sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Outro tipo de traição - parte 1

FONTE/SOURCE: GOOGLE
traidor
trai.dor adj (lat traditore) 1 Que trai ou atraiçoa; traiçoeiro. 2 Perigoso, com aparência de seguro. sm 1 Aquele que atraiçoa.

Dizem que traição não se justifica.Concordo. Nada justifica ir buscar em um ser humano limitado as respostas para as suas carências não- respondidas, porém nesse post eu venho propor um tipo de traição muito sutil que estar a acontecer em muitos relacionamentos e este é ignorado.

O que é traição?

Uns dizem que é dormir com outra pessoa.

Outros dizem que é vc formar um vínculo com outra pessoa e se mostrar vunerável à ela quando isso era para ser reservado para o seu parceiro/namorado/noivo/esposo.

Tb já ouvir que é  investir de maneira demasiada na amizade com o sexo oposto.

Já ouvi que é tudo aquilo que a gente não pode dividir à dois. Se tiver que esconder um do outro, é uma forma de traição.

Tem outros conceitos que tb ouvi dos quais não me lembro, agora vamos fazer um contraste com a palavra fiel e o que significa:

fiel
fi.el
adj (lat fidele)

1 Que guarda fidelidade. 2 Que cumpre aquilo a que se obriga. 3 Que tem afeição constante. 4 Leal. 5 Honrado, probo. 6 Exato, pontual. 7 Verídico. 8 Aplica-se à memória que guarda ou conserva com exatidão as idéias. 9 Infalível. 10 Constante, firme, perseverante. sup abs sint: fidelíssimo e fielíssimo. sm

Se você é como eu, ficou intrigado a ver a definição de fiel.Afinal, é muito mais do que NÃO dormir, NÃO ser vunerável, NÃO construir uma amizade demasiada com o sexo oposto e  NÃO esconder algo da pessoa amada.

Quando você teve interesse no seu(ua) namorado(a)/noivo(a)/esposo(a) antes dele(a) se tornar algo mais, você sempre estava a procurar ler a mente dele(a).Você estava comprometido em descobrir tudo o que ele(a) gostava, pois tinha a meta de trazê-lo(a) pra perto de si.Tb queria saber de tudo que o(a) chateava, para que todo e qualquer tipo de aborrecimento desnecessário fosse evitado.

Quando casou, vc se acomodou e isso meio que se foi. Agora vc simplesmente olha para a pessoa e acha que já sabe tudo e que não tem porque investir tanto tempo assim, afinal aquela fase de namoro já passou mesmo! Vem então o vilão do comodismo e com isso vem aquela mentalidade de tudo que ele(a) não acha legal na sua atitude é nada mais do que chatice e frescura da parte dele(a)!

Você, que antes estava preocupada(o) com o bem-estar e a felicidade do seu amor, agora está totalmente comprometida(o) com o seu bem-estar e orgulho, principalmente com o segundo, e que ninguém ouse  ferí-lo!

Baseado no significado de # 10 da palavra fiel, podemos afirmar que isto é traição, pois a pessoa já não busca os interesses do(a) parceiro(a) e em o(a) satisfazê-lo(a)  e descobrir coisas novas sobre ele(a) continuamente.A pior coisa que uma pessoa pode fazer no relacionamento é ter uma postura de "já sei tudo", porque as necessidades do(a) amado(a) mudam de acordo as situações da vida.Tem dias que a pessoa quer mais carinho, porém há dias que ela simplesmente quer que vc fique em silêncio, perto dela.

Geralmente são coisas pequenas e a falta delas vai abrindo espaço para que surjam questionamentos em relação ao compromisso do outro. Já ouvi muitos relatos de mulheres que se maldizem pq depois que casaram, a vida dos seus esposos é trabalhar, é ganhar dinheiro ou trazer trabalho pra casa. Elas são viúvas de marido vivo.Outras dizem: meu esposo está tendo um caso com o seu emprego.Até homens de ministério cometem esse erro. Ouvi muitas esposas dizendo: casei com um pastor, mas quem ganhou foi a igreja, pq ele vive pra ela.

 Li em um livro que os homens têm muito essa tendência de ir atrás de outras missões[metas], pois a missão de achar uma boa esposa já foi finalizada.Na mente deles,agora eles se motivam indo atrás de outras metas e esquecem que casamento só é uma meta finalizada quando um dos dois se vai desse mundo.Nesse contexto, eles acabam traindo suas esposas com seus objetivos pessoais.O que era pra ser primário[a vida em família] passa a ser secundário.

Não é de se admirar que sempre ficam acabados quando traídos, pois não questionam os pequenos atritos, desleixos,negligências familiares. Afinal, o que não está quebrado não precisa de conserto, pensam.

Enquanto eles focam em outras missões, outro homens passam a ver as esposas destes como missões a serem cumpridas. Em um artigo americano que li, uma das grandes razões pelas quais 4 entre 10 mulheres americanas traem seus maridos é  a falta de tempo dele pra ela.Não é que ele não tem tempo, ele tem tempo pra tudo, menos pra ela!

Outra questão tb alegada foi a falta de romance na relação da parte dele, onde entra a questão do comodismo tb.Parar de surpreender,parar de investir no carinho, nos cartões, na flores, nos jantares, parar de seduzir, de paquerar a esposa foram vistos como pontos negativos.

Os homens tb têm suas reclamações e queixas sobre as mulheres.Elas tb podem acabar fazendo o que eles fazem em relação ao trabalho, mas o que foi mencionado mais entre eles é o quão a esposa passa a viver para os filhos quando eles nascem. Tudo é em volta deles, pra eles, por eles.Sim, eles sentem ciúmes pois sentem falta da esposa e essa às vezes não sabe lidar com a nova fase, não reservando energia e atenção para o esposo, pois está "morta"! Na cabeça dela eles já passaram tanto tempos juntos solidificando essa relação que agora ele vai e tem que entender se as crianças tiverem prioridade daqui pra frente.


Isso tb é um tipo de traição.

 Lembre-se esposa, seus filhos só existem por causa de vc e do marido! Eles são uma extensão dos dois,ame-os, mas o melhor presente que vc pode dar à eles é amar o pai deles acima deles.Um dia eles vão sair de casa, vão casar. A pior coisa será olhar pro seu esposo depois de tantos anos  e se perguntar: quem é vc mesmo? Sempre sou alertada por casais na faixa dos 50 a nunca cometer esse erro!


Outra forma muito sutil mas que acontece demais é a influência de intromissão das tecnologias e das redes sociais no casamento. E aqui o tipo de traição que me refiro não é da pessoa ir atrás de outra na internet não. Me refiro ao tempo gasto na rede, no telefone em formas de torpedos/text messages que têm o poder de parar ou interromper qualquer momento gostoso.Não permita que esse tipo de traição entre no seu relacionamento. Façamos uso da tecnologia mas de maneira responsável. 

Termino esse post desafiando você a estudar o seu amor diariamente, independente da fase em que estejam. Para aprender a dirigir, levamos alguns meses de aula e temos que ter aula de direção para poder tirar a carteira. 

Para ser expert em um hobby, levam-se anos de dedicação, prática e treino.

Leva-se 4 anos para concluir um bacharelado e defender uma monografia.

Para ser promovido, a pessoa procura por formas de reciclar profissionalmente e tb oportunidades de sugerir idéias e de fazer a diferença dentro da empresa. 

No casamento/noivado/namoro não deveria ser diferente. Nunca deixe de estudar seu amor.Você precisa ser Phd quanto o assunto é ele(a)! 
A pergunta que não quer calar é: 
De que maneira você pode reciclar seu interesse e ampliar seu conhecimento sobre seu(ua) parceiro(a) hoje? 

23 comentários:

  1. Quando pensamos em traição, sempre pensamos na listinha do que não fazer. Gostei de você ter incluído a definição de ser fiel, pois a lógica da traição muda completamente de figura!
    Concordo contigo de que há entre casais muito mais do que outro alguém tirando a fidelidade e dedicação um do outro.
    Sempre quando saio com o meu marido para jantar observamos as pessoas nas mesas em volta e pode parecer bobeira, mas é instantâneo perceber quais dos casais estão namorando e quais são casados...
    Os casais de date estão conversando animadamente, rindo, falando com gestos, parece que um está grudado com o outro. Já há outros casais que passam o tempo inteiro com o celular na mão ou olhando para os lados, sem trocar uma palavra o jantar inteiro!
    Fico imaginando o que aconteceu para que esta situação chegasse, e não acredito que apenas muitos anos de convivência seja a responsável, afinal, convivemos a vida inteira com nossos pais e irmãos e na maioria das vezes não deixamos de amar menos por causa do tempo de convivência...
    São pequenos cuidados como você citou de dedicar tempo, de fazer agrados, de realmente estar interessado na pessoa fazem toda a diferença.
    Eu e meu marido temos uma rotina caótica, mas sempre marcamos um "date". E funciona viu!
    Não precisa ser jantar fora, a gente tem date night em casa mesmo, combinamos se vamos sair ou se vamos preparar algo, se vamos assistir um filme ou apenas conversar e olha... muda completamente o clima! De se arrumar, de criar expectativas. Dá um gás novo!
    Obrigada por sempre colocar textos interessantes que fazem com que pensemos não apenas no que você escreveu, mas também na nossa realidade.
    Bom final de semana

    ResponderExcluir
  2. traição! só a palavra arrepia o ceu da boca minha am querida baixinha
    bom fim de semana pois entao

    ResponderExcluir
  3. Gosto demais da maneira como vc se expressa. Este texto ficou completo, abrangendo vários fatores e comportamentos que identificamos em nossas próprias vidas e tbm nas dos outros...
    Mas sempre acho que a pior traição é a que a pessoa faz com ela mesma, geralmente mulheres fazem isso, anulam-se, esqueçem que tem uma vida, não ligam mais pra si próprias, não se incomodam se tem desejos ou não....vivem apenas olhando para o outro, querendo agradar, querendo ser muito mais do que podem ser, as vezes somente pelo medo de perderem seus esposos. Acho uma traição, uma violência que mtas mulheres não se dão conta por estarem olhando tanto para o o outro.
    Digo isso porque conheço pessoas bem próximas de mim que são assim. Pessoas que eu amo e que já não reconheço mais...E o pior...é não saber como ajudar, eu pelo menos não consigo..Mas como vc falou no post abaixo, temos que orar, é o que eu faço...oro!
    Então na minha opinião existe também este triste caso de traição, a pessoa que já não olha, não cuida e não melhora a si própria, pois já se afastou tanto de si mesma, que nem se lembra mais quem ela é!
    Bj bonita

    ResponderExcluir
  4. Gisley, adorei o post; vc pode ser terapeuta, sempre escrevendo essas coisas lindas e sábias sobre relacionamentos. Que vc possa abençoar muitas vidas através desse blog!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Cristin,

    Vou com vc! Tem mulheres que esquecem de si mesmas e a nossa cultura brasileira não ajuda muito. Desde cedo somos ensinadas que a mulher não pode ser burra(tem que estudar), não pode ser preguiçosa(tem que fazer tudo dentro de casa), e de noite tem que estar pronta e cheia de amores pra dar enquanto o marido não ajuda em casa.

    E se a mulher for dona de casa, a própria cultura pinta essa mulher como uma mulher que nada tem a fazer o dia inteiro.Em ambos os casos saimos perdendo.Creio que nesse âmbito o homem brasileiro sai com muita vantagem pois mamãe e papai sempre facilitou tudo por causa que ele simplesmente é homem 0.o! Aí quando ele casa, a mulher que pensou em ganhar um marido ganhou um filho mais velho!

    Acredito que o meio em que vc vive influencia demais e no Brasil isso só vai mudar qdo a nossa cultura mudar.

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi Gí!

    Nossa! Esse post serviu de alerta para mim. Sou uma pessoa que não pára. Estou sempre trabalhando, inventando coisas, me entretendo com algo. Meu marido já reclamou bastante que não consigo parar, ficar quieta. Talvez seja a maneira dele de dizer que está sentindo falta de minha presença né? E olha que ainda não temos filhos...Vou prestar mais atenção e ficar alerta! Valeu pelo post!

    Um beijo, um ótimo fim de semana pra você!

    ResponderExcluir
  8. Olá Gi!Eu já sofri com a dor da traição, foi de um relacionamento longo e não foi nada facil me reerguer,e após uma traição não é facil confiar no proximo se dar por inteiro ao parceiro, ficamos um pouco desmedidas,por carência nos entregamos demais e em outras situação não nos permitimos amar de novo, somente hoje eu posso dizer que encontrei a medida certa, tenho minhas prioridades mas também não deixo meu relacionamento de lado em nenhum momento,e isso graças a Deus vem de ambas as partes, o perigo de certas pessoas é achar que a relação ja está ganha e é inabalável!Bjos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  9. Gisley, meus filhos já sairam de casa há mais de dez anos, e, graças a Deus, marido e eu nunca precisamos fazer a tal pergunta: - "Quem é você mesmo?"

    Muito antes pelo contrário!
    ;-)

    Beijão, e tenha um lindo e feliz início de semana.

    Cid@

    ResponderExcluir
  10. Olá Gi. Dentro do seu post lembrei de um detalhe da vida de mãe exposto pela Georgia (no Saia Justa). O horário dos filhos irem para a cama e o tempo do casal para ficarem juntos. Os filhos tem esse potencial de tomarem nossa energia e fazer esquecermos (muitas vezes sem nem pensar em sentir culpa) da vida a dois. E esse é apenas um detalhe né?
    Amei seu texto, é sempre bom lembrar do cuidado que devemos ter para com o parceiro.

    Parabéns pelo blog! Já li seu testemunho sobre o green card e foi muito enriquecedor!

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Duas palavras lindas: Sensatez e dicernimento. Você tem. ;)
    Parabéns!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Que tudo o seu blog e que bacana esse post.

    Uma abordagem muito madura e múltipla sobre a sempre dolorida tradição. Gostei principalmente da menção ao efeito das novas tecnologias e redes sociais no relacionamento, porque isso já senti e sinto na pela.

    Vou voltar!

    :-)

    Boa sorte nos Estados Unidos e seja feliz sempre!

    Nicole

    www.uterovazio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Nunca é demais ler sobre relacionamento, principalmente quando vem com tantos detalhes como no seu post, adorei Gi!
    Eu me policio para nao deixar a rotina ser mais importante que o meu relacionamento, erro muito...rs, mas me toco e acordo e tento recompensar.
    Mas olha...nao é fácil, a gente tem sempre que estar se lembrando disso pra nao tomar as coisas "for granted"!!!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Que post ótimo! Verdae seja dita que devemos sempre zelar o nosso casamento. Com o tempo acho que é bem comum que o casal se torne acomodado e já não tenha tanto interesse em manter a "chama acesa". Vigiar e orar, nunca esquecer o que faz o seu conjuge feliz!! E pra mim infidelidade comeca no pensamento! Portanto filtrar os pensamentos faz parte!

    Beijos

    Debora (mulher de fases)

    ResponderExcluir
  15. Excelente texto, Gi, pq nos mostra como temos de olhar o outro com um olhar mais atento. Tantas vezes meu marido tem umas atitudes que não consigo compreender, mas olhando atentamente, depois as coisas se encaixam..interessante os conceitos de traição...é bem mais amplo do que a gente pensa, ne? beijos e fica com Deus;

    ResponderExcluir
  16. Oi Gy!

    Que legal a discussão! Acho que uma coisa que contribui muito para a disseminação da traição ou troca constante de parceiro é a forma como o sexo tem sido abordado, principalmente com relação à mulher, de que você PRECISA experimentar orgasmos múltiplos. Sexo é muito mais do que prazer, e ainda mais quando você tem uma relação... você não vai ter uma vida a dois feliz se vai para cama pensando em quantos orgasmos você quer atingir, ou como será melhor desempenhar seu papel de mulher fatal. Sexo é bom, é essencial, mas não quando o foco é simples e totalmente atingir o prazer pessoal. Eu adoro o livro "As Cinco Linguagens do Amor" de Garry Chapman, e penso que é mesmo na introdução que ele diz da importância de amar o outro com o toque também, para fazer ele se sentir valorizado, com abraços, beijos, carinhos que não focam apenas o ato sexual, mas aquela coisa gostosa de namorar... acho que namorar - sem pensar exclusivamente em sexo, e sim no todo que é tocar e saborear a pele, o cheiro, só o contato do outro, é maravilhoso para manter a relação tinindo e longe de problemas gerados pelo egoísmo ou falta de atenção!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Post muito edificante Gi!
    Já deu para aprender algumas lições para quando me casar saber melhor como agir!

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi Gi, acho que seu post é muito atual e este é um assunto que precisa ser discutido, pensado pelos casais de hoje em dia. Se dedicar ao outro, conquistar todo dia, ter atenção, ter cuidado, zelo, amor. Ter aquele tempo fora da rotina para se olhar, se apaixonar, se ver. Traição não é só estar com outro, mas trair com o trabalho, com outros grupos sociais, enfim, qualquer coisa que se torne tão grande que deixe o casamento em segundo plano. todas as outras coisas fazem parte da vida e devem existir, é claro, mas o casamento, a vida a dois, é a vida e nada deve se sobrepor a ela. As coisas têm que ser feitas em conjunto, as decisões tomadas juntos, a vida vivida em casal. Um beijo!

    ResponderExcluir
  19. Muito bom o seu post! Tenho acompanhado sempre o seu blog! Morro de medo de ser traida! Mas voce me fez pensar se eu tambem estou fazendo a minha parte! Obrigada por compartir!

    ResponderExcluir
  20. Depois disto... o que mais resta a dizer?
    Parabéns!! EXCELENTE post!
    Eu penso assim... e acho bom estarmos sempre abertos à esse tipo de consciência, para não destruírmos SEM QUERER, tudo aquilo pelo qual batalhamos tanto... ou nem tanto... não importa - mas que um dia amamos com toda a força do nosso ser!

    Sou uma eterna apaixonada!
    Beijos, Gi.

    Que Deus nos abençõe e nos guie todos os dias!

    ResponderExcluir
  21. Gi vim agradecer o video linnnnnndo que vc me encaminhou da Helena Tanuri...gostei muito obg viu??? deixei um xeruuuuu bem grandao pra vc. Sobre traicao...ui me arrepia só de pensar em todos os sentidos eh horrivel...eca!!! rsss bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi amiga, tudo bem? Estava com saudade de vc... rsrs... É que minha internet está bem lenta e meu computador estava todo problemático. Sempre pensava em passar por aqui, mas não estava conseguindo. Gostei muito do tema, abre os olhos da gente pra muita coisa, pq realmente as vezes caímos na rotina. E depois é tão dificil de voltar a ser como antes, a melhor coisa é cuidar para que não aconteça.
    E qt a traição (extra conjugal), acho a pior coisa que existe neste mundo! Meu pai traiu minha mãe e minha familia sofre muito até hoje por este erro.

    Mas estes tipos de traições que vc citou, são reias e são as mais perigosas, pq que vem de mansinho, e qd a pessoa vê já se instalou.

    Que DEus continue te abençoando muito e te usando, beijinhos...
    Cindi

    ResponderExcluir
  23. Gisley,

    Parabéns pelo blog e pelo texto maravilindo. Amei.
    Lembrei de um filme que assistir e até escrevi sobre ele no blog - PROVA DE FOGO - Já assistiu. Muito bom!...

    Então você foi sábia nas suas palavras... Uma coisa me chamou atenção, você fala que o homem vê o casamento como uma tarefa concluída e por isso se dedica a outras coisas... IMPORTANTE... Neste momento a mulher deve entrar em ação... Deixa ele sempre com a dúvida de tê-la 100% - Tipo: Ela não deve deixar de estudar... Procurar melhorias... Visitar pessoas que ela ama... Não deixe se descuidar... E por aí vai.

    Gostei do seu ponto de vista.
    Vou te acompanhar. Quer saber mais...

    Bjs
    Volte no meu blog sempre que quiser.

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...