segunda-feira, 7 de junho de 2010

O bom e mau lado do hábito [alheio].



Creio que isso já tenha acontecido com todos nós. Nessa edição, venho abordar como os hábitos das pessoas que nos cercam tendem a afetar o nosso comportamento e vice-versa.


PARA POSTAR UM COMENTÁRIO, CLIQUE EM READ USER'S COMMENT



14 comentários:

  1. Que bom que vc voltou! Tava com saudades!
    Mudou o cabelo? Tá muito bonito viu!!!

    Olha Gi, essa questão de hábitos é muito séria... Mas o tempo e a maturidade nos fazem dar valor às coisas corretas. Tenho um amigo que explode por td, e estava ficando do mesmo jeito... Quando percebi, passei a me conter, a treinar mais meu domínio próprio, até em respeito mesmo aos outros e a mim mesma... As gírias também são fogo!
    Aprender e reter apenas o que é bom é uma lição diária...
    Ótimo mesmo ter vc de volta!
    xero grande!

    Ps: Não esquece do selinho!

    ResponderExcluir
  2. obaaa!!! voltou! É os hábitos de quem nos cerca pode mesmo nos influenciar...Vou tentar ver o vídeo outra hora, agora nao funcionou. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Aeeeeeeeee.. seja bem vinda de volta, flor! =D

    É a pura verdade isso que vc falou... a gente pega esses costumes rapidinho!
    Ainda mais qnd é coisa 'boa' (entre aspas mesmo). Pq vamos combinar? sair td dia pra comer fora, ir ao cinema, etc, etc, é MUIIITO BOM! Quem não vai se acostumar loguinho, né? rs
    Mas tem que ter freios mesmo.. pés no chão pra realidade, senão coitado dos maridos.. kkkk

    Beijão amiga.

    ResponderExcluir
  4. É complicado, e esse costume de gastar, embarcar nesses luxos (bons demais) que a turma se permite e a gente acaba se permitindo, é um péssimo hábito e a gente embarca mesmo nessa. Eu já vivo prevenida pra não entrar nessa, porque é bem como você diz, a gente repete e repete e quando ver já tá de quatro no problema. Sinceramente até evito sair com pessoas que tem esse padräo de gastar mais que eu e que vai se permitir mesmo estando comigo. Porque veja bem, muitas pessoas mesmo podendo, olham a realidade da outra e evitam os gastos quando estão todos juntos. Eu sempre olhei e se estou com amigas que não estão podendo no momento o mesmo que eu, já sugiro de irmos a um lugar em conta que caiba no bolso de todo mundo. Se sou eu que näo estou podendo, já anuncio pros outros que näo posso ou quero gastar, entäo se não me entendem ou não ligam, é porque não querem minha companhia, daí FUI!

    E quanto a outros hábitos a gente pega mesmo, e um dos piores é o da comida, comemos mais junto com quem come muito, comemos besteiras juntos, ... Como também as gírias e etc.

    Mas vivendo e aprendendo. Legal seu post, um alerta pros desavisados.

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Gi, voce eh uma fofa mesmo. Respondi seu comentario sobre a lei do Arizona no post mesmo ta (embaixo do seu comment).

    Com relacao a saudade... eh fogo neh? Eu nao sou de sofrer com saudade nao, nunca fui. Eu tenho, sinto, sempre, mas nao deixo me "atrapalhar" me deixar pra baixo de jeito nenhum. Tento sempre me manter ocupada p nao dar tempo de pensar nela. Mas tem dias, que nao sei como, vem de um jeito que chegar a dar no na garganta. Mas to melhorzinha jah. Obrigada pela forca.

    Olha, quanto ao seu post... te entendo perfeitamente!!!

    Voce falou certo, a gente tem mesmo a tendencia de "pegar" habitos negativos mais facil.

    Aqui eu conheco uma moca que eh assim, ela gasta, gasta, gasta, adora umas compras. Mas o pai dela eh quem a "sustenta" do Brasil p ela estudar aqui, e manda sempre dinheiro p ela, ou seja, ela pode, entao nao vejo mal nenhum nisso.

    Meu pai tambem sempre coloca dinheiro na minha conta do Brasil pra eu puxar aqui quando precisar, mas eu nao uso. Soh pego para emergencias, como por exemplo se eu nao conseguir juntar o dinheiro todo p pagar minhas aulas este semestre, aih eu pego pra completar. Mas fora isso, nao uso. Pois a minha realidade eh diferente.

    Eu moro aqui, eu sou casada, a nossa situacao eh dificil, trabalhamos pra pagar as contas e eh trabalho suado, entao nao me sinto bem em ficar gastando dinheiro coisas superfluas. Entao eu evito sair com essa menina demais, pois eu acabo indo "na onda" quando ela vai fazer compras. Se bem que eu sou bemmmm controlada viu. Entao quando to com um dinheirinho sobrando eu saio com ela p almocar, p bater papo, mas compras nao. haha

    Olha, o negocio eh a gente saber se controlar. As condicoes atuais em que vivemos tb ajuda muito. Por exemplo, voce ainda nao ta trabalhando por conta da espera do processo nao eh? Entao voce tem muito tempo sobrando, e tem a necessidade de ter amigos, sair e passar o tempo. E por voce ainda nao estar trabalhando voce nao deve ter sentido aquele peso na consciencia na hora de gastar dinheiro), nao to dizendo que voce nao pensou, mas que o nosso subconsciente nao "esta treinado ainda" jah que nao ta acostumado a "cuidar do dinheirinho suado que voce ganha", entende? Entao nao se sinta culpada. Pelo contrario, se sinta orgulhosa de ser uma pessoa de mente aberta, de ter a humildade de ter escutado seu marido, pensado e perceber a direcao em que estava indo ha tempo de arrumar.

    Nao eh errado sair com ammigos e gastar, mas eh errado nao sabermos controlar. E voce fez isso. Voce se deu conta.

    Amei este post.

    Ah, aqui Bryan eh o que "segue os pontos negativos" dos outros, haha
    Ele parece crianca. Se um amigo comprou um BalckBerry ele quer um tambem. Se um amigo tem uma mountain bike poderos ele quer uma tb... antes ele gastava assim do nada, com cartao de credito menina, era um rombo no cartao, que conseguiu pagar depois que casou comigo pois eu "botei um freio" sabe, haha. A gente tb conversava muito sobre isso. E aos poucos ele foi aprendendo a se controlar.

    Com o tempo a gente vai aprendendo. O jeito eh ter paciencia e humildade, o que voce tem.

    Um beijo enorme!

    Ps. Amei o novo visual do blog

    ResponderExcluir
  6. voltaste é o que interessa já tinha saudades tuas . kis:) o que fizeste ao cabelo? cortaste?

    ResponderExcluir
  7. Gostei do novo look do blogue.
    Sabes o que é que eu aprendi de positivo com os outros? Rir. Eu era incapaz há algum tempo de dar uma gargalhada e então eu copiei isso e fui tentado, mesmo sozinha até conseguir rir das coisas mais simples. Penso que nos habituamos às coisas boas depressa, isso acontece-nos sempre, seja o hábito de comer fora, seja o hábito de ir de férias, o que é necessário é seguir as nossas prioridades. Gostei! Beijinhos doces.

    ResponderExcluir
  8. Que bom que vc voltou!! Ficamos com saudades!!
    P.S: me divirto pacas com seus vídeos. No próximo vou contar quantas vezes tu pega no cabelo. kakkak Beijão

    ResponderExcluir
  9. Oi,tudo bem?
    Pois é, eu já tive muitas etapas assim, é tao fácil se deixar levar, meu marido já me chamou pra realidade muitas vezes, mais que bom que voce pode sair antes de ser prejudicada, eu tive um episodio desses que quase acabou com o meu casamento.

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Voce e ridicula!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Amiga linda!
    Que bom que você voltou e que está renovada e linda!

    Te adoro e obrigada pelo carinho de sempre!
    beijos no coração!

    ResponderExcluir
  12. Passei no teu blog para retribuir a visita ao meu. E adorei seu vídeo! Que sotaque mais gostoso!! Ai menina, você faz uma observação muito válida. Você já reparou que quando andamos como pesoas mal humoradas, reclamonas, etc. Temos a tendencia de fazer o mesmo? O velho ditado que uma laranja podre pode arruinar a fruiteira inteira.
    Essa foi a primeira visita ao seu blog e a impressão foi ótima! Adoro pessoas autênticas. Vou te add na minha lista de favoritos. P.S. Morar na Florida deve ser tudooo! Principalmente durante o inverno!!

    ResponderExcluir
  13. Eu entendo o que e esse "tempo" q todos precisamos.
    Olha, ouvindo vc falar, parece ate q recapitulei uma historia minha. Porque tenho um amigo, que gosto muito, ele e solteiro e e a minha compania, qdo eu quero sair pra alguns lugares q meu esposo nao gosta.
    Entretanto por ser solteiro e nao ter contas em comuns pra pagar, ele gasta como um "bon vivant" e gosta muito de comer fora, frequentar altos lugares.. e geralmente qdo comento com ele de um gasto q tenho de fazer no dentista, ou conserto de carro, ele sempre diz q nao e muito. Na referencia dele ne? O q sao 100 dolares aqui ou ali..
    eu dei uma pausa de sair com ele, qdo fomos comer junto, num lugar q ele me levou e tive uma surpresa com a conta. eu gosto de passear, gosto da compania dele, mas em certos aspectos vivemos em mundos diferentes.
    Se tem reuniao de amigos na casa dele, ou se vamos jogar laser ball, sempre tem pit stop em algum lugar pra comer ante ou depois. e para o meu atual momento, em q to reservando um dinheirinho para a viagem dos meus sonhos, qualquer centavo gasto, e muito!

    Decidi entao no meu tempo vago, depois do trabalho, yoga, ler livros, fazer hand craft, sabe? coisinhas assim pra acalmar minha vontade de sair.. e num penso mais no que ou como poderia ser a diversao la fora.. penso no meu futuro e no quao aquele momento q estou comigo mesma, ta sendo bom!

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito do seu vídeo Gi,e esta é uma verdade mesmo,quando passamos tempo com as pessoas acabamos adquirindo seus hábitos,por isso as vezes,pra conseguirmos melhora a nós mesmos é preciso um tempo de reclusão daquilo que nos enfluencia negativamente.Um beijo pra vc,até logo!

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...