sexta-feira, 8 de julho de 2011

Uma questão de caráter

A vida nos apresenta surpresas. Umas são boas, outras não planejadas. Entre a segunda categoria descrita, nossos amigos, família entre outras pessoas são "vítimas" de situações que eles não criaram para si.  


Embora os "causadores do problema" inventem desculpas ou simplesmente não se importem com a consequência dos seus atos, uma coisa é certa: algo precisa ser feito. É onde entra a questão do caráter.

Caráter é quando você faz o que é certo, ao invés do que é bom.Qualquer pessoa pode fazer algo que é bom para si mesmos  ou para as pessoas ao lado, mas somente o caráter fará a pessoa  fazer a coisa certa( aquilo que não se negocia) acima de tudo. Muitas pessoas perderam essa perspectiva de fazer o que é certo não importa o que aconteça porque às vezes, fazer o que é certo não é, digamos, lucrativo.Em algumas circunstâncias, é até o contrário.

Alguns exemplos propostos pela nossa sociedade:

Quem faz tudo certinho no emprego e ainda produz mais, é um bobo a ser explorado.

Ser fiel no casamento é coisa da década de 50 ...

Se você chegou na casa dos 20 e ainda é virgem, é porque você é um alienígena.

 
Eu fico nessa relação/amizade enquanto  for bom pra mim.

O que essas quatro afirmações têm em comum? O foco é no eu, e não no outro.Vivemos em um mundo que todo e qualquer esforço que façamos ao outro deve ser recompensado com "direitos de celebridade".

No caso de Frank( Denzel Washington) , ele não tinha nada a ganhar. Trabalhou por anos nessa estação e viu aos poucos os seus amigos saindo da empresa e sendo substituídos por pessoas mais novas com salários melhores que não sabiam nada da ferrovia.

A irresponsabilidade de um dos seus colegas de trabalho coloca as demais cidades em apuros.Agora o trem está nos trilhos e "não há nada a ser feito" (pronto, é só isso que vou dizer,assista o filme para saber o resto)..

Ao lado das pessoas negligentes também existem aqueles que só pensam no que vão  perder, caso tenham que mudar seus planos para ajudar a maioria. Tempo, dinheiro e zona de conforto são mais importantes que altruísmo.Você conhece gente assim? Gente essa que quando se tratam deles, exigem o que há de melhor,querem tudo para ontem mas quando se trata dos outros, não conte com eles!

Há também os que desistem fácil.Aqueles que não têm paciência para trabalhar questões quando os problemas aparecem.Jogam a toalha cedo, sem se permitir dar o seu melhor.Essa é uma característica da nossa cultura imediatista.Se dá trabalho demais, se eu tenho que quebrar minha cabeça, se eu tenho que ter paciência eu prefiro desistir. Você verá muito desse perfil em Will(Chris Pine). A pergunta do final de semana que não quer calar é:


Que tipo de pessoa você é  quando surpresas desagradáveis aparecem(independente de qual seja a área da sua vida)?


  • Você faz o que é certo sem ter nada a ganhar, mesmo sabendo que é mais fácil ficar à margem e deixar o circo pegar fogo?

  • Você ignora, faz pouco caso da situação emergencial, negligencia, irresponsabiliza e até fica com raiva se alguém te pede pra fazer algo às pressas?

  • Você diz que tentou[quando na verdade desistiu de primeira], mesmo sabendo que poderia ter feito mais?

  • Você fica indiferente à situação,não se envolve, esperando que as pessoas entrem em contato com vc quando o problema já estiver resolvido?


Você verá esses 4 tipos de perfis coloridos que acabei de descrever  no filme.É baseado em fatos reais, tornando-o mais interessante .Faz você perguntar como pessoas podem reagir de maneiras tão absurdas diante de algo tão sério quando aquilo REALMENTE aconteceu.

Gostei muito da atuação de Chris Pine com o Washington.

Quanto à Denzel,sem comentários. O cara nasceu pra atuar mesmo!

Quer saber seu nível de caráter hoje? Alugue o filme "Incontrolável"( Unstoppable). E vamos de trailer:


22 comentários:

  1. Assisti esse filme assim que ele saiu nos cinemas. Muito bom! Bem, pelo que entendi, o seu questionamento é referente ao mundo do trabalho. Sem duvidas, sou daquelas pessoas que resolve o que tem que ser resolvido mesmo que eu saia perdendo. Nao abandono o barco. Algumas vezes, me ferrei pois fiquei so. Ninguem teve coragem o suficiente pra ajudar a resolver um problema que se apresentou ou porque nos pagavam pouco ou porque o salario estava atrasado. Acho que um verdadeiro profissional se reconhece nessas horas. Nao faz o que faz exclusivamente por dinheiro.

    ResponderExcluir
  2. Que legal essa dica de filme! me deu muita curiosidade de ver!
    Ah, e eu gostei muito do q vc disse sobre esses estereótipos superficiais e egoístas que a sociedade nos joga o tempo todo. Me lembra uma música do DC Talk.. "Bombarded by philosophies that satisfy the surface, I flee to something deeper at the risk of seeking purpose..."
    Gostei do q vc disse pq a gente é mesmo sempre atacado com situações que não causamos. Pra viver nesse mundo temos q pedir muita sabedoria a Deus pra não escorregar em besteira e tomar a melhor atitude, pq muitas vezes não exergamos. Em geral, a melhor atitude não é a mais fácil...

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente... Adoro seu blog. Bjos

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse filme Gi. Adorei tb. Adoro Denzel, eita homem charmoso gente, e que ator que ele eh neh? Otimo!
    Bom, eu entendi o que voce quis abordar, mas nao sei em que area voce quis dizer (se foi uma area especifica) ou se foi no geral.

    Meu pai me ensinou sempre a me colocar na posicao dos outros quando tenho que tomar alguma decisao ou atitude. Ele sempre disse a mim e meu irmao: nao faca com os outros o que voce nao gostaria que fizessem com voce. Sempre nos disse tambem que fazer o bem pode nem sempre nos trazer o bem, mas nos traz paz na consciencia.
    Eu tento sempre pensar nos outros em primeiro lugar, mas DEPENDE da situacao. Porque infelizmente tem gente que se aproveita MESMO da gente. Aih eh onde entra outro ensinamento (experiencia de vida) do meu pai: faca o que voce puder pelos outros, mas nao deixe que passem por cima de voce. Ou seja, eu faco tudo pelos outros desde que nao va sair prejudicada na situacao (dependendo da situacao eu me prejudico sim pelos outros) mas como eu disse, DEPENDE DA SITUACAO. E depende das pessoas pelas quais estou me preocupando. Com o tempo eu aprendi a "identificar" os que merecem e os que nao merecem. Mas no geralm, tento fazer o bem, nao apenas pelos outros, mas por mim mesma. Gosto daquela sensacao de que fiz algo bom sabe?

    Mas isso nao quer dizer que eu jah nao tenha cometido erros, jah cometi erros antes, e quem foi afetado acha ateh hoje que meu carater eh horrivel. E com razao. Mas foi um erro que cometi. Nao foi algo que fiz por maldade. Anyways... adorei o topico!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não vi esse filme.
    Suas palavras são sábias, é muito bom ler o que você escreve.
    Sobre o caráter, nem sempre a gente consegue fazer o certo, mas reconhecer nossos erros e não desistir de tentar acertar já é um indicador de humildade e caráter.
    Agora, dos tipos que você citou eu sou o que digo que tentei, quando desisti de primeira, mesmo sabendo que poderia ter feito mais.
    Mas o que mais me atrapalha é o pessimismo, muitas vezes eu acho que não vai dar certo antes mesmo de tentar. Só que em relação a isso não desisti, vou tentar, vou dar mais chances a mim mesma. E suas palavras nesse blog chegaram no momento certo. Deus sabe mesmo o que faz! De verdade Gisley, obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Gi, muito boa a sua reflexão...será que estamos vivendo numa "crise de caráter"??? eu me preocupo muito com isso, pois muitos dos meus alunos, que ainda são adolescentes, desde muito cedo demonstram uma falta de caráter e um nada de arrependimento ou remorso por coisas erradas que fazem...o foco no "outro" como vc disse, está meio fora de moda, infelizmente...mas precisamos ter esperança...beijos

    ResponderExcluir
  7. Já assisti ao filme e amei a sua analogia! Tenho epnsado muito nisso... Pessoas que vivem de aparência, pensando no ego e pronto. Percebi que o momento em comecei a ser mais eu de verdade, sem me preocupar com a OPNIAO dos outros, porém ajundando da mesmoa forma se precisassem, me fez crescer muito mais! Como pessoa, como profissional, como tudo!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá Gisley
    Linda reflexão, gostei quando você colocou: Caráter é quando você faz o que é certo, ao invés do que é bom. Gostei também da indicação do filme, se Deus quiser vou assistir. Obrigada pelo comentário lá no meu blog. O seu blog é muito fofinho. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Taí, me deu vontade de assistir ao filme!
    Obrigada pela dica! :)

    Gisley, ótima postagem (como sempre!)

    Te desejo um lindo e feliz final de semana.

    Beijooooooo,

    Cid@

    ResponderExcluir
  10. olá Gisley, a paz de cristo, tenha um dia maravilhoso. um grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Adoro seu blog. Tem selinho pra vc. Bjos

    ResponderExcluir
  12. Muito bom Filme....bjs Vivian

    ResponderExcluir
  13. Ah Gisley, nosso caráter, nossos valores são tudo, não é mesmo? Não sei como as pessoas têm estomago para viver de forma tão irresponsável... Oq eu acho mais curioso, é qdo duas pessoas, de uma msm família, criadas do msm jeito, fazem escolhas de vida tão diferentes... Alguns sofrem todo tipo de maldade e são seres humanos bons, outros o inverso. Não sei como explicar..

    Bom, com relação ao outro blog, eu não coloquei espaço pra comentários pq nem pensava q as pessoas iriam visitar, fiz pra mim msm, pra guardar as coisas bonitas q eu vejo. Fiz há pouco tempo, estou fazendo uma experiência, se der certo, vou abrir para os comentários sim. Obg pela dica!

    Bjos e uma otima semana!

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da analogia, ter caráter nao é ser sempre correto.
    Adoro Denzel Washington e ainda nao assisti esse filme, ótima dica, vou procurar para baixar... ;)


    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Gi... é bem verdade que vivemos em um mundo e sociedade egocêntrica! E confesso que já fui bem egocêntrica quando mais nova... hoje tento pensar mais no meu próximo do que em mim mesma! ainda não assisti ao filme, mas é uma ótima dica!

    ResponderExcluir
  16. Ainda não assiti a esse filme,mais carater é algo tão necessário quanto ar que respiramos,estamos todos a criar futuros cidadoes e criar neles esse carater seja ambiental,seja no meio em que ele vive é fundamental!
    Vou a locadora catar!

    ResponderExcluir
  17. Nunca tinha ouvido falar nesse filme, aliás até me decepcionei comigo mesmo pq sempre tenho um pouco de controle a respeito dos filmes de Denzel Washington, pq o cara é muito bom e geralmente o roteiro do filme é excelente!!

    Infelizmente os valores do mundo estão investidos né querida! As pessoas estão mais preocupadas com o própio umbigo ou com o que fulano ou beltrano vai pensar, do que em fazer o que é certo e justo. Me incluio nisso aí viu Gisley, pq as vezes eu sou motivada por coisas erradas... Só por hoje eu não me deixarei levar por ninguém, mas pela Bíblia!

    Bjs

    Debby (mulher de fases)

    ResponderExcluir
  18. Hummmm, vou ser bem sincera com você Gi.
    Eu não nasci com meu caráter pronto.
    O que sou hoje é fruto de momentos e atitudes minhas durante todos esses 35 anos. Por isso não posso ser hipócrita e afirmar que sempre fui um exemplo de pessoa. Confesso que, principalmente quando era mais jovem, bem naquela fase que achamos saber tudo, vivia bem as filosofias número 3 e 4:

    "Você diz que tentou [quando na verdade desistiu de primeira], mesmo sabendo que poderia ter feito mais?"

    "Você fica indiferente à situação,não se envolve, esperando que as pessoas entrem em contato com vc quando o problema já estiver resolvido?"

    Mas o dia-a-dia me ensinou que viver dessa maneira só me trazia mais frustrações e que quando achamos que estamos enganando alguém até com coisas bobas do cotidiano, na verdade estamos NOS fazendo de bobos!

    Hoje posso afimar que sou da filosofia de vida número 1 e com muito orgulho.

    Um beijo querida!
    Fiquei MUITO curiosa para ver esse filme!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. a mais nção sou de ficar indiferente a nada.
    tenho uma coisa comigo, estou acostumada com verdades, embora tenha os hipócritas mais fazer o que...

    sábias palavras moça
    bjsmeus
    (nate)

    ResponderExcluir
  20. Oi Gisley, obrigada por me adicionar, eu não recebi nenhum recado do skype, mas eu geralmente fico on no fim do dia, por volta das 17hs!!Bjusss

    ResponderExcluir
  21. Giley, dei muita risada com o seu comentário lá no blog. Muito bom!!!!

    Bjs

    Debora

    ResponderExcluir
  22. Oi, Gisley,

    Eu estava dando umas melhoradas nos marcadores do meu blog e vi um comentário antigo seu. Isso me fez lembrar que eu já estive aqui e gostei do seu blog, por isso vim te visitar, rsrs. E valeu super a pena, já li um monte de post e só posso dizer que você 'é das minhas' rsrs (tradução: uma moça de bons princípios e bons valores!). Gostei do enredo deste filme e vou procurar vê-lo.

    Beijoca!

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...