segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Calem a boca, nordestinos!

CALEM A BOCA, NORDESTINOS!
(é longo, mas vale a pena!- foi escrito por um carioca)

A disputa da eleição trouxe à tona, entre muitas outras coisas, o que há

de pior no Brasil em relação aos preconceitos. Sejam eles religiosos, partidários, regionais, foram lançados à luz de maneira violenta, sádica e contraditória.

Já escrevi sobre os preconceitos religiosos em outros textos e a cada dia me envergonho mais do povo que se diz evangélico (do qual faço parte) e dos pilantras profissionais de púlpito, como Silas Malafaia, Renê Terra Nova e outros, que se venderam de forma absurda aos seus candidatos. E que fique bem claro: não os cito por terem apoiado o Serra… outros pastores se venderam vergonhosamente para apoiarem a candidata petista. A luta pelo poder ainda é a maior no meio do baixo-evangelicismo brasileiro.

Mas o que me motivou a escrever este texto foi a celeuma causada na internet, que extrapolou a rede mundial de computadores, pelas declarações da paulista, estudante de Direito, Mayara Petruso, alavancada por uma declaração no twitter: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”.

Infelizmente, Mayara não foi a única. Vários outros “brasileiros” também passaram a agredir os nordestinos, revoltados com o resultado final das eleições, que elegeu a primeira mulher presidentE ou presidentA (sim, fui corrigido por muitos e convencido pelos “amigos” Houaiss e Aurélio) do nosso país.

E fiquei a pensar nas verdades ditas por estes jovens, tão emocionados em suas declarações contra os nordestinos. Eles têm razão!Os nordestinos devem ficar quietos! Cale a boca, povo do Nordeste!Que coisas boas vocês têm pra oferecer ao resto do país?

Ou vocês pensam que são os bons só porque deram à literatura brasileira nomes como o do alagoano Graciliano Ramos, dos paraibanos José Lins do Rego e Ariano Suassuna, dos pernambucanos João Cabral de Melo Neto e Manuel Bandeira, ou então dos cearenses José de Alencar e a maravilhosa Rachel de Queiroz?

Só porque o Maranhão nos deu Gonçalves Dias, Aluisio Azevedo, Arthur Azevedo, Ferreira Gullar, José Louzeiro e Josué Montello, e o Ceará nos presenteou com José de Alencar e Patativa do Assaré e a Bahia em seus encantos nos deu como herança Jorge Amado, vocês pensam que podem tudo?

Isso sem falar no humor brasileiro, de quem sugamos de vocês os talentos do genial Chico Anysio, do eterno trapalhão Renato Aragão, de Tom Cavalcante e até mesmo do palhaço Tiririca, que foi eleito o deputado federal mais votado pelos… pasmem… PAULISTAS!!!


E já que está na moda o cinema brasileiro, ainda poderia falar de atores como os cearenses José Wilker, Luiza Tomé, Milton Moraes e Emiliano Queiróz, o inesquecível Dirceu Borboleta, ou ainda do paraibano José Dumont ou de Marco Nanini, pernambucano.

Ah! E ainda os baianos Lázaro Ramos e Wagner Moura, que será eternizado pelo “carioca” Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, 1 e 2.Música? Não, vocês nordestinos não poderiam ter coisa boa a nos oferecer, povo analfabeto e sem cultura…Ou pensam que teremos que aceitar vocês por causa da aterradora simplicidade e majestade de Luiz Gonzaga, o rei do baião? Ou das lindas canções de Nando Cordel e dos seus conterrâneos pernambucanos Alceu Valença, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Lenine? Isso sem falar nos paraibanos Zé e Elba Ramalho e do cearense Belchior…

E Não poderia deixar de lembrar também da genial família Caymmi e suas melofias doces e baianas a embalar dias e noites repletas de poesia…Ah! Nordestinos…

Além de tudo isso, vocês ainda resistiram à escravatura? E foi daí que nasceu o mais famoso quilombo, símbolo da resistência dos negros á força opressora do branco que sabe o que é melhor para o nosso país? Por que vocês foram nos dar Zumbi dos Palmares? Só para marcar mais um ponto na sofrida e linda história do seu povo?

Um conselho, pobres nordestinos. Vocês deveriam aprender conosco, povo civilizado do sul e sudeste do Brasil. Nós, sim, temos coisas boas a lhes ensinar.

Por que não aprendem conosco os batidões do funk carioca? Deveriam aprender e ver as suas meninas dançarem até o chão, sendo carinhosamente chamadas de “cachorras”. Além disso, deveriam aprender também muito da poesia estética e musical de Tati Quebra-Barraco, Latino e Kelly Key. Sim, porque melhor que a asa branca bater asas e voar, é ter festa no apê e rolar bundalelê!

Por que não aprendem do pagode gostoso de Netinho de Paula? E ainda poderiam levar suas meninas para “um dia de princesa” (se não apanharem no caminho)! Ou então o rock melódico e poético de Supla! Vocês adorariam!!!


Mas se não quiserem, podemos pedir ao pessoal aqui do lado, do Mato Grosso do Sul, que lhes exporte o sertanejo universitário… coisa da melhor qualidade!Ah! E sem falar numa coisa que vocês tem que aprender conosco, povo civilizado, branco e intelectualizado: explorar bem o trabalho infantil! Vocês não sabem, mas na verdade não está em jogo se é ou não trabalho infantil (isso pouco vale pra justiça), o que importa mesmo é o QUANTO esse trabalho infantil vai render. Ou vocês não perceberam ainda que suas crianças não podem trabalhar nas plantações, nas roças, etc. porque isso as afasta da escola e é um trabalho horroroso e sujo, mas na verdade, é porque ganha pouco. Bom mesmo é a menina deixar de estudar pra ser modelo e sustentar os pais, ou ser atriz mirim ou cantora e ter a sua vida totalmente modificada, mesmo que não tenha estrutura psicológica pra isso… mas o que importa mesmo é que vão encher o bolso e nunca precisarão de Bolsa-família, daí, é fácil criticar quem precisa!
Minha mensagem então é essa: – Calem a boca, nordestinos!



Calem a boca, porque vocês não precisam se rebaixar e tentar responder a tantos absurdos de gente que não entende o que é, mesmo sendo abandonado por tantos anos pelo próprio país, vocês tirarem tanta beleza e poesia das mãos calejadas e das peles ressecadas de sol a sol.



Calem a boca, e deixem quem não tem nada pra dizer jogar suas palavras ao vento. Não deixem que isso os tire de sua posição majestosa na construção desse povo maravilhoso, de tantas cores, sotaques, religiões e gentes.


Calem a boca, porque a história desse país responderá por si mesma a importância e a contribuição que vocês nos legaram, seja na literatura, na música, nas artes cênicas ou em quaisquer situações em que a força do seu povo falou mais alto e fez valer a máxima do escritor: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte!”




Que o Deus de todos os povos, raças, tribos e nações, os abençoe, queridos


irmãos nordestinos!



Por José Barbosa Junior (carioca)

15 comentários:

  1. Ai, eu me arrepio toda com esse artigo, já tinha lido! Foi muito bem feito, muito bem escrito e verdaeiro! Essas eleições me deixaram muito triste, especialmente com a camada evangélica, a maioria posicionada para atacar apenas 1 canditada (Dilma Rousseff), e por conta de quê? Os grandes pastores, bispos e etc, por conta de interesses políticos e econômicos, visando poder! E os pequenos, as "ovelhas" [que pareciam mais lobos vorazes], manipuláveis por falta de conhecimento da história, da política e por puro preconceito também! Assisti a várias guerras declaradas pela igreja evangélica contra Dilma, e o pior, à base de calúnias... e o pior de tudo foi ver a defesa de um candidato que não bem visto nem em São Paulo [por gente com uma certa formação]. Professores universitários de São Paulo, Minas Gerais e Ceará (esses são só os que eu tomei conhecimento) fizeram manifestos declarando o que o governo Lula proporcionou às Universidades com seus 2 mandatos - segundo eles, proporcionou melhorias na pesquisa e na estruturação das Universidades Públicas Federais. E relembrando os tempos das trevas do governo FHC, e do governo Estadual do excelentíssimo candidato tucano... enfim, o grito dos intelectuais de SP e RJ era por misericórdia: Não deixem que voltemos ao tempo das trevas!!!

    Só nos resta, agora, como cristãos, orar pela Sra. Rousseff, para que ela possa dar continuidade às melhorias do nosso querido Presidente Lula, e até melhorar esse atual modelo político adotado pelo PT.

    Bjsss Gi! :)

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto! Quanto a política, pena que a maioria não conheça sua história, a verdade das ruas e se deixe levar seja lá pelo o que for. Só um bom exemplo da política fenomenal e maravilhosa que está sendo feita em todo o país: Acabei de chegar da minha cidade natal no interior do Ceará. E lá o único hospital está quase fechando as portas porque o governo do pt faz sabe-se lá o quê com as verbas todo mês. Lá, mulheres grávidas, em pleno século XXI voltaram a morrer de parto; a ambulância só tem a maca, até soro falta. Mas, sem dúvida, isso é o melhor para o Brasil. É a maioria que quer. AH, vai ver que tudo isso é porque não tem mais CPMF.

    ResponderExcluir
  3. Mto bom o texto!!
    eu ando chocada com o que anda acontecendo no Brasil, ontem assisti uma parte do fantastico e mostrou um pouco dessa intolerancia! Eu fiquei chocada quando vi que tem grupos neo-nazistas no sul do Brasil,tipo esse povo nao sabe que no Brasil nao existe raça pura?!
    Eu sou metade europeia e sou negra!!! Mas msm tendo uma parte de mim europeia e ter nascido na Europa, eu tb sei que tenho um pezinho ou ate os dois na Africa!!Tenho orgulho da minha pele,das minhas origens, mas acho triste,MTO TRISTE, brasileiro se auto-negando!!Porque no fundo, quem é brasileiro e é contra,nordestino,indio,negro,poderia mto bem se odiar,pq em cada brasileiro,existe um pouquinho de td isso que eu citei!!!

    Sobre os pastores, eu gosto do pastor Silas, porque conheço a familia dele pessoalmente e a melhor amiga da minha mae,é a irma dele e posso te garantir que é um amor de pessoa e um exemplo de mulher de Deus, ela e a familia dela!!
    Tambem tenho certeza que Deus poderia usar SIM um servo dele, para governar bem o Brasil, mas para isso teria que ter um coraçao voltado para fazer A VONTADE DE DEUS e como sabemos, muitos quando chegam ao poder se deixam corromper!Mas eu acredito Gy,que como Deus usou homens antigamente para governar e fazer a vontade dELE,ainda hj isso poderia acontecer, mas para isso teria que ter um coraçao quebrantado e humilde!!=)
    Mas o que eu concordo com voce(e muitos pastores erram nisso!), culto nao é para fazer campanha eleitoral! Porque se eu quisesse ver campanha eleitoral,ficava em casa e ligava a TV,ne?
    Por isso acho que crente tem que aprender a separar as coisas e td tem sua hora e momento,mas casa de Deus é para falar o que DEUS pode fazer na sua vida,nao o que o candidato X vai fazer por voce!!

    ResponderExcluir
  4. Palmas para esse texto tão bem escrito.
    Me deu vontade até de chorar por orgulho da minha terrinha, meu Ceará que já produziu tanto. Pois é venho da terra onde os sulistas vão passar férias, não é um tanto irônico?

    O brasileiro tem se tornado cada vez mais ignorante. Essa última eleicão foi só baixaria, uma verdadeira vergonha e esse preconceito ridículo do sul e sudoeste me dá até preguica, me cansa.

    Beijos. Vou ficar devendo o vídeo do smokey eyes. Vejo se providencio em breve.

    ResponderExcluir
  5. OIÊ! Tudo bem?
    Vim dizer que adorei sua visita no blog e sinta-se a vontade para me visitar sempre que quiser! Casamento num é fácil, né.... mas cá entre nós, eu adooooro meu casamento, a vida de casada e tudo o mais que isso implica! =)
    Quanto ao seu post... que arraso esse texto, hein! Disse tudo o que ficou entalado na garganta de muita gente! Tenho orgulho de ser desse país com tanta diversidade cultural.
    bjossss
    Ich, Hausfrau
    www.ich-hausfrau.com.br

    ResponderExcluir
  6. Texto sensacional! Não conhecia e agradeço por tê-lo compartilhado conosco.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Gi,
    Nasci Goiana mas me considero Baiana. Nordestina também. E repuguino este preconceito babaca, tão bem escrito no texto que mencionastes.
    Intolerância, de qualquer natureza, significa aos meus olhos, ignorância. Perante aos olhos de Deus e dos sábios, somos todos iguais. Somos todos farinha do mesmo saco. E, a propósito, a melhor farinha do mundo é a nordestina.
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
  8. Gi
    É muito triste esta coisa da discriminação. É uma grande lástima tb.
    Espero sinceramente que um dia possamos falar de igualdade e irmandade, coisas tão em desuso nos dias de hj.
    Belo texto!

    ResponderExcluir
  9. Oi, bunitona!!!!
    te encontrei atravez do blog esposa virtuosa e vi te conhecer.
    amei seu blog, seu jeito, seus videos e as coisas linds de jesus ue vc fala.
    depois de vsculhar seu blog todiiiinhooooo, mostrei pro meu marido, e ele nordestino de Paulo Afonso Na Bahia, chorou no final. kkkkkkk.
    bjus e ore por nós

    ResponderExcluir
  10. Vou polemizar, hein! Espero que me faça entender bem, e desculpe o comentario longo. Nao consegui resumir mais.

    Sobre o tema preconceito: de uma maneira geral, acho hipócrita ao extremo quem diz que não tem preconceito nenhum. TODO MUNDO TEM.
    Preconceito é um mecanismo de autodefesa natural do ser humano. Voce fecha o vidro do carro quando ve o molequinho maltrapilho chegando no sinal, mesmo sabendo que ele nao e necessariamente um pivete querendo te roubar. Você tem receio de islâmicos, mesmo sabendo que nem todos são terroristas. Você analisa uma conterrânea casada com gringo cheia de dedos antes de cair dentro da amizade, mesmo sabendo que nem todas são golpistas do passaporte, você pensa mil vezes antes de virar amigo de alguém da favela e convidá-lo pra jantar na sua casa no asfalto, mesmo sabendo que nem todo favelado é bandido. Ser a favor disso ou não é outra história, mas negar que ele existe em todos nós como muitos fazem é uma mentira que não nos ajuda a lidar com ele de forma limpa.

    O problema é quando esse mecanismo de autodefesa vira mecanismo de ataque e motivo para generalizações que levem a esses ataques. Essa é a parte triste do que aconteceu no Brasil.

    O assunto é longo, polêmico, mas eu consigo entender a origem do que aconteceu com relação aos nordestinos. Não concordo, não gosto, acho uma situação muito mais complexa do que parece e não cabe em generalizações, mas consigo entender. O texto tem vários exemplos na cultura e na música (embora haja controvérsias, eu sempre achei o Tiririca um chato, o Caymmi também e o Chico Anysio nunca me fez rir, e ainda tive o desprazer de conhecer Renato Aragão e seu jeito estúpido de lidar com quem trabalha com ele de perto. Mas isso é outra história), mas vai ver os exemplos na política! Pensemos em ACM, Garotinho, Maluf, Sarney, Roriz... (citei exemplos de todas as regiões do Brasil de propósito), pessoas que deveriam dar exemplos em valores absolutos e inegociáveis, como caráter e honestidade. Cultura? Legal, mas é quase sempre uma constribuição não-unânime.

    Eu sou contra o que aconteceu. Mas acho que cada um precisa analisar e trabalhar os preconceitos que tem dentro de si e as origens deles, de forma muito honesta, antes de se posicionar sobre o preconceito dos outros.

    Em termos bem concretos: o texto é muito bem escrito. É tão bem escrito, que ninguém reparou que ele ataca um preconceito revelando outro. Segundo ele, cariocas são todos funkeiros, paulistas são todos idiotas que não sabem votar direito, o sudeste é feito de gente interesseira que explora o trabalho infantil para se dar bem. Aliás, onde foi que o autor viu que isso só acontece no Sudeste e no Sul?

    Pescou o ponto?

    Beijos! Jane

    ResponderExcluir
  11. SIMPLESMENTE PERFEITO! Amei. Meu pai e a familia dele toda eh nordesteina Gy. Super inteligentes, trabalhadores, subiram na vida atraves dos esforcos deles. Um humor otimo, um astral sempre pra cima... amo o Nordeste , e amo os Nordestinos!

    ResponderExcluir
  12. Discordo do que disse Jane
    Nao é questao de atacar preconceitos revelando outros.
    Ao mostrar os aspectos putrefatos das outras regioes e de sua gente, Gisleyne simplesmente demonstrou que ninguém é perfeito. E que o povo nordestino nao é, e nao pode ser, considerado somente como uma praga, ou A PRAGA,daquele paìs chamado Brasil.
    Preconceito é mecanismo de defesa,usado pelos inseguros, mas e daì? Nem por isso, ele è benèfico.
    Foi por medo e insegurança, que pessoas que nao confiavam no pròprio taco, criaram aberraçoes como o Nazismo, e alimentam ainda hoje, a Xenofobia nos 4 cantos do mundo. Mas e daì, minha filha? Além de uma coisa nao justifica a outra, và explicar isso à massa ignorante e obtusa dos que defendem criaturas como essa tal Mayara Petruso.
    Gisleyne, vc esqueceu de citar o Aurélio. Ninguèm mais, ninguém menos que O MAIOR dicionarista deste paìs. E tà pra nascer, outro que o substitua.

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...