel dela.

Por causa dela, pessoas não podem contar com second chances, second encounters,second anything.Ela é a morte.Bateu na casa da minha amiga semana passada.Ela, o esposo e a filhinha estavam se arrumando para vir à igreja. A filhinha, cujo o nascimento foi um milagre, permaneceu entre eles por 23 anos.

Ela tinha um problema no cérebro(Hidrocefalia) que comprometeu sua coordenação motora e sua habilidade de desenvolver o corpo como de uma criança sadia.Naquela noite, a filhinha teve falta de ar, ela começou a piorar.Eles chamaram o paramédicos. Quando ela chegou no hospital, já estava do outro lado da vida. Agora perfeita, sem nenhuma limitação, sorrindo, andando com Deus Pai. A morte pode ter tirado a vida terrena, mas não tirou-a da doce presença Daquele que a manteve viva por todos esses anos. Quem diria que a morte chegaria assim, com uma simples falta de ar?

Conversando com outra blogueira, ela tinha me falado que a melhor amiga tinha perdido seu esposo num acidente de carro. Ele vinha fazendo uma curva para entrar na interestadual, não viu um caminhão parado, o carro entrou com tudo debaixo do caminhão e a cabeça dele foi decepada. Episódios assim. Sem explicação.

Daí teve o episódio do meu sogro.Saindo da casa dos amigos.Já tinha ligado para a minha sogra dizendo que ia almoçar com ela.Ela esperou, esperou, esperou. Quando ele ia atravessando a porta em direção ao seu carro para poder ir econtrar a esposa, sentiu uma forte dor de cabeça, e caiu no chão.Caiu morto. Aneurisma. Assim, do nada,sem explicação.

Eu sei que esse post vai ser clichê pra muita gente, mas vou ser sincera: se eu soubesse que aquele jantar que tive com ele na noite anterior seria o meu último, eu teria feito muita coisa diferente.

Eu nunca agradeci aquele homem por ele ter me tratado como uma filha.Eu nunca agradeci pela diferença e pelo exemplo de pai que ele foi para o meu esposo.Eu nunca agradeci pelo homem de Deus que ele foi.Pelo papel que ele desempenhou na sua comunidade. Porque na minha cabeça, morte era coisa que batia na casa da família dos outros e não na minha e foi nessa que eu me lasquei.

Teve o episódio do ex-chefe do esposo de uma blogueira.


Eu não sei o que vc está atravessando agora.Pode ser que seja desentendimento familiar, amoroso, fraternal. O que quer que seja, se essa pessoa é realmente importante pra vc, deixe seu orgulho de lado. Vc não sabe quanto tempo vc ou eles(as) têm aqui. Não é te dado nem a próxima hora.Não conte com o que vc não tem: tempo. O que vc tem é o agora. O amanhã, hj à noite não é garantido.Nós podemos partir desse mundo a qualquer minuto.

E todas aquelas discussões bobas, terão valido a pena?
E todas as frescuras de rabo suas e deles, terão valido a pena?
E toda essa teimosia,terá valido a pena?

Em nome do que?
A troco de quê?

A morte da filha da minha amiga mexeu muito comigo.Afinal, ninguém sai de casa para ir p/ igreja com a intenção de terminar a noite no hospital e planejar um funeral. E é engraçado como somos tão arrogantes, achando que temos o controle das nossas vidas nas nossas mãos.Que tudo está traçado.Que o dia vai ser por, a noite vai chegar e um dia vai chamar o outro dia.Nós não sabemos se vai ser sempre assim.

O que vc pode fazer diferente hoje?Pense sobre isso.Pense sobre todas as frescurinhas, as picuinhas, os perfeccionismos, língua ferina, fofoquinha, volatilidade, superficialidade das coisas que damos tanto valor.

Aí vem a morte e coloca tudo nos devidos lugares de novo, mostrando à nós que a cadeia de importância/relevância são as pessoas e não as coisas que temos ou circunstâncias que atravessamos. Eu sei que vai ser fácil para eu esquecer.Talvez daqui há 6 meses ou 1 ano eu nem me lembro mais do impacto que a vida de Courtney trouxe na minha.Por isso deixo aqui registrado.

A morte é um rito de passagem que não pode ser evitado.Ela vai vir, é só uma questão de tempo. Por isso reavalie como vc o gasta.Talvez o seu último minuto seja o próximo.

 Gente, acordemos todos nós. Não, a vida não é perfeita, a vida nem sempre é justa, e sabe pq? Pq temos muitas coisas nas nossas vidas das quais nunca tivemos que fazer nada para merecer.São bênçãos de Deus.

Acredite, vc não quer uma vida justa! Uma vida justa refletiria que a cada erro que vc cometesse, vc teria que ser punido/retificado por isso. Imagina só! Imagina se cada vez que vc fosse grosseiro, egoísta, indiferente,arrogante todo mundo te tratasse da mesma maneira  durante o dia inteiro todos os dias? Isso é justiça.

Olha, amo todos vcs viu?Muitas vezes quis desistir desse blog. Muitas vezes quis fechar esse espaço.Muitas vezes quase dei ouvidos à críticas infundadas. Mas foram vcs que me deram forças para continuar e foram usados muitas vezes por Deus para ministrar ao meu coração de maneira que vcs nem sonham!

Quero dizer que me importo e que aprecio todos os que por aqui passam para comentar, deixar uma palavra de encorajamento ou que me contatam por e-mail para elogiar o espaço ou pedir ajuda.


Gostaria de deixar essa canção para a meditação de todos vcs.Uma menina da igreja cantou-a numa quarta à noite e eu desmontei legal.Deixe essa canção falar ao seu coração.

Obg por tudo.






Que essa seja a nossa oração essa semana:


Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou.
(Salmo 39:4)

19 comentários:

  1. Gi, vc disse tudo! as vezes por uma bobeira a gente esquece das simples coisas da vida, como falar um simples eu te amo. Os avos do meu marido sempre falam que nunca deixam de falar eu te amo, ateh mesmo qdo brigam porq nao sabem o dia de amanha. Se todo mundo fosse assim, o mundo seria um lugar de mais solucoes, menos bobeiras e desentendimentos. Amo vc, amo seu blog e sempre passo por aki pq cada post seu eh um exemplo de vida bjuuss!

    ResponderExcluir
  2. Gisley, você comentou que parece clichê seu relato do último encontro com seu sogro, mas não é não. A morte quando atinge a pessoas que amamos ou do nosso convívio nos faz pensar sobre a vida, sobre ser uma pessoa melhor. E é bom vez por outra nos confrontar com essas perguntas, pra gente poder colocar nos trilhos nossa vida e nossas perspectivas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Gi...
    Sinto muito pela morte da filha de sua amiga. Muita força a você, a familia, a Mãe e Pai desta menina. Apesar da morte ser o único destino comum a todas nós, não estamos preparadas para enfrentá-la e tampouco para aceitá-la num primeiro instante. Mas o tempo ensina tudo, Deus ampara os corações. E que a lição fique sempre: não sabemos quanto tempo temos. Então façamos o bem, falemos do amor, pratiquemos a bondade. Porque isto é o que fica.
    Bjim, vc é muito querida!
    Márcia

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Gisley. Fiquei tocada com o seu post. Adorei o jeito como falou sobre justiça. Vc está certa, se temos algo pra dizer a alguém, é preciso fazer logo, pois ninguém sabe o que pode acontecer num piscar de olhos. Que triste sobre a morte dessa menina, que Deus conforte os corações dessa família. Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo o seu post, Gi! Concordo com o que vc disse... tento sempre não me manter brigada com ninguém, até porque realmente não sei nutrir sentimentos negativos por alguém por muito tempo. Mas a maior verdade é que nunca pensamos que vai acontecer conosco, sempre com o vizinho... e assim perdemos muito tempo da nossa vida com questões que não são realmente importantes, com ansiedades e arbitrariedades. Obrigada pelo post!

    P.S: quando as férias chegarem, eu volto ao ritmo normal. obrigada pelo carinho por lá sempre. Estou muito, muito cansada, sério, estou me sentindo sombra de mim. Ter pessoas lindas como vc sempre compartilhando comigo, é uma das coisas que motiva a continuar por aqui! Beijosss

    ResponderExcluir
  6. Gisley, sinto mtíssimo pela perda da sua amiga. Mto sábia suas palavras neste post. Sempre comento que a vida é tão frágil, e devemos valorizar àqueles que amamos enquanto estes ainda estão em nossa presença. Adorei o seu post! Bjuss

    ResponderExcluir
  7. A única coisa certa da qual nunca estamos preparados.Sempre acontece do outro lado...Depois de um tempo passo, mas certamente fica uma lacuna, um vazio...Sinto pelos seus conhecidos e sogro...Devíamos sempre fazer o melhor todo dia para as pessoas que estão no nosso lado, mas somos tão humanos que muitas vezes deixamos o egoismo tomar conta, como você bem disse as pecuinhas...
    Que tenhas uma ótima semana.
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  8. Oi Gi, tô sumida do seu blog e do meu, ontem foi niver do blog nao postei, ainda nao enviei as lembrancas e no momento só busco informacoes... entenda: lembra que fui ao Brasil pro casamento da minha irma em setembro ? entao ela queria casar e engravidar, na lua de mel passou mal e na volta fez exames que diagnosticaram HAP Hipertensao Arterial Pulmonar, doenca rara, sem cura e degenerativa, e que nao lhe permite engravidar... é como vc disse sempre achamos que tudo de ruim acontece no vizinho nunca na nossa casa... e entao vc percebe qual pequeno eram seus problemas, quanto tempo perdido por bobagens, e descobre pela dor o tamanho do amor... ore por minha familia amiga e por minhas irmas, a mais nova tá em depressao com a doenca da + velha, meu pai tá fora de Manaus + já tá tentando sua transferencia e eu fora do Brasil e sem poder voltar... postei um video no blog sobre a doenca... bjos Gi, feliz semana e + uma vez Deus te usando em ?!!!...

    ResponderExcluir
  9. Gi, bom dia querida!

    Tb tenho tido essa mesma impressao que alguns estao assim de repente partindo. Como aquele versículo da Biblia que diz onde estiverem dois, um será levado. Me parece que estamos vivendo um tempo de colheita.
    Temos que viver o dia como se nao houvesse amanha.

    Te desejo uma semana abencoada

    Bjos e nada de desistir do blog. Ele é uma bencao.

    ResponderExcluir
  10. Gi que engraçado eu ter lido esse post depois de 1 semana de ter enfrentado justamente a morte.
    No meu caso, no caso do meu sogro, ela só deu um aviso e não foi dessa vez que o AVC o levou, mas veio assim, em um sabado em que ele nos esperava para tomar café da manhã como fazemos todos os finais de semana, e chegou sem avisar e nos momentos em que a gente não tinha certeza se ele sobreviveria ou não, muita coisa passou pela minha cabeça entre elas o fato de eu também como vc nunca ter agradecido por ele ter sempre sido o homem que é, pra mim, pros meus filhos e para o meu marido.

    ResponderExcluir
  11. Oi... Gi, seu post foi tão profundo e completo que nem tenho palavras para comentar., mas concordo com vc no que diz amar e ser amado, respeitar e ser respeitado, viver e deixar viver sem picuinhas, inveja, etc... sinto muito pela perda da Courtney. E não abandona o blog, viu... bjo

    ResponderExcluir
  12. Gisley talves pelo fato de eu ter sofrido algumas perdas(familiares e amigos)as vezes até exagero nas demonstrações de afeto, quando gosto falo mesmo pois aprendi que amanhã pode ser tarde, a morte é exatamente como vc escreveu nunca sabemos quando virá, hoje está tudo bem mas amanhã nunca sabemos e isso não é ser pessimista, é somente dar valor a quem amamos e a quem nos ama.Sinto muito por essa família, mas Deus dará o conforto a esses corações.Bjos

    ResponderExcluir
  13. Gi, vou confessar, esse post foi um tapa na minha cara. Mas, com resultados muito positivos, tenha certeza.
    Vc é uma pessoa iluminada e ilumina os outros através dos seus vídeos e textos sempre cheios de sabedoria e sensatez. Parabéns!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Gi.
    Mais uma vez sinto muito pela perda da filha da sua amiga. Espero que o Espírito Santo esteja consolando o coração de todos aqueles que estão sofrendo com a perda dela e também de uma pessoa querida.
    Tem dias que me dá muita raiva de algumas situações e algumas pessoas, mas aí eu paro exatamente e penso que o nosso tempo aqui não é eterno. Sou totalmente imperfeita, mas procuro sempre trazer coisas boas para as pessoas que estão ao nosso redor, principalmente para a família porque é o que a gente geralmente more take for granted.
    Esta música é a favorita do meu marido. Lembro quando estava pintando a nossa casa, passava direto no rádio e eu só podia agradecer a Deus pelas bençãos que Ele nos concede e pela lembrança de que "This is not our home". Não sei se você conhece a história desta música, mas a cantora escreveu quando descobriu que o marido estava com câncer avançado.
    Obrigada por ser uma benção em tantas vidas.

    ResponderExcluir
  15. Oi amada, tudo bem? Comigo está tudo bem, graças a Deus. Gi, isso nos ensina o quanto somos ingratos para com Deus. Ingratos, pois ao invés de agradecer pelas pessoas que Ele coloca em nossas vidas, ficamos olhando somente para os seus defeitos e querendo sempre mais, exigindo sempre mais. Ao invés de amá-las como se fosse a última vez que vamos vê-la. Seu post me fez refletir muito, viver a vida como se fosse o último dia, porque pode ser.
    Bjs...

    ResponderExcluir
  16. Amém!
    Também amo vc em Cristo Jesus...
    Este post falou muito ao meu coração, pode ter certeza!
    Bjos floridos

    ResponderExcluir
  17. Ai que historia triste.. =(
    A morte vem sem avisar, e mesmo quando ela meio que avisa - quando alguém esta doente - a gente nunca aceita.
    Meu pai teve um câncer terrível e foi mandado para casa, para morrer... Eu achei que tinha dito e feito tudo que podia por ele, mas todos os dias eu tenho coisas novas para dizer pra ele... Então eu fiz um pacto com Deus... Pedi para Ele me ajudar a lembrar de tudo, pra que quando eu morrer e reencontra-lo eu possa dizer tudo!

    Desculpa, mas eu não entendi.. a menininha viveu por 23 anos com os pais?

    ResponderExcluir
  18. Luana

    Respondendo a sua pergunta: sim, a filha deles faleceu com 23 anos, o que foi um milagre considerando a condição física dela

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...