segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A decadência do romantismo e da mulher.

Recebi esse texto por email. Achei super interessante ver a mudança de como a mulher é retratada nas canções brasileiras.


Década de 30: Ele, de terno cinza e chapéu panamá, em frente à vila onde ela mora, canta:
“Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa! Do amor por Deus esculturada. És formada com o ardor da alma da mais linda flor,
de mais ativo olor, na vida é a preferida pelo beija-flor….”
  Década de 40:
Ele ajeita seu relógio Pateck Philip na algibeira,escreve para Rádio Nacional e,
manda oferecer a ela uma linda música: 
 
“A deusa da minha rua, tem os olhos onde a lua,costuma se embriagar. Nos seus olhos eu suponho,
que o sol num dourado sonho, vai claridade buscar”
  Década de 50:
Ele pede ao cantor da boate que ofereça a ela a interpretação de uma bela bossa:
Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça.
É ela a menina que vem e que passa, no doce balanço a caminho do mar.
Moça do corpo dourado, do sol de Ipanema. O teu balançado é mais que um poema.
É a coisa mais linda que eu já vi passar.” 
  Década de 60:
Ele aparece na casa dela com um compacto simples embaixo do braço,
ajeita a calça Lee e coloca na vitrola uma música papo firme:
“Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo o mar e o infinito não é maior que o meu amor, nem
mais bonito. Me desespero a procurar alguma forma de lhe falar, como é grande o meu amor por você….” 
Década de 70:
Ele chega em seu fusca, com roda tala larga, sacode o cabelão,
abre porta pra mina entrar e bota uma melô jóia no toca-fitas:
“Foi assim, como ver o mar, a primeira vez que os meus olhos se viram no teu olhar….
Quando eu mergulhei no azul do mar, sabia que era amor e vinha pra ficar….” 
  Década de 80:
Ele telefona pra ela e deixa rolar um:
“Fonte de mel, nos olhos de gueixa, Kabuki, máscara. Choque entre o azul e o cacho de acácias,
luz das acácias, você é mãe do sol. Linda….”

Década de 90:
Ele liga pra ela e deixa gravada uma música na secretária eletrônica:
“Bem que se quis, depois de tudo ainda ser feliz. Mas já não há caminhos pra voltar.
E o que é que a vida fez da nossa vida? O que é que a gente não faz por amor?” 
  Em 2001:
Ele captura na internet um batidão legal e manda pra ela, por e-mail:
“Tchutchuca! Vem aqui com o teu Tigrão. Vou te jogar na cama e te dar muita pressão!
Eu vou passar cerol na mão, vou sim, vou sim! Eu vou te cortar na mão!
Vou sim, vou sim! Vou aparar pela rabiola! Vou sim, vou sim”! 
  Em 2002:
Ele manda um e-mail oferecendo uma música:
“Só as cachorras! Hu Hu Hu Hu Hu!
As preparadas! Hu Hu Hu Hu!
As poposudas! Hu Hu Hu Hu Hu!”

  Ele pára o chevetinho 81, rebaixado, e no mais alto volume solta o som:

"Abre as pernas, faz beicinho, vou morder o seu grelinho.... 
Vai Serginho, vai Serginho....
Abre as pernas, faz beicinho, vou morder o seu grelinho....
Vai Serginho, vai Serginho....
Abre a boca num si ispanta, vô gozá na tua garganta...."
  Em 2003:
Ele oferece uma música no baile:
“Pocotó pocotó pocotó…minha éguinha pocotó!

Em 2004:
Ele a chama para dançar no meio da pista:
“Ah! Que isso? Elas estão descontroladas! Ah! Que isso? Elas Estão descontroladas!
Ela sobe, ela desce, ela da uma rodada, elas estão descontroladas!”
  Em 2005:
Ele resolve mandar um convite para ela, através da rádio:
Hoje é festa lá no meu apê, pode aparecer, vai rolar bunda lele!”


Em 2006: 

Ele a convida para curtir um baile ao som da música mais pedida e tocada no país: “Tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha!!!
Calma, calma foguetinha!!! Piriri Piriri Piriri, alguém ligou p/ mim!” 

 Se você pensou que aquela poderia ser a ultima, mas já lançaram outra. 

"Vai da tapinha na bundinha 
Vai que eu sou sua cachorrinha 
Vai que eu to muito assanhada
vamos da uma lapadinha só se for na rachadinha 
E toma gostosa lapada na rachada 
Você pede e eu te dou lapada na rachada e ai ta gostoso? 
Lapada na rachada Toma,Toma,Toma..."
 

Em 2010:
Ele encosta com seu carro, porta-malas cheio de som e no máximo volume:
” Chapeuzinho pra onde você vai, diz aí menina que eu vou atrás.
Pra que você quer saber?
Eu sou o lobo mau, au, au
Eu sou o lobo mau, au, au
E o que você vai fazer?
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer…” 

Assim como tantas outras pessoas, faço jus da pergunta: Ainda é possivel piorar?

22 comentários:

  1. hahaha Muito bom esse post, Gi!

    Acho um absurdo essas músicas, super ofensivas.
    Mas... vou te falar... tem muitas gurias que não se dão ao respeito e que gostam de serem tratadas assim... que acham o máximo essas músicas e os caras que cantam kkkk
    É só assistir o programa A Fazenda por 30 segundos que dá pra perceber... Nada contra... acho que todo mundo é livre... mas, que não venha exigir respeito quando a própria pessoa não se dá ao respeito... ;)
    É assim que penso.

    bjoooos

    boa semana!

    Clau

    ResponderExcluir
  2. hahahaha muito bom, e parece que se vc pensar em outros paises como os EUAS, 2011 eh Rihanna e a musiquinha S&M dela.Concordo contigo e acho que as vezes as mulheres tb confudem sensualidade com mostra tudo ai. Eu ateh estava comentando com uma amiga ontem que tem muita menina na Irlanda de 18 que parece ter 30 ja pq ja viveu tudo o q tinha q viver em 10 anos, se enche de maquiagem, fake tan e se veste igual a mae. A minha cunhada eh assim 20 anos mas qdo vai sair eh a mais velha do bando.
    Triste neh? Eu se pudesse teria ficado na minha infancia pra sempre, pq se apressar pra viver no mundo adulto eh tao complicado. Eh isso ai, Gi. Boa semana bjuuuss

    ResponderExcluir
  3. hahahahahaha
    Tenho um amigo que diz: "nada está tão ruim que não possa piorar".
    o nosso papel, é bater com a porta/telefone na cara do moço. :)

    bjs!

    ResponderExcluir
  4. Jesus, apaga a luz (como diz minha mamae)!

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que existem músicas também né? Porque viver só dessas coisas seria uma tristeza só.
    Tenho medo da sua pergunta no final do post, pois eu tenho certeza que tem sim como piorar. Antes de mudar pra cá, fui em Recife tirar meu visto. Aproveitamos para turistar em Olinda e o litoral. Quando voltamos de Olinda havia um pessoal na praia ouvindo umas coisas...sinceramente, a "música" só tinha palavra de baixo calão, coisa que eu nunca ousei dizer na vida, palavras bem feias, um horror! Eu morri de vergonha...então dá para piorar sim, mas eu espero que não. Já está péssimo...

    ResponderExcluir
  6. Oi Gi,
    Na minha opinião não há como piorar. Chegamos no fim do poço, no cume da vulgaridade, no ápice da degradação.
    O lado bom do disco é que temos intérpretes e compositores de bom gosto no Brasil, além de pessoas que têm ouvidos que não suportam lixo musical. Estas seguem ouvindo boas melodias...
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
  7. Sabe aquele ditado, "Tem que rir pra não chorar"? Pois é... Triste mesmo! Fico tão frustrada com a nossa sociedade por aceitar, aprovar e popularizar esse tipo de música. Sabe, sempre existirá alguém que falará uma montanha de M****, isso é fato! Agora, o que me frustra demais é as pessoas gostarem e aprovarem essas letras, principalmente quando são mulheres! É uma falta de respeito e falta de solidariedade pelas nossas conquistas. E o que eu acho impressionante: se filme com palavrão, baixaria e/ou cenas explícitas é censurado (afinal, criança não pode assistir filmes mais "pesados" em cinema) porque o mesmo não se aplica a músicas? Me desculpa, mas acho que essas letras não deveriam tocar em qualquer horário na rádio...toque a noite, sei lá.
    Outro dia minha priminha de 4 anos estava cantando essa música da Chapeuzinho...óbvio, né? Que criança pequena não iria querer cantar uma música achando que era da Chapeuzinho vermelho?! A mãe dela quase surtou! Nem sabe aonde a criança ouviu a música...e aí? Como é que faz para proteger nossas crianças dessas baixarias?! Enfim...só rindo para não chorar mesmo...

    ResponderExcluir
  8. Oi amiga, tudo bem? Estou passando para dar um oi, minha internet anda muito ruim, por isso não tenho comentado. Vou ter que me programar para usar na parte da manhã que a internet fica melhor, rsrs... Saudade de vc e de ler seus posts, olha agora estou terminando de limpar minha casa, pode?!! rsrs... Depois se der, se a net permitir, eu entro para ler as postagens atrasadas e comentar sobre elas, se não vou tentar de novo amanhã. bjs, Deus abençoe...
    Cindi

    ResponderExcluir
  9. Gi....perfeitoo!!!! Inclusive vou imprimir e levar para os meus alunos que consomem essa porcaria que chamam de música...isso é um desrespeito com a mulher, que passa o tempo inteiro querendo ser respeitada pela sociedade, mas não acha ridículo dançar isso... Vc, como sempre, arrasa! beijos, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Aqui tem uma música q n para de tocar q diz assim: "u're better with the lights off"... As pessoas gostam do q n presta!
    Vejo artistas com uma voz linda mostrando o corpo exageradamente nos vídeos sem motivo algum! N posso achar isso normal!

    ResponderExcluir
  11. Gisley, de fato é assustador uma coisas dessas! E como a Helen falou, há tanta regulamentação com relação a filmes, novelas e tudo que vai na tv, mas com relação a música pode tudo. É desesperador ver que alguém escreve coisas como essa e a a massa a torna popular. E o pior é pensar que sim, ainda pode piorar!! Bjusss

    ResponderExcluir
  12. Morri de rir e depois li pro meu marido, pode apostar que dá pra piorar sim :) bjs

    ResponderExcluir
  13. Hahahahaha, estou rindo muito do seu post! Que decadência mesmo! E tem mulher que curte todas essas músicas citadas no post, que mal gosto. Para mim é uma falta de respeito. Como todo mundo comentou acima, pode ser que ainda piore....já tá ruim demais, mas vai saber.....

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Rsrs...vixie maria...vulgarizou demais,que tal deixar o homem voltar a conquistar como antigamente, deixar ele fazer todo o trabalho?
    Estão dando tudo de mão beijada, deixando a mágica da conquista desaparecer,roubando o papel(supostamente) masculino!!!
    Sim....sou machista quanto a esse assunto...rs!!!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  15. Gy

    EU digo e repito, eu sou de antigamente! Lá do século 20! Só nasci no século errado....eheheh
    Beijos
    Ps.: como tudo, dá pra piorar sim, só depende da gente! Mulher tem que se valorizar! Não valorizou, acontecesse isso!

    ResponderExcluir
  16. hehe muito boa essa Gi. Acho que o pior é que eles nem mandam mais música, por que elas já estão em cima faz tempo!!!

    ResponderExcluir
  17. Gi, voltando aqui pra pedir um favorzinho, se vc puder lanca uma pauta sobre meninas que moram no exterior, depressao e suicidio. E eu estou com um post no meu blog sobre isso porque muitas pessoas que mudam para um novo pais passam por fases e acabam mesmo chegando ao suicidio. Eu assisti uma palestra hj na faculdade sobre suicidio que falou sobre casos de irlandeses, mas como eu lia algumas comunidades no orkut que mtas meninas viviam deprimidas depois de terem deixado o brasil, e como eu tb ja tive minhas fases cinzas aki eu estou escrevendo e pedindo para quem puder que fale sobre o assunto e passe adiante como uma forma de apoio e mesmo mostrar que ninguem pode carregar o peso do mundo nos ombros sozinho(a). Obrigadaaa bjusssss

    ResponderExcluir
  18. Jesus me abana....acho que não piora mais não... será possível? Meu Deus a que ponto chegamos... e o pior muitos dizendo que isto é normal...que é só para se divertir! Meu Deus me livra!

    ResponderExcluir
  19. Kkkkkkkkkkkk, realmente a tendência INFELIZMENTE é piorar!!! Mas fazer oq né.. as mulheres parecem que gostam!!

    ResponderExcluir
  20. Oi Gisley.

    Acho essas músicas horríveis.
    Mas, infelizmente, sempre pode piorar...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  21. Por sorte me casei com um dos últimos românticos... mas se isso ainda pode piorar, espero q já não esteja aqui pra ver...rs Beijos, gi!

    ResponderExcluir

Exporte pensamentos e idéias vc tb!
Aqui, elas chegam rápido e vc não paga nada :)!
Divirta-se e volte sempre :)!

Por favor, deixe e-mail e nome de contato caso não tenha blog ou conta do google.

AVISO: Caso não goste ou não se indentifique com o material aqui exposto, vc tem todo o direito de ir ao topo da página do lado direito e apertar o X.

Não espere que nenhum(a) blogueiro(a) mude o formato ou conteúdo do blog para adequar à sua comodidade/pensamento.


A autora se faz no direito de reprovar todo e qualquer conteúdo que não traga nada à acrescentar ao blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...